FIM DO HORÁRIO DE VERÃO, MAS NÃO DO VERÃO

+ aumentar e diminuir fonte -

FIM DO HORÁRIO DE VERÃO, MAS NÃO DO VERÃO

O horário de verão no Brasil termina neste fim de semana. Na virada do sábado para o domingo, os relógios nas Regiões Sul, Sudeste e no Centro-Oeste devem ser atrasados em 1 hora. Para não perder compromissos no domingo, muitas pessoas vão ajustar o relógio ainda na noite do sábado. Outras só vão lembrar disso no fim da manhã do domingo e os mais desligados, só na segunda-feira.
Além de esquecer de ajustar o relógio, muita gente confunde o término do horário de verão com o fim do verão. A estação do ano, verão, não vai acabar agora. O fim do verão será só no dia 20 de março.
Para a previsão do tempo, o fim do horário de verão traz algumas vantagens e facilitam a vida dos meteorologistas. O cálculo da elevação da temperatura durante o dia, por exemplo, fica mais fácil. O previsor sabe que o valor de temperatura observado em uma determinada hora corresponde ao aquecimento real do sol, naquela hora. Quando o horário de verão está em vigor, o movimento do sol não muda. Os homens é que tentam “enganar” o sol. Nos estados brasileiros que estão no horário de verão, quando o meteorologista observa uma temperatura de 30ºC às 10 horas da manhã, ele não pode esquecer que este valor está ocorrendo com o aquecimento do sol real das 9 horas. Assim, todas as contas de temperatura devem ser feitas sempre pensando numa hora a mais.
As medições meteorológicas em todo o planeta são feitas em horas iguais, mas relação à hora padrão do meridiano que passa sobre a cidade inglesa de Greenwich. Essas leituras são repassadas para todos os centros meteorológicos do mundo. Todos podem consultar. No horário de verão no Brasil, os meteorologistas ficam sabendo sempre com 1 hora de atraso.

Para o fim de semana do fim do horário de verão, a previsão indica o fortalecimento de uma grande massa de ar quente sobre o Sul, Sudeste e parte do Centro-Oeste do Brasil. A temperatura vai subir muito e rápido. No Rio de Janeiro, é o calorão de volta, depois do alívio provocado pela chuva de uma frente fria. As praias do Sul e do Sudeste deve ficar cheias de sol e com poucas pancadas de chuva. No sábado, ondas em torno de 1 metro devem ser observadas em muitas praias entre o Rio Grande do Sul e o Rio de Janeiro. No domingo, o mar baixa de vez e as ondas devem atingir no máximo meio metro, do litoral gaúcho ao capixaba.


Tags:


Esse post foi publicado de sexta-feira, 19 de fevereiro de 2010 às 11:51, e arquivado em Centro-Oeste, Nordeste, Norte, Sudeste, Sul.
Última modificação: quarta-feira, 10 de novembro de 2010 às 13:13

Você pode acompanhar os comentários desse post através do feed RSS 2.0. Comentários e pings estão fechados no momento.

Os comentários estão fechados.

HOME | BRASIL | NOTÍCIAS | VÍDEOS | GLOSSÁRIO
Mapa do site | Fale conosco | Política de privacidade | Trabalhe na Climatempo | Anuncie
Copyright 2011 - Climatempo. Todos os direitos reservados. Otimização de sites by SEO Marketing