Arani – tempestade subtropical afasta-se da costa do ES

+ aumentar e diminuir fonte -

Arani, que significa “tempo furioso”, em tupi-guarani, foi o nome escolhido para batizar a severa área de tempestade que se organizou na costa do Espírito  Santo.

Essa intensa área de tempestade começou a se desenvolver no último fim de semana na costa  do Espírito Santo, se organizou ainda mais e ontem (terça-feira – 15 de março), pela manhã, era considerada uma depressão tropical. O sistema se intensificou um pouco mais e passou a ser considerado pela Marinha do Brasil e a NASA, dos Estados Unidos, como uma tempestade subtropical.  Estes nomes “depressão tropical” e “tempestade subtropical” são usados para determinados tipos de sistemas de tempo severo.

A Marinha do Brasil é a responsável pelo acompanhamento deste sistema, pelo menos nas próximas 24 horas, até que ele saia de águas oceânicas brasileiras.

A Marinha emitiu alerta sobre a tempestade tropical Arani, como reproduzimos abaixo.

AVISO NR 096/2011

AVISO ESPECIAL

EMITIDO ÀS 1500 – TER – 15/MAR/2011

TEMPESTADE SUBTROPICAL ARANI COM CENTRO 998HPA EM 24S037W ASSOCIADO A VENTO CICLONICO FORÇA 8/9 AFETANDO RAIO DE 180MN EM TORNO DO CENTRO DESLOCANDO-SE PARA E/SE COM 10/15.

VÁLIDO ATÉ 161500.

As águas quentes do Atlântico Sul, ao largo da costa do Sudeste, potencializaram o desenvolvimento deste sistema

Arani é um sistema meteorológico muito incomum na costa do Brasil e se originou a partir de uma acentuada queda da pressão atmosférica que ocorreu na segunda-feira no litoral do Espírito Santo. Os modelos de simulação numérica da atmosfera já indicavam essa tendência na semana passada.  Houve a formação de uma área de baixa pressão ciclônica, onde a circulação dos ventos faz um movimento completamente circular, em 360°, no mesmo sentido dos ponteiros do relógio.

Antes de se observar uma baixa pressão fechada, grandes núcleos de nuvens muito carregadas se formaram no fim de semana sobre o Espírito Santo, provocando as chuvas torrenciais que causaram danos em muitas cidades capixabas.

Nessa terça-feira, as imagens de satélite mostraram claramente que as grandes áreas de instabilidade haviam se organizado como uma área de baixa pressão fechada. A aparência é de uma bola, quase perfeita, formada pelas nuvens carregadas. Felizmente, a instabilidade intensa já estava em alto-mar e não afetava diretamente o Espírito Santo.

Mesmo assim, no fim da tarde de terça-feira, outros núcleos de nuvens pesadas se formaram entre o Espírito Santo e o sul da Bahia, provocando muita chuva.

Ao longo da terça-feira já se notava  um continuo afastamento de Arani da costa brasileira.

Nesta quarta-feira (16 de março), podemos ver na animação das imagens de satélite mostradas abaixo, a Arani se deslocando para leste, afastando-se da costa do Sudeste. Não há risco deste sistema provocar chuvas torrenciais e nem ventania no continente. O Estado do Espírito Santo terá uma quarta-feira com muitas nuvens e chuva, mas por conta de uma nova frente fria que avança pela costa do Sudeste.


Tags: , ,


Esse post foi publicado de quarta-feira, 16 de março de 2011 às 1:30, e arquivado em Tempo Severo.
Última modificação: quinta-feira, 30 de junho de 2011 às 16:19

Você pode acompanhar os comentários desse post através do feed RSS 2.0. Comentários e pings estão fechados no momento.

Os comentários estão fechados.

HOME | BRASIL | NOTÍCIAS | VÍDEOS | GLOSSÁRIO
Mapa do site | Fale conosco | Política de privacidade | Trabalhe na Climatempo | Anuncie
Copyright 2011 - Climatempo. Todos os direitos reservados. Otimização de sites by SEO Marketing