Arquivo da Categoria ‘Centro-Oeste’

+ aumentar e diminuir fonte -
Chuva no Centro-Oeste do Brasil
sábado, 20 de setembro de 2014

Uma frente fria favoreceu a organização de áreas de instabilidade sobre o Centro-Oeste do Brasil. De ontem para hoje a chuva se concentrou sobre o Mato Grosso do Sul e caiu forte em algumas cidades. Segundo o Inmet, entre às 13h de sexta e 13h deste sábado,no horário de Brasília,foram acumulados, 32 mm em Ponta Porã e em Corumbá, 33 mm em Bataguassu, 44 mm em Água Clara, 53 mm em Sidrolândia e 58 mm em Miranda.

Ao longo desta tarde as nuvens carregadas avançam para Mato Grosso e Goiás. Há risco de temporais nas localidades que ficam no sul destes Estados, inclusive na região de Cuiabá.

Amanhã (domingo), as pancadas de chuva devem acontecer também em Goiânia e em Brasília.

Um pouco de umidade para Brasília
sexta-feira, 19 de setembro de 2014

Se a previsão se confirmar, os brasilienses vão terminar o inverno de um jeito diferente: céu com nuvens e até um pouco de chuva.

 

Cena típica de Brasília em setembro: fim de tarde sem nuvens, com ar muito seco. Foto de Paula Medeiros em 19 de setembro de 2014,

 

A passagem de uma frente fria pelo litoral da Região Sudeste no fim de semana vai causar mudanças na circulação de ventos sobre o Brasil e um pouco de ar úmido deve chegar ao Distrito Federal. A combinação do calor com o aumento da umidade vai gerar nuvens que podem provocar pancadas de chuva e até raios.

A chuva e as nuvens não vão esconder o sol por muitas horas, mas o calor e a secura diminuem.

Pelos registros do Instituto Nacional de Meteorologia, a última chuva que caiu sobre Brasília foi entre os dias 3 e 4 de setembro. Mas choveu com moderada intensidade deixando um acumulado de aproximadamente 16 mm de chuva, 31% da média histórica para setembro.

Entre os dias 15 e 19 de setembro, o aeroporto internacional de Brasília registrou 14% de umidade duas vezes, uma delas na tarde desta sexta-feira. O maior nível de umidade na semana foi de 68% na manhã do dia 17.

Calor e secura antes da chuva começar

Setembro ainda é época de dias muito secos na região de Brasília, com céu azul quase sem nuvens o dia todo. Alguma chuva pode ocorrer, mas é coisa rara.

É um dos meses mais quentes do ano. Até agora, os recordes de calor de 2014 em Brasília ocorreram em setembro: 33,1°C no dia 17, a tarde mais quente, e 20,9°C no dia 18, a madrugada mais abafada.

 

Centro-Oeste tem pancadas de chuva no fim de semana

O ar úmido se espalha sobre o Centro-Oeste e nuvens carregadas crescem no fim de semana por todos os Estados. O ar está e vai continuar muito quente, apesar da ocorrência de pancadas de chuva. Há risco de temporais, mas em pequenas áreas.

Nesta sexta-feira, nuvens muito carregadas passagem sobre Sonora, na divisa de Mato Grosso do Sul com o Mato Grosso e provocaram uma rajada de vento com  105 km/h. O registrou foi do Instituto Nacional de Meteorologia. Choveu muito no sul de Mato Grosso do Sul . Em Sete Quedas, o acumulado chegou aos 107,6 mm entre 21 horas do dia 18 e 21 horas do dia 19.

 

Confira como será a primavera de 2014 no Centro-Oeste

 

 

Curiosidade: A primavera de 2014 começa no dia 22 de setembro, mas em 2015 será no dia 23 de setembro. Por que?

Temporais em Mato Grosso do Sul
sexta-feira, 19 de setembro de 2014

Fortes áreas de instabilidade avançam sobre o sul de Mato Grosso do Sul e provocam fortes pancadas de chuva acompanhadas de um volume bastante elevado e raios.

Imagem de satélite do canal do infravermelho realçado

Os acumulados de chuva se elevaram bastante em Sete Quedas choveu em 12h um total de 62,4mm, sendo que deste volume 36,8mm aconteceram em apenas 3 horas.

As áreas de instabilidade se espalham ao longo da tarde da sexta-feira (19) sobre as demais áreas de Mato Grosso do Sul e há o risco de chuva forte.

No sábado (20) muitas nuvens se formam e tem condições para pancadas de chuva a qualquer momento. Novamente há condições para chuva com volumes um pouco mais elevados que podem acarretar em transtornos.

No domingo (21) o ar seco já predomina, o sol aparece forte e não há mais previsão de chuva.

Centro-Oeste deve ter chuva dentro dos padrões da primavera
quinta-feira, 18 de setembro de 2014

Como será a primavera 2014 no Centro-Oeste do Brasil? Muito calor? Será que as chuvas voltarão dentro da normalidade, abaixo ou acima da média? O meteorologista Alexandre Nascimento esclarece todas essas dúvidas e fala da tendência da estação para toda a Região! Confira!

Veja mais:

Como será a primavera 2014?

El Niño deve trazer chuva regular para o Sul

Primavera vai trazer chuva para o Sudeste?

O grande vilão da primavera

Clima favorece produção de tomate em GO
quinta-feira, 18 de setembro de 2014

O clima favoreceu a produção de tomate no estado de Goiás e os produtores estão animados com a safra deste ano. Confira qual será a tendência do acumulado de chuva para os próximos dias em todo o Brasil.

Brasil está muito quente
quinta-feira, 18 de setembro de 2014

Brasília bate recorde de calor de madrugada mais quente do ano pelo segundo dia consecutivo

A madrugada desta quinta-feira, 18 de setembro, foi a mais quente do ano em Brasília. O Instituto Nacional de Meteorologia registrou a temperatura mínima de 20,9°C. O recorde ocorreu pelo segundo dia consecutivo, superando os 20,7°C registrados na madrugada de ontem. Brasília teve ontem também a tarde mais quente de 2014, com temperatura máxima de 33,1°C. Foi também a maior temperatura na capital federal desde 31 de outubro de 2012, quando houve registro de máxima de 33,7°C.

 

Calor recorde em Goiânia

Goiânia, capital de Goiás, teve duplo recorde de calor ontem. O Instituto Nacional de Meteorologia registrou a maior temperatura mínima e a maior temperatura máxima de 2014. A máxima foi de 37,7°C. No ano passado, a maior temperatura em Goiânia foi de 37,9°C, em 27 de setembro.

 

Brasil dos 40°C

A primavera é época de grande aumento do calor sobre o Brasil. Temperaturas em torno dos 40°C são comuns especialmente no Centro-Oeste, Norte e interior do Nordeste. Mas o Sudeste e o Sul também podem registrar temperaturas muito elevadas.

Ontem, o Instituto Nacional de Meteorologia registrou 40,0°C em Goiás, cidade do Estado de Goiás. São Romão, no noroeste de Minas Gerais teve calor de 39,0°C. Fez 39,5°C em Uruçuí, no Piauí,  39,1°C em Ibotirama, na Bahia. Ituverava, no norte de São Paulo bateu nos 37,8°C.

Muitas cidades do Centro-Oeste e do Nordeste registraram ontem temperaturas em torno dos 38°C na tarde de ontem e o calor intenso vai continuar no decorrer da segunda quinzena de setembro.

Brasília quente e seca
quarta-feira, 17 de setembro de 2014

A tarde desta quarta-feira tem tudo para ser a mais quente e a mais seca do ano em Brasília até agora. O recorde de calor atual, pela medição do Instituto Nacional de Meteorologia, é de 31,6°C registrados ontem e também na tarde de segunda-feira. Nestes dois dias, o aeroporto internacional de Brasília registrou máxima de 32°C e hoje a temperatura alcançou 34°C  e 14% de umidade no ar, o que reforça a possibilidade de novo recorde de calor. A confirmação oficial poderá ser feita depois das 17 horas, quando Inmet divulgar as temperaturas mínimas e máximas desta quarta-feira das capitais brasileiras.

 

 

Calor de primavera

O calor e a secura do ar ainda são comuns em setembro na região de Brasília. Historicamente setembro e outubro são os meses mais quentes do ano. O recorde de calor de 2013 foi de 33°C e ocorreu no dia 23 de setembro.

Mas o calor ainda vai aumentar nos próximos dias. Não há previsão de chegada de ventos de origem polar sobre Brasília e a chance de alguma chuva será só no domingo, com o deslocamento de uma frente fria sobre o Sudeste.

Confira a climatologia de Brasília 

Fornalha de setembro

Como será a primavera de 2014?

 

Fornalha de setembro
terça-feira, 16 de setembro de 2014

Secura e calor no Brasil

A primeira quinzena de setembro teve vários eventos de ar muito seco e calor recorde no Brasil. Nesta terça-feira, 16, Brasília voltou a registrar a temperatura máxima de 31,6°C, igualando o recorde de calor para 2014 registrado em 15 de setembro. As medições são do Instituto Nacional de Meteorologia. Níveis de umidade do ar abaixo de 15% foram observados em áreas do Nordeste, do Norte, Centro—Oeste e Sudeste. Os menores valores desta terça-feira registrados pelo Instituto Nacional de Meteorologia foram de 11% no interior do Piauí, nas cidades de Bom Jesus do Piauí e de Caracol, e em Montalvânia, no norte de Minas Gerais.

Confira as capitais que registraram recorde de calor para 2014 em setembro

Brasília (DF): 31,6°C – dias 15 e 16

Cuiabá (MT): 40,1°C – dia 14

Campo Grande (MS): 36,3°C – dias 12 e 14

Palmas (TO): 40,4°C – dia 13

Teresina (PI): 38,3°C – dia 11

Rio Branco (AC): 37,0°C – dia 7

Manaus (AM): 37,0°C – dia 5

 

Mas o calor de setembro está só começando. A segunda quinzena promete ser, ou pelo menos começar, com uma verdadeira fornalha.

As simulações atmosféricas indicam que o ar polar vai ficar retido por vários dias no centro-sul da Argentina. A circulação dos ventos em diversos níveis da atmosfera vai bloquear a passagem do ar polar para o Brasil. Os ventos frios vão ter dificuldade para entrar até sobre a Região Sul.

 

 

 

Sem ar polar e com a falta de umidade para formar grandes nuvens e um barrar um pouco o sol forte, um forte aquecimento pode ser esperado para os próximos dias por quase todo o país. Temperaturas extremamente elevadas, em torno dos 40°C, poderão ocorrer no Norte, Centro-Oeste e  no Nordeste. Mas calor próximo dos 40°C também poderá ser observado em alguns locais do Sudeste como norte de  Minas Gerais e de São Paulo.

Enquanto o calor e a secura do ar prometem incomodar a população em grande parte do Brasil, na Região Sul, a segunda quinzena de setembro promete tempestades.

Tendência para a primavera – Brasil

 

Recorde de calor em Brasília (DF)
segunda-feira, 15 de setembro de 2014

A forte massa de ar quente e seco que está sobre o centro-norte do País garantiu uma segunda-feira de muito sol e calor em Brasília nesta segunda-feira, 15/09. Segundo o Instituto Nacional de Meteorologia (INMET) a tarde de hoje foi a mais quente do ano, até agora, na capital federal. A temperatura máxima chegou a 31,6°C e superou em um décimo o recorde anterior que era de 31,5°C no dia 30 de agosto. Além do calor, os brasilienses passaram por mais um dia com umidade muito baixa. O índice chegou a 20% na região do aeroporto internacional JK. No ano passado, a maior temperatura máxima na capital federal foi de 33°C no dia 23 de setembro. Ao longo da semana esta massa seca ainda deve continuar forte sobre a região do Planalto Central, dificultando a formação de instabilidades em Brasília. Os próximos dias continuam quentes e muito secos na região, aumentando o risco de queimadas em todo o DF.

O que vem por aí?
domingo, 14 de setembro de 2014

Entramos na última semana do inverno e ele acabará com fortes emoções no centro-sul do Brasil. Confira algumas situações meteorológicas especiais que os previsores do tempo vão ter que lidar esta semana.

 

Segunda-feira – 15 de setembro

 

- Uma frente fria se organiza e avança pela Região Sul. Esse sistema está associado à um ciclone extratropical, portanto, além da chuva, estão previstos ventos fortes e mar agitado para a Região.

 

- O bloqueio é rompido em São Paulo e entre a tarde e a noite ocorrem pancadas de chuva em todo o Estado.

 

 

Terça-feira – 16 de setembro

 

- Uma massa de ar polar avança pela Região Sul e a temperatura cai bastante comparada com os últimos dias no Rio Grande do Sul, em Santa Catarina e no Paraná.

 

- Frente fria continua avançando pelo Sudeste e há previsão de chuva para o Rio de Janeiro e Belo Horizonte. Temperaturas amenas no leste de SP e no RJ.

 

 

Quarta-feira – 17 de setembro

 

- Novas instabilidades começam a se formar entre o Paraguai e a Argentina e avançam para o oeste da Região Sul durante a noite.

 

- Ar muito seco em Goiás, no Tocantins e no interior do Nordeste.

 

 

Quinta-feira – 18 de setembro

 

-  Um novo sistema de Baixa Pressão se intensifica e provoca temporais no Sul do país. Risco de chuva volumosa acompanhada de ventos fortes em Santa Catarina, no Paraná e no norte do Rio Grande do Sul.

 

 

Sexta-feira – 19 de setembro

 

- Uma nova frente fria se organiza e avança para o Sudeste. O Ciclone Extratropical associado à esse sistema provoca ventos fortes na região Sul, em SP e no RJ.