Arquivo da Categoria ‘Centro-Oeste’

+ aumentar e diminuir fonte -
Centro-Oeste tem fortes pancadas de chuva
quinta-feira, 20 de novembro de 2014

Tempestades em Mato Grosso do Sul

Fortes áreas de instabilidade voltaram a se espalhar sobre o Mato Grosso Sul provocando chuva intensa. Em Corumbá, na fronteira com a Bolívia, o Instituto Nacional de Meteorologia registrou 82,4 mm acumulados entre 8 horas e 15 horas desta quinta-feira. Quase metade da chuva, cerca de 34 mm, caiu entre 14 e 15 horas.

As imagens de satélite mostram que parte das nuvens carregadas que se espalharam sobre o Mato Grosso do Sul vieram do Paraguai e outras se formaram no próprio estado por causa do calor e da umidade alta.

 

 

Mais chuva sobre o Centro-Oeste

O ar úmido e quente que predomina sobre o Centro-Oeste facilita a formação de nuvens carregadas em muitos locais de todos os Estados. Estas nuvens podem provocar temporais, mas a chuva intensa ocorre em pequenas áreas. A formação destas áreas de instabilidade é bastante comum nesta época. A chuva é bem vinda e necessária para o crescimento da nova safra de soja e de outros grãos que está sendo plantada.

 

 

A previsão é de que as pancadas de chuva continuem regulares nos próximos dias. Uma frente fria vai avançar o litoral da Região Sudeste no fim de semana e vai ajudar a aumentar a chuva especialmente sobre o Mato Grosso do Sul e Goiás.

 

Nuvens carregadas sobre Campo Grande-(MS), por Ardjuna Nunes Miranda

Chuva abaixo da média

A chuva de novembro ainda está abaixo da média no Centro-Oeste, de forma geral. Pequenas áreas na fronteira com o Paraguai tiveram um maior número de temporais e já acumularam chuva próxima da média.

Os tons alaranjados indicam chuva abaixo da média.

 

Confira a previsão de chuva para os próximos 10 dias.

 

 

Vai show de Paul McCartney em Brasília? Então confira a previsão especial.

Mais duas frentes frias até o fim de novembro
terça-feira, 18 de novembro de 2014

Novembro marcou a volta das pancadas de chuva mais frequentes e volumosas sobre o Brasil, mas principalmente a regularidade das frentes frias. Com o calor e a umidade aumentando, o fluxo de ar úmido voltando a movimentar do Norte para o centro-sul do país, as pancadas de chuva estão ocorrendo em número cada vez maior à tarde e à noite. Esta é a chuva típica dos dias quentes e úmidos e podem ocorrer em qualquer lugar, porém de forma aleatória, em pequenas áreas. Mas com a passagem das frentes frias aumenta a chance de formação de grandes áreas de instabilidade e a ocorrência de chuva generalizada.

No mapa, os tons alaranjados indicam menos chuva que a média. A chuva acima da média aparece em tons de azul.

 

Três frentes frias já avançaram com força sobre o Brasil em novembro e mais duas devem passar pelo Sul e alcançar o Sudeste até o fim do mês.

 

Pancada de chuva na praia - Caraguatatuba (SP) por Vanessa Simões em 23-01-2014

 

A meteorologista Josélia Pegorim comenta quando e como estas frentes frias vão atuar sobre o país.

 

Até quando centro-sul do Brasil fica seco?
segunda-feira, 17 de novembro de 2014

As nuvens sumiram do centro-sul do Brasil. Céu azul e sol forte marcam este início de semana ano Sul, em Mato Grosso o Sul, São Paulo e também em muitas áreas do Rio de Janeiro, do centro-sul de Minas Gerais, sul de Goiás e de Mato Grosso.

 

Clique na foto e veja imagens do tempo de outros lugares do Brasil

 

Níveis de umidade abaixo dos 20% foram observados em muitas áreas do centro-sul do país. Na tarde de segunda-feira, 17, o Instituto Nacional de Meteorologia registrou até 15% em Maringá, no norte do Paraná, e em Ourinhos, no sudoeste de São Paulo.

 

Baixos índices de umidade voltam a se observados na tarde desta terça-feira, o que mantém o tempo seco, com pouca chance de chuva.

Ar seco de origem polar deixou Jau (SP) com poucas nuvens em 17-11-2014 Foto de Waldete Cestari

 

A queda da umidade foi um dos efeitos do ar polar que se espalhou pelo centro-sul do Brasil e que reduziu também a temperatura. Os termômetros marcaram menos de 10°C em áreas do Sul e do Sudeste, o que não é pouco comum faltando pouco mais de um mês para o verão, que começa oficialmente no dia 21 de dezembro, às 21h03, horário brasileiro de verão.

 

Clique na imagem e entenda porque esfriou tanto

 

Clique na imagem e entenda porque esfriou tanto

 

Chuva perto

O tempo seco e as noites frias não vão continuar por muitos dias. A tendência é de grande aquecimento a partir de quarta-feira com e também da volta das pancadas de chuva. A meteorologista Josélia Pegorim comenta como o tempo vai mudar no decorrer da semana.

 

Previsão para os shows de Paul McCartney
sábado, 15 de novembro de 2014

Depois de passar por Vitória e pelo Rio de Janeiro, a turnê de Paul McCartney pelo Brasil prossegue com mais dois três shows em novembro. O ex-Beatles e banda se apresentam em Brasília no dia 23, domingo, e fecham a turnê com dois shows em São Paulo, nos dias 25 e 26 de novembro.

Paul McCartney parece que tem “santo forte” e afastou a chuva forte de Vitória e também do Rio de Janeiro. O próximo show será em Brasília, que vem tendo pancadas de chuva frequentes e até temporais com granizo nos últimos. Qual a expectativa para o tempo no dia 23 de novembro?

Muitas áreas de instabilidade estão se formando na região de Goiás e do Distrito Federal por causa do calor, da umidade alta e da passagem de frentes frias pelo litoral da Região Sudeste.

Nos próximos dias, a umidade deve diminuir na região do Distrito Federal e as áreas de instabilidade tendem a enfraquecer. Assim, até o dia 23 de novembro, dia do show de Paul McCartney no estádio Mané Garrincha, a chance de chover também será menor. O risco de chuva não pode ser completamente descartado, mas diminui. As pancadas de chuva poderão ocorrer à tarde e à noite, mas com fraca a moderada a intensidade.

 

 

Risco de chuva aumenta nos shows em São Paulo

O “santo forte” de Paul McCartney terá mais duas chances de provar que é forte mesmo. A chuva, até os temidos temporais, viraram “objeto de desejo” em São Paulo, tamanha é dimensão da seca pela qual o estado está passando. Mas um dia de chuva na capital paulista deixa tudo mais complicado.

O ar polar que entrou em São Paulo afasta a chuva da capital paulista por alguns dias. A chance de chover é baixa até o dia 19 de novembro, mas volta a aumentar a partir do dia 20. Os shows de McCartney estão marcados para 25 e 26 de novembro no novíssimo e moderno estádio Alianz Parque. O risco de chuva nestes dois dias aumenta, pois a previsão inicial indica a passagem de fortes áreas de instabilidade sobre o Estado de São Paulo, associadas a uma frente fria.

As projeções ainda podem mudar até os dias dos shows, mas inicialmente a previsão peara o dia 25 de novembro é de que chova em grande parte do dia, até com risco de chuva forte. Porém, a chuva da noite deve ser menos intensa do que do período da manhã e da tarde. Um dia de tempo instável, com chuva durante várias horas, complica muito a vida na cidade de São Paulo. Aumento do trânsito e possíveis alagamentos dificultam o deslocamento das pessoas.

Para o segundo show, no dia 26 de novembro, a previsão inicial é de que a cidade São Paulo ainda tenha chuva, mas de fraca intensidade e que não deve causar transtornos.

Nos próximos dias, você poderá acompanhar as atualizações das condições do tempo para os shows de Paul McCartney aqui no site da Climatempo.

Centro-Oeste tem chuva forte no fim de semana
sexta-feira, 14 de novembro de 2014

Os últimos dias estão sendo marcados por temporais no Centro-Oeste. No começo da semana, cidades do sul de Mato Grosso do Sul registraram de 80 a mais de 100 mm em 24 horas, pela medição do Instituto Nacional de Meteorologia.

Em Mato Grosso, os temporais estão ocorrendo todos os dias em diferentes áreas do Estado. Só entre 20 horas do dia 13 e 20 horas do dia 14 e novembro o Instituto Nacional de Meteorologia registrou acumulados de chuva de 35 mm a 45 mm na região de Cuiabá, de Rondonópolis, Tangará da Serra, Campo Novos do Parecis. Brasília voltou a registrar granizo esta semana e fortes pancadas de chuva também estão ocorrendo sobre Goiás.

 

Depois do temporal, belo arco-iris se formou em Torixoréu (MT) 14-11-2014 por Clenildo

 

A chuva é mais do que bem vinda para proporcionar condições para o plantio da safra de verão que atrasou justamente por causa da falta de chuva regular até meados de outubro.

Aguaceiro amazônico na Capital Federal - por Jean Claude 14-11-2014 em Brasília

 

Uma massa de ar seco entrou em Mato Grosso Sul e deixa o estado com menos nebulosidade e pouca chance de chuva até a terça-feira. Mas Goiás, Mato Grosso e o Distrito Federal terão muita chuva ainda nos próximos dias. A presença de uma frente fria no litoral da Bahia vai colaborar para aumentar a chuva especialmente sobre o centro-norte de Goiás, Distrito Federal e a região do Araguaia, em Mato Grosso. Há condições para temporais.

 

No mapa, os tons de verde indicam previsão de mais de 100 mm acumulados em 15 dias.

 

Falta de chuva atrasa cronograma da soja em MT
sexta-feira, 14 de novembro de 2014

O cultivo de soja no estado de Mato Grosso está enfrentando problemas. A falta de chuva atrasou o cronograma dos trabalhos e os agricultores estão preocupados. Confira qual será a tendência do acumulado de chuva para os próximos dias em todo o Brasil.

 

Sol no Sul, chuva no Nordeste
quinta-feira, 13 de novembro de 2014

A mudança do aspecto do céu talvez seja a forma mais clara e simples de detectar as mudanças no tempo. A cor a forma das nuvens, a intensidade e forma da chuva, alguns fenômenos meteorológicos revelam a história do tempo de um dia.

Pelas fotografias compartilhadas por internautas com a Climatempo é possível fazer um panorama do tempo no país.

Confira esta forma diferente de dizer sobre o tempo

 

Amanhecer em Caxias do Sul (RS) 13-11-2014 por Patty: uma massa de ar polar avança sobre o Sul do Brasil e deixa o tempo firme nos próximos dias. O amanhecer será frio em Caxias do Sul e muitas cidades do Sul

 

Halo solar e irisação em Pinheiro Preto, em 13-11-2014 por Eliandro Polli

 

 

Tempo firne em Santo Angelo (RS) em 13-11-2014 por Alcindo Griep: o ar polar que entra no Sul reduz a umidade. Menos nuvens vão se formar sobre a Região afastando a chuva,mas deixando céu azul. Santo Ângelo terá noites um frescas e tardes quentinhas.

 

 

Céu nublado em Domingos Martins (ES) em 13-11-2014 por Leonardo: uma frente fria avança pelo litoral do Sudeste e nesta sexta-feira chega ao Espírito Santo. As nuvens vão ficar mais carregadas e deve chover forte em muitas áreas do estado. Domingos Martins também pode ter chuva forte.

 

 

Nuvens carregadas sobre Sete Lagoas (MG) em 13-11-2014 por Rosimeire: áreas de instabilidade ainda ficam bastante ativas sobre Minas Gerais nesta sexa-feira e pode chove forte em muitas regiões do Estado, inclusive sobre Sete Lagoas. As condições para chuva forte persistem no norte do Estado até do domingo, mas a chuva vai parando nas outras áreas.

 

Entardecer em Jaú (SP) por Waldete Cestari: no Estado de São Paulo ainda chove nesta sexta-feira, mas a partir de sábado o tempo seca e as noites serão até um pouco frias também em Jaú. A cidade terá muito sol no fim de semana.

 

Chuva forte sobre S Jose dos Campos (SP) oor volta das 17h30 de 13-11-2014 por Rita Joseense: ainda chove nesta sexta-feira sobre São José dos Campos e em muitas áreas do vale do Paraíba. Mas o ar polar que está chegando a São Paulo vai deixar todo o Estado sem condições para temporais por vários dias a partir do sábado. As noites serão frias no vale do Paraíba.

 

 

Chuva causa alagamento em Vitoria da Conquista (BA) 13-11-2014 por Celino Souza: esta semana está sendo marcada por chuva forte sobre a Bahia. Em Vitória da Conquista choveu quase 60 mm em 13-11-2014 (Inmet). Vai chover mais nos próximos dias.

 

 

Chuva sobre Brotas de Macaúbas (BA) 13-11-2014 por Jose Igor: uma nova frente fria chega a Bahia no sábado e vai ajudar a provocar mais chuva por todo o Estado. A chuva pode ser forte em várias regiões baianas na semana que vem.

 

Tempo seco e quente em Uirauna, no sertão da Paraiba 13-11-2014 por Fernando Marcos: o ar seco e quente ainda predomina sobre a região entre a Paraíba, Pernambuco, Ceará e Rio Grande do Norte por vários dias. Mas uma frente fria vai mudar o tempo a partir da segunda-feira e pode chover até em Uiraúna.

Nuvens muito carregadas crescem sobre o centro-norte do Brasil. Temporais foram observados nesta quinta-feira em muitas áreas de Mato Grosso, do Amazonas, do Acre e de Rondônia. Vai chover mais nos próximos dias e com risco de chuva forte e volumosa.

 

Compartilhe a informação sobre as condições do tempo na sua cidade com a Climatempo

Participe!

Pelo site:  envie sua foto

Pelas redes sociais: #fotografeotempo

Pelo Whatsapp: (11) 9 9420-7548

Mais de 50mm em apenas 2h em MS
quarta-feira, 12 de novembro de 2014

Atualizado em 12/11/2014 às 14h36

A chegada da frente fria à Região Sul também provocou a organização de áreas de instabilidade sobre o Estado de Mato Grosso do Sul. Muitas nuvens e pancadas de chuva constantes fizeram os volumes de chuva subir bastante em algumas áreas, principalmente sobre o sul sul mato-grossense.

A imagem do satélite meteorológico mostra a presença de grandes nuvens que são capazes de provocar temporais. Os tons em vermelho e branco mostram a presença de nuvens carregadas.

As estações automáticas do Instituto nacional de Meteorologia registraram grandes volumes de chuva.

Os acumulados em Água Clara-MS aconteceram em um curto período de tempo, cerca de metade deste calor acumulado em 24h aconteceu em apenas 1 hora , isto é, choveu aproximadamente 40mm  em uma hora durante a madrugada.

O município de Coxim em Mato Grosso do Sul registrou um total de 50,8mm no intervalo de 2 horas.

Ainda há previsão de mais chuva

A presença de um sistema de baixa pressão atmosférica sobre a Região Centro-Oeste ainda vai favorecer a organização de novas nuvens carregadas e provocar mais chuva. Na sexta-feira (14) a tendência é de diminuição da chuva, mas no sábado (15) as áreas de chuva se intensificam principalmente sobre os estados de Mato Grosso, Goiás, Distrito Federal, onde há o risco de temporais.

Centro-Oeste terá mais chuva
terça-feira, 11 de novembro de 2014

O Centro-Oeste tem pressa! As máquinas estão no campo e trabalham até em parte da noite espalhando as sementes de soja. O plantio atrasou este ano por causa seca. As pancadas de chuva voltaram a ocorrer sobre o Centro-Oeste já durante o mês de setembro, mas foi só durante o mês outubro a chuva ficou mais persistente e começou a deixar o solo com alguma condição de plantio. Mesmo assim, o plantio da soja está atrasado em relação ao ano passado e os agricultores trabalharam em dobro.

Nuvens carregadas crescem sobre a região de Poconé (MT) em 10-11-2014 por causa do calor e da umidade alta

 

As pancadas de chuva, ar abafado e períodos com sol é situação típica desta época do ano no Centro-Oeste. Também já é época de temporais. Nesta quarta-feira, as pancadas de chuva voltam a ocorrer por todo o Centro-Oeste especialmente à tarde e à noite. Pode chover forte

A chuva vai ficar mais volumosa nos próximos 15 dias. A circulação dos ventos sobre o América do Sul e a passagem de frentes frias pelo litoral da Região Sudeste vão ajudar a formar e a manter muitas áreas de instabilidade sobre o Centro-Oeste. A previsão é de que até o dia 26 de novembro chova pelo menos 150 mm em grande parte da Região. Várias regiões de Goiás e de Mato Grosso poderão acumular 200 mm.  A chuva só não deve ser volumosa sobre o sul de Mato Grosso do Sul.

 

 

Granizo em Brasília

O calor e a umidade alta formaram nuvens carregadas, do tipo cumulonimbus, sobre Brasília que provocaram chuva com granizo na tarde desta terça-feira.

O internauta Messi comentou: “ Depois de uma manhã e começo de tarde abafada , um intenso temporal atingiu boa parte do DF por volta agora das 15:00 e ainda continua . Muita chuva e rajadas de vento muito forte , intensa queda de granizo , que alguns lugares as ruas já estavam com uma boa camada de gelo . Ruas já estão alagadas com a intensidade da chuva , e já há registro de queda de arvores

Veja as nuvens carregadas que cresceram sobre o Distrito Federal

Jardins nas paredes para a ajudar a limpar o ar que respiramos

Energia: Brasil está pior do que na época do apagão

Reuso da água pode trazer economia de até 30%
segunda-feira, 10 de novembro de 2014

por Maira Di Giamo

Com a crise hídrica no Sudeste, a procura por sistemas de reuso de água e captação da água da chuva aumentou. As vantagens são muitas, e a economia em uma residência pode chegar a 30%.  Mas, ainda existe muito preconceito sobre esta água reutilizada. Entenda quais são os benefícios e as dificuldades desses sistemas de reuso:

Veja também:

Seca estimula economia e armazenamento de água

Participe da nossa campanha e confira mais vídeos especiais em SP: vida sem água