Arquivo da Categoria ‘Centro-Oeste’

+ aumentar e diminuir fonte -
Previsão da nebulosidade para a chuva de meteoros
quarta-feira, 23 de abril de 2014

Tem chuva de estrelas para ver na noite de 23 de abril. Por volta das 19 horas ocorre o máximo da chuva de meteoros Pi Puppds. Meteoros são popularmente chamados de estrelas cadentes.

Esta chuva de meteoros será visível a olho nu, em todo o Brasil,  mas o espetáculo vai depender da quantidade nuvens e de luzes.

Em lugares com pouca poluição luminosa (pouca luz artificial), a expectativa é de que se veja 40 objetos caindo por hora. Se você estiver numa estrada, no campo, em cidades pequenas, ou num lugar de sua cidade com pouca iluminação,  prepare uma cadeira, um cobertozinho e uma bebida quente, se estiver frio e bom espetáculo.

Mas, o problema é a nebulosidade. O mapa mostra a previsão de melhor visibilidade da chuva de meteoros, conforme a escala abaixo. Os melhores lugares estão no Rio Grande do Sul e na costa leste do Nordeste.

Bons céus!

Veja também: Chuva de estrelas em todo o Brasil

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Chuva de estrelas em todo o Brasil
quarta-feira, 23 de abril de 2014

Os meteoros são popularmente chamados de estrelas cadentes.  Na noite de 23 de abril de 2014, por volta das 19 horas, ocorre o máximo da chuva de meteoros Pi Puppdis (PPU)  . O evento será visível em todo o Brasil e a olho nu! Basta estar fora de locais muito iluminados. Observe o céu para o lado sul e sudoeste. A expectativa é de que se veja até 40 objetos caindo por hora.

Confira o Clima no Céu, com o professor e astrônomo Marcos Calil, que orienta sobre como observar a  chuva de meteoros Pi Puppdis (PPU)  . O fenômeno começou a ocorrer no dia 15 e poderá ser observado até o dia 28 de abril.

Você tem muito mais informações sobre astronomia no Momento Astronômico, o canal de astronomia da Climatempo.

 

Confira a previsão da nebulosidade.

E como diz o professor Calil, bons céus!

 

 

Fim de tarde em Brasília
quarta-feira, 23 de abril de 2014

Para as pessoas presentes no Estádio Nacional Mané Garrincha no dia 21 de abril, foi possível acompanhar o belo final de tarde no dia do aniversário de Brasília. Para os que não puderam estar presentes, segue a foto enviado por Jean Claude O’Donnell.

 

Tem sempre alguma coisa no céu para contar a história do dia)

Qual a imagem do seu tempo?

Qual o tempo do seu lugar?

F o t o g r a f e o t e m p o

Participe! A sua foto pode ser o destaque. envie sua foto

Pelas redes sociais: #fotografeotempo

Vai chover estrelas!
sexta-feira, 18 de abril de 2014

Os meteoros são popularmente chamados de estrelas cadentes.  No dia 23 de abril de 2014 teremos uma chuva de meteoros visível em todo o Brasil e olho nu! Basta estar fora de locais muito iluminados. 

Neste Clima no Céu professor e astrônomo Marcos Calil orienta sobre como observar chuva de meteoros Pi Puppdis (PPU)  que vai acontecer no dia 23 de abril. O fenômeno começou a ocorrer no dia 15 e poderá ser observado até o dia 28. Porém, o dia 23 de abril será o máximo desta chuva de meteoros e a expectativa é de que se veja até 40 objetos caindo por hora.

 

 

O evento será vísivel por volta das 19 horas, olhando para sul, em todo o Brasil. Confira as explicações no vídeo e bons céus!

Você tem muito mais informações sobre astronomia no Canal de Astronomia da Climatempo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Abril segue quente e úmido
sexta-feira, 18 de abril de 2014

Completamos um mês de outono em 20 de abril e o ar continua bastante úmido e quente sobre o Brasil. A grande disponibilidade de umidade e de calor mantém as condições para a ocorrência de pancadas de chuva frequentes por quase todo o país.

A análise da anomalia (diferença entre a chuva que ocorreu e a média normal) de chuva de abril mostra que já choveu acima da média em várias áreas do Nordeste, de Goiás e do Sudeste.

 

 

 


 

 

Pela medição do Instituto Nacional de Meteorologia, na região de Barbacena, na zona da mata mineira, choveu em 17 dias de abril aproximadamente 100 mm, sendo que a média de chuva para o mês é de 68 mm Em João Pinheiro, no oeste de Minas, já choveu cerca de 120 mm e a média normal fica em torno de 68 mm. Em Belo Horizonte, o total de chuva de abril já atingiu 179 mm, quase três vezes a média para o mês que é de aproximadamente 60 mm. Em Goiânia, o acumulado em 17 dias está 293 mm, 143% acima da média normal que é de 121 mm. No sertão da Bahia, Remando acumulou cerca de 140 mm de chuva, sendo que a média fica em torno dos 90mm.

 

Confira a previsão de chuva para o Brasil até o início de maio, no comentário da meteorologista Josélia Pegorim.

 

 

 

Para ver Marte, Júpiter e Saturno
sexta-feira, 18 de abril de 2014

 

 

 

 

 

 

 

 

Nesta edição do Clima no Céu, a meteorologista Josélia Pegorim conversa com o professor e astrônomo Marcos Calil que orienta sobre como observar os planetas Júpiter, Marte e Saturno. Os três planetas são fáceis de achar e se você tiver uma luneta, um binóculo legal ou uma câmera com lente mais potentes poderá ter uma visualização maior e mais interessante. E tem também chuva de meteoros  no dia 23 de abril. ons céus!

 Você sabe o que é chuva de meteoros, meteorito, meteoróide e bólido?   Você tem mais informações sobre  no Momento Astronômico, o Canal de Astronomia da Climatempo.

 

 

 

 

 

#fotografeotempo
quinta-feira, 17 de abril de 2014

#fotografeotempo

 

 

porque os raios de sol que saem por trás das nuvens parecem o farol do céu

porque um céu azulzinho é lindo

porque quando a chuva vem forte o céu escurece

 

 

porque as nuvens às vezes ficam  coloridas

 

 

 

#fotografeotempo

Porque  tem sempre alguma coisa no céu para a contar a história do seu dia

Qual a imagem do seu tempo?

Qual o tempo do seu lugar? 

Participe! A sua foto pode ser o destaque. envie sua foto

Pelas redes sociais: #fotografeotempo

E não perca o novo desafio!

Depois do feriadão você vai ter uma nova

#missãoclimatempo

#missãoclimatempo – #chuvanajanela
quarta-feira, 16 de abril de 2014

A primeira #missãoclimatempo foi completada com grande sucesso. O tema foi #chuvadajanela e os internautas puderam enviar suas fotos durante o dia 15 de abril por todas as redes sociais.

O desafio foi proposto pela Climatempo como uma nova forma de aumentar ainda mais a interatividade com as pessoas. A regra estabeleceu a escolha de cinco fotos para serem expostas em destaque no portal Climatempo e nas redes sócias.

Nesta quarta-feira, 16, a meteorologista e a apresentadora do Climatempo News, Josélia Pegorim, a Jo, junto com pessoal do Marketing, da redação da TV Climatempo e do departamento de artes escolheram as cinco fotos. A escolha não foi fácil!

Aí estão as escolhidas e esperamos que todos voltem a participar de novas #missãoclimatempo.

 

#fotogografeotempo  tem sempre alguma coisa no céu para contar a história do dia

Participe! A sua foto pode ser o destaque. envie sua foto

 

 

Aguardem novos desafios!   

Quando a chuva vai parar sobre Goiás
quarta-feira, 16 de abril de 2014

A chuva tem caído forte esta semana sobre várias regiões de Goiás elevando o nível de alguns rios. Quando a chuva vai diminuir? Confira o comentário da meteorologista Josélia Pegorim.

 

Nevoeiro e névoa podem ser problema nesta 4°feira
terça-feira, 15 de abril de 2014

 

 

 

 

A chuva frequente desta terça-feira em muitas áreas do norte e leste do Paraná, no Estado de São Paulo, Sul de Minas Gerais e sobre o Rio de Janeiro deixou o ar extremamente úmido. A chuva diminui e o sol deve reaparecer no decorrer desta quarta-feira inclusive nas capitais Curitiba, São Paulo e Rio de Janeiro, ainda entre muitas nuvens.

 

 

Porém, o excesso de umidade no ar será ainda notado na manhã da quarta-feira. O ar muito úmido e a temperatura amena vão facilitar a formação do nevoeiro e de névoa forte que devem restringir a visibilidade em muitos aeroportos do Paraná, de São Paulo, centro-sul e oeste de Minas Gerais e do Estado do Rio. Também há risco de nevoeiro e névoa forte em aeroportos de Santa Catarina e do Rio Grande do Sul.

Se você tem compromissos marcados nesta quarta-feira e depende de vôos no Sul e no Sudeste, fique atento e programe-se com folga, pois as restrições de  visibilidade nos aeroportos poderá gerar atrasos e até cancelamentos de vôos.

Confira a previsão!