Destaques

+ aumentar e diminuir fonte -
Vento moderado a forte no Rio de Janeiro (RJ)
29 de setembro de 2014

A proximidade de um sistema de baixa pressão proporcionam um final de tarde com aumento de nebulosidade e vento moderado a forte na cidade do Rio de Janeiro. No aeroporto do Galeão, as rajadas chegam a 48 km/h. Segundo o INMET, o vento chega a 54 km/h No Forte de Copacabana e a 60 km/h na Vila Militar.

A chuva está chegando
29 de setembro de 2014

por Patrícia Pinheiro

O Brasil vive a maior crise hídrica de sua história e grandes cidades como São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais já sofrem com a falta da água.
Mas com a chegada da primavera, a chuva está voltando para grande parte do Brasil de forma mais generalizada e frequente. O caso ainda é alarmante, porém, no decorrer desta semana, a chuva, além de chegar com força na costa leste do Sudeste, consegue levar umidade para áreas mais quentes e secas, como o norte de Minas Gerais e de Goiás e, também, para o oeste da Bahia.

Pensando nisso, o 25º desafio é sobre a tão querida e esperada chuva! Com a hashtag #vivaachuva, queremos que você retrate a chegada da chuva em sua cidade e as mudanças que ela já vem ocasionando.
A necessidade de chuva é tão grande que, na última sexta-feira, 26, com a chegada de uma nova frente fria, recebemos vários depoimentos vindos de todo o país pedindo e agradecendo pela chuva, em nossas redes sociais. Confira alguns desses depoimentos e entenda melhor a crise da falta de chuva->
Elaine Ramos: Chove assim aqui na Cantateira, please!
Anderson Valentim: E aqui no CE estamos aguardando uma boa chuva!
Rosane Silva: RJ está precisando muito de chuva!
Lucia Helena Kneubuhl: Aqui em Jundiaí/SP, graças a Deus, deu uma boa chuva agora à tarde… mas, precisamos de mais.
Michele Rodrigues: Mesmo com chuva em abundância aqui no Paraná, agradeço a cada gota d’água e economizo o que posso.
Marina Martins: Que chova muito em cima das represas e por toda SP.
Edir Leocadio: Precisamos de muita chuva pra encher os rios!

E aí, que tal participar? E mostrar pra gente a sua cidade?
1º Fotografe a chegada da chuva
2º Publique no seu instagram
3º Coloque as hashtag’s #vivaachuva e #fotografeotempo
4º Marque @climatempo na sua foto

Pronto, você já está participando!

Se você não tiver Instagram, não se preocupe. É só seguir todos os passos e publicar sua foto em uma de nossas redes sociais ou em nosso portal, na área “Participe”.
Você pode nos enviar várias fotos e quem sabe ela não vira destaque no site da Climatempo e em nossas redes sociais!

Fique ligado! O resultado sai na quinta-feira, 02 de outubro.

Tempo instável na Grande São Paulo
29 de setembro de 2014

Áreas de instabilidade associadas ao ar abafado e á presença de uma frente fria no oceano ainda espalham nuvens carregadas pela Grande São Paulo neste final de tarde de segunda-feira. Os radares meteorológicos mostram alguns núcleos de chuva na zona leste da capital e na região de Guarulhos. Agora faz 23 graus no aeroporto do Campo de Marte, na zona norte paulistana.

Chuva, raios e vento de 70 km/h em Maringá (PR)
29 de setembro de 2014

Áreas de instabilidade que estão espalhadas pelo noroeste do Paraná provocam pancadas de chuva, raios e ventania em Maringá neste final de tarde de segunda-feira. No momento os termômetros indicam 23 graus no aeroporto local, onde as rajadas de vento chegam a 70 km/h.

Chuva forte na região de Valença (RJ)
29 de setembro de 2014

Algumas nuvens carregadas associadas ao ar abafado estão espalhadas pelo interior do estado neste final de tarde de segunda-feira. O radar meteorológico Alerta Rio – Prefeitura do Rio de Janeiro mostra núcleos de chuva forte na região de Valença.

Quando a chuva dará trégua ao Sul do Brasil?
29 de setembro de 2014

O Sul do Brasil registrou vários eventos de temporais em setembro. Com a chuva frequente e volumosa, o mês está terminando com chuva acima do normal em grande parte da Região, mas especialmente sobre o Paraná e no centro-oeste de Santa Catarina.

O mapa mostra a climatologia de chuva no Sul para setembro, que é a quantidade média de chuva que normalmente ocorre no mês. Em grande parte da Região chove de 150 a 200 mm ao longo do mês setembro.

 

 

Este mapa mostra a anomalia de chuva, que é a diferença em relação à média normal. Os tons de azul indicam chuva acima do normal, ou seja, que já choveu mais do que a média de setembro, e predomina em grande parte do Sul. As maiores diferenças ocorrem sobre o Paraná.

 

 

Nível dos rios subindo

Por causa da chuva excessiva de setembro, principalmente da segunda quinzena, houve uma grande elevação de vários rios em Santa Catarina e no Paraná.

Notícias da imprensa informam que, no Paraná, um trecho do rio Corumbataí transbordou no fim de semana e invadiu a pista da PR-650, entre os municípios de São João do Ivaí e Godoy Moreira. Por volta das 16h desta segunda-feira voltou a chover com moderada a forte intensidade na região.

 

Em Santa Catarina, o Epagri-Ciram e a defesa civil monitoram as Bacias dos rios Itajaí, Canoas, do Peixe e Chapecó. No meio da tarde de 29 de setembro, 9 rios estavam com nível acima no normal:

Rios com nível em ALERTA:  Taió, Rio do Sul e Joaçaba;

Rios com nível em ATENÇÃO: Barragem Oeste em Taió, Chapadão do Lageado, Vila Canoas em Rio Rufino e Ponte alta do Sul, Passo Marombas em Curitibanos e Coronel Passos Maia.

 

Mais chuva

Até a quarta-feira, a passagem de uma nova frente fria vai intensificar a chuva no Sul.  É alto risco de temporais especialmente no Paraná e em Santa Catarina. Mas depois, a chuva dará uma trégua de vários dias. Acompanhe as explicações da meteorologista Josélia Pegorim.

 

 

 

 

 

Muito calor em Cuiabá (MT)
29 de setembro de 2014

Tarde de sol forte e muito calor em Mato Grosso. Às 16h, o aeroporto em Cuiabá registrava 38°C.

Temporais deixam o sul da França em alerta
29 de setembro de 2014

Fortes áreas de instabilidade se espalharam pela região de Monpellier, sul da França e provocaram fortes temporais. Diversos alagamentos foram registrados pelas agências de notícias internacionais. Na imagem do satélite meteorológico do EUMETSAT as áreas em branco indicam a presença de nuvens carregadas que provocaram chuva.

Segundo informações da Meteo France, os volumes de chuva chegaram aos 200mm acumulados em 24h. Essa condição favorece os alagamentos e extravasamentos de rios.

As regiões de Pyrénées-Orientales et l’Aude e de L’Hérault entraram em estado de alerta. Os municípios de Hérault e de Puechabon registraram taxa de chuva de até 85 mm/h segundo informações do radar meteorológico. Nesta área o acumulado de chuva chegou aos 180mm em menos de 3 horas.

Os ventos úmidos que sopram do mar em direção ao continente ainda favorecem a formação de novas áreas de instabilidade e mantém a condição de chuva sobre o sul da França. A tendência ao longo da semana é de enfraquecimento, uma vez que a temperatura sofre uma queda.

Céu nublado e friozinho em Curitiba (PR)
29 de setembro de 2014

Tarde fria e úmida na Grande Curitiba devido à presença de áreas de instabilidade. Às 16h, o aeroporto de Bacacheri registrou céu nublado e temperatura de 18°C.

Chuva e raios em Conselheiro Lafaiete (MG)
29 de setembro de 2014

Nuvens carregadas formadas pelo forte calor estão se espalhando pelo centro-sul de Minas Gerais. nesta tarde de segunda-feira. O radar meteorológico do Pico do Couto (RJ) mostra núcleos de chuva modera a forte na região de Conselheiro Lafaiete. Também há registro de raios na região.