Posts com a Tag ‘Curitibanos’

+ aumentar e diminuir fonte -
Sul do Brasil: vento diminui, mas ainda chove
quinta-feira, 5 de dezembro de 2013

Fortes áreas de instabilidade cresceram sobre o Sul do Brasil e espalharam nuvens muitas nuvens do tipo cumulonimbus sobre os três estados nesta quinta-feira, 5 de dezembro de 2013.Além da chuva forte, estas nuvens provocaram granizos enormes em cidades de Santa Catarina que causaram muitos danos. Além disso, houve ventania com rajadas de vento de quase 150 km/h também ventania sobre o Sul do Brasil.

Nesta sexta-feira, as áreas de instabilidade enfraquecem sobre o Sul, Não deve ocorrer ventania como nesta quinta-feira, mas ainda chove em muitas áreas do Paraná e de Santa Catarina. Temporais ainda podem ocorrer no Sul nos próximos dias. Outra frente fria entra forte sobre a Região na segunda-feira. Confira a previsão para a Região Sul.

Instabilidade frontal no centro-leste catarinense (SC)
domingo, 25 de agosto de 2013

Instabilidade associada a frente fria chega ao centro-leste de Santa Catarina e provoca chuva moderada em Curitibanos. Segundo as medições do INMET, o volume acumulado de chuva na última hora foi de 11,0mm na região. Venta de leste e a temperatura está em 11,8 graus, sem variação significativa em relação ao dia anterior no mesmo horário.

Forte queda de temperatura no planalto catarinense (SC)
sábado, 10 de agosto de 2013

Entrada de massa de ar polar provoca forte queda de temperatura na região do planalto catarinense. Segundo as medições do INMET, a temperatura está em 3,2 graus em Curitibanos, 7,8 graus mais frio em relação ao dia anterior no mesmo horário, e 3,3 em Caçador, 10,9 graus mais frio. O centro da Alta Pressão ainda deverá avançar sobre o estado e a temperatura ainda deverá continuar em queda, com formação de geada moderada durante a madrugada nas regiões mais elevadas do estado.

Muita chuva no vale do Itajaí (SC)
sábado, 29 de dezembro de 2012

Rio do Campo acumula quase 90 mm de chuva em 2 horas

O tempo voltou a ficar instável neste sábado em Santa Catarina. Nuvens carregadas se espalharam pelo Estado provocando chuvas fortes em volumosas. Na região de Rio do Campo, no vale do Itajaí, choveu 85 milímetros em apenas 2 horas, entre o meio-dia e 14 horas, pela medição do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet). Esta quantidade de chuva é extremamente elevada para um período de tempo tão curto, capaz de causar alagamentos repentinos. O acumulado em 24 horas, entre 14 horas de ontem e 14 horas deste sábado estava em 98 milímetros. Em Curitibanos, no planalto, choveu forte entre 13 e 14 horas acumulando 21 milímetros. Já em São Miguel do Oeste, no oeste catarinense, choveu quase 42 milímetros entre 14 horas de ontem e 14 horas de hoje. Em Rio Negrinho foram acumulados 53 milímetros neste período.

As áreas de instabilidade vão persistir sobre Santa Catarina neste domingo e todo o Estado estará sujeito a chuvas volumosas. Porém, o tempo mais chuvoso deve ser observado sobre o vale do Itajaí e litoral norte catarinense.

Frio abaixo de zero no Sul do Brasil
domingo, 13 de maio de 2012

Previsão de mais geada para esta segunda-feira. Porto Alegre pode ter a madrugada mais fria do ano.

Uma forte massa de ar polar entrou no Sul do Brasil causando muito frio na madrugada e ao amanhecer deste domingo. A acentuada queda da temperatura já vinha sendo esperada e causou geada (formação de gelo) ao amanhecer em várias áreas dos três estados.

A região mais fria foi a parte mais elevada da região serrana de Santa Catarina, onde os termômetros marcaram valores abaixo de zero. O Epagri/Ciram, órgão de monitoramento ambiental, agrícola e meteorológico do governo de Santa Catarina, registrou 5,3ºC abaixo de zero na localidade de Urupema e 4,6ºC negativos em Bom Jardim da Serra. Já na medição do Instituto Nacional de Meteorologia, as menores temperaturas no Rio Grande do Sul foram 0ºC em Vacaria (serra), 1,4ºC em São José dos Ausentes (serra) e 1,6ºC em Quaraí (fronteira uruguaia). Em Santa Catarina, as mais baixas temperaturas pelo Inmet foram 0,9ºC em Curitibanos (planalto), 1,6ºC e, São Joaquim (serra) e 2,8ºC em Major Vieira (planalto norte) e Urubici (serra). No Paraná, o frio mais intenso foi no sul do Estado, onde a região de General Carneiro teve temperatura mínima de apenas 1,7ºC.

Os termômetros amanheceram abaixo dos 8ºC em praticamente todo o Rio Grande do Sul, interior de Santa Catarina e nas áreas ao sul e centro-oeste do Paraná. Esta massa polar permanece forte sobre o Sul do Brasil nesta segunda-feira e ainda provoca muito frio. O dia deve amanhecer com geada no centro-sul gaúcho, nas áreas de serra e planalto do Rio Grande do Sul e de Santa Catarina e no sul do Paraná.

O amanhecer desta segunda-feira poderá ser o mais gelado do ano até agora em Porto Alegre, capital do Rio Grande do Sul. Até 13 de maio, a menor temperatura na cidade pelo Instituto Nacional de Meteorologia foi de 8,4ºC em 25 de abril. Neste domingo, a temperatura mínima foi de 8,7ºC. O aeroporto Salgado Filho registrou 8ºC. Em Florianópolis, a menor temperatura de 2012 até agora foi de 8,2ºC, em 1 de maio. Em Curitiba, a madrugada mais fria deste ano até agora também foi a de 1 de maio, quando a temperatura mínima baixou para 4,9ºC.

Temporais no Sul do Brasil
quinta-feira, 13 de outubro de 2011

Grandes áreas de instabilidade se formaram ontem sobre o Sul do Brasil espalhando nuvens carregadas sobre os três Estados. Desde ontem, o tempo está muito instável com chuva moderada a forte, raios e ventos por vezes fortes.

Elevados volumes de chuva já eram contabilizados no início da manhã de hoje, especialmente no oeste dos Estados, em localidades próximas das fronteiras com o Paraguai e a Argentina. A seguir, alguns volumes aproximados de chuva registrados pelas estações meteorológicas automáticas do Instituto Nacional de Meteorologia, entre 9 horas de ontem e 9 horas desta quinta-feira, 13 de outubro.

Estado Cidade Chuva (mm)
RS Frederico Westphalen 131
Santo Augusto 64
Uruguaiana 59
Lagoa Vermelha 56
Erechim 55
Palmeira das Missões 48
Porto Alegre 2
SC S. Miguel do Oeste 122
Xanxerê 80
Curitibanos 57
Joaçaba 57
Dionísio Cerqueira 55
Rio Negrinho 44
Indaial 46
Florianópolis 27
PR Planalto 94
Foz do Iguaçu 74
Clevelândia 29
Inácio Martins 24
Goioerê 23
Curitiba 5

Volumes de chuva em torno dos 50 milímetros, acumulados em 24 horas, já podem ser considerados altos e preocupantes em qualquer lugar. Acumulados de mais 100 milímetros indicam alto potencial de alagamentos na áreas urbanas.

As áreas de instabilidade que estão sobre o Sul do Brasil persistem no decorrer desta quinta-feira e ainda serão reforçadas por uma frente fria que avança pelo litoral da Região nesta sexta-feira. A situação é de alerta nos três Estados até o sábado. Há um alto risco de chuvas volumosas, raios, ventos fortes e até granizo.

Ventania no Sul do Brasil
quinta-feira, 21 de julho de 2011

Uma frente fria avança sobre o Sul do Brasil espalhando nuvens muito carregadas sobre os três estados da Região. Além de chuvas fortes, ventos muito fortes também ocorrem desde ontem. Em alguns locais, as rajadas superaram os 100 km/h, como já havia sido previsto.

Às 3 horas da madrugada desta quinta-feira, o Instituto Nacional de Meteorologia registrou uma rajada de 156 km/h em Curitibanos, no planalto de Santa Catarina. Em Urubici, no alto da serra catarinense, uma rajada chegou aos 103 km/h às 19 horas de ontem e durante 3 horas, às 20, 21 e 22 horas, as rajadas chegaram aos 108 km/h.

No Paraná, a região de Planalto, no sudoeste do Estado, teve ventos de até 87 km/h, às 21 horas de ontem. Em Clevelândia, na mesma região, o vento chegou aos 82 km/h, à 1 hora da madrugada de hoje.

O risco de ventania permanece alto nesta quinta-feira no Paraná e em Santa Catarina. Algumas rajadas podem alcançar velocidade em torno so 100 km/h, ou mesmo passar deste valor.

SC: Massa de ar polar derruba temperatura no Sul
sábado, 28 de maio de 2011

Frente fria afasta do continente e massa de ar polar derruba tempertura no Sul. Na estação de Urubici a temperatura chegou a 0,2 grau, e nas regiões mais altas no sul do Paraná, e centro-norte de Santa Catarina as mínimas devem ficar de 5 a 6 graus mais baixas que as registradas ontem. No momento são registradas 2,5 graus em General Carneiro (PR) e 3,7 graus em Curitibanos (SC). Esta massa de ar polar deverá continuar atuando com força até pelo menos quarta-feira em todo o Centro-Sul.

Chuva forte no Sul do Brasil
terça-feira, 18 de janeiro de 2011

A chuva cai forte entre ontem e hoje em algumas áreas de Santa Catarina. Em Dionísio Cerqueira, no oeste do estado, o acumulado de chuva, segundo o Instituto Nacional de Meteorologia (INMET) foi de 57,2 mm, sendo que entre 23 horas de ontem e zero hora de hoje choveu 36,0 milímetros. Em Curitibanos, no centro do estado, o acumulado segundo o Inmet foi de 49,8 mm, sendo que quase toda a chuva ocorreu entre 7 e 9 horas da noite de ontem. As áreas de instabilidade se formaram sobre Sul do Brasil, onde o ar está muito quente e úmido. Uma frente fria avança ao largo do litoral da Região Sul e ajuda a formar nuvens carregadas sobre os três Estados. No decorrer desta terça-feira, as pancadas de chuva serão freqüentes por quase toda a Região Sul. Há risco de chuvas fortes na tarde e noite de hoje. Só não deve chover na fronteira com o Uruguai.

SC: Instabilidade no centro-leste catarinense
sábado, 8 de janeiro de 2011

Áreas de instabilidade que desenvolveram a partir da tarde sobre o centro-leste catarinense persistem com pancadas de chuva durante a noite. Segundo as medições do INMET, na região de Curitibanos chove há mais de 5 horas e o volume acumulado chega a 32,4mm, tendo sido registrado forte rajada de vento de 66km/h no início da noite. Antes do início da chuva a temperatura tinha alcançado 30,3 graus, e com a chuva a temperatura cai agora para 18,8 graus.