Posts com a Tag ‘Mato Grosso do Sul’

+ aumentar e diminuir fonte -
Chuva no Centro-Oeste do Brasil
sábado, 20 de setembro de 2014

Uma frente fria favoreceu a organização de áreas de instabilidade sobre o Centro-Oeste do Brasil. De ontem para hoje a chuva se concentrou sobre o Mato Grosso do Sul e caiu forte em algumas cidades. Segundo o Inmet, entre às 13h de sexta e 13h deste sábado,no horário de Brasília,foram acumulados, 32 mm em Ponta Porã e em Corumbá, 33 mm em Bataguassu, 44 mm em Água Clara, 53 mm em Sidrolândia e 58 mm em Miranda.

Ao longo desta tarde as nuvens carregadas avançam para Mato Grosso e Goiás. Há risco de temporais nas localidades que ficam no sul destes Estados, inclusive na região de Cuiabá.

Amanhã (domingo), as pancadas de chuva devem acontecer também em Goiânia e em Brasília.

Temporais em Mato Grosso do Sul
sexta-feira, 19 de setembro de 2014

Fortes áreas de instabilidade avançam sobre o sul de Mato Grosso do Sul e provocam fortes pancadas de chuva acompanhadas de um volume bastante elevado e raios.

Imagem de satélite do canal do infravermelho realçado

Os acumulados de chuva se elevaram bastante em Sete Quedas choveu em 12h um total de 62,4mm, sendo que deste volume 36,8mm aconteceram em apenas 3 horas.

As áreas de instabilidade se espalham ao longo da tarde da sexta-feira (19) sobre as demais áreas de Mato Grosso do Sul e há o risco de chuva forte.

No sábado (20) muitas nuvens se formam e tem condições para pancadas de chuva a qualquer momento. Novamente há condições para chuva com volumes um pouco mais elevados que podem acarretar em transtornos.

No domingo (21) o ar seco já predomina, o sol aparece forte e não há mais previsão de chuva.

Frente fria provoca chuva entre o PR, MS e SP
domingo, 7 de setembro de 2014

Depois de provocar temporais no sábado, especialmente sobre o Rio Grande do Sul, uma frente fria enfraqueceu e se afasta cada vez para alto-mar. Mas parte de sua instabilidade ainda persiste sobre o Paraná e está influenciando também algumas áreas de Mato Grosso do Sul e de São Paulo. Apenas o oeste de São Paulo está sentindo a chuva desta frente fria. As nuvens carregadas estão bloqueadas e não vão avançar para o restante do Estado.

Mas toda a região entre o centro-norte do Paraná, oeste de São Paulo e o centro-sul de Mato Grosso do Sul permanece com chuva frequente no decorrer da tarde deste domingo, que pode ser moderada a forte em alguns momentos. A instabilidade deve se dissipar durante a noite e a chuva vai parando.

Confira alguns volumes de chuva acumulados entre 10h de 6/9/2014 e 10h de 7/9/2014, segundo medições do Instituto Nacional de Meteorologia

Sete Quedas (MS): 51 mm

Goioerê (PR): 28,4 mm

Marechal Cândido Rondon (PR): 27,8 mm

Itaquiraí (MS): 27,4 mm

Paranapoema (PR): 26,2 mm

Racharia (SP): 4,2 mm

Presidente Prudente (SP): 3,0 mm

 

 

Nova frente fria

uma outra frente fria já está sendo esperada para o fim de semana e vai trazer novos temporais. Os efeitos desta frente fria começam a ser sentidos sobre  Rio Grande do Sul já na quarta-feira. Na quinta, os temporais começam a avançam sobre Santa Catarina e na sexta invadem o Paraná. A semana termina bastante fria no Sul.

Na Região Sudeste, as mudanças no tempo desta nova frente fria vão começar por São Paulo na próxima sexta-feira.

Aniversário de Campo Grande com chuva
terça-feira, 26 de agosto de 2014

Áreas de instabilidade circulam pela capital sul mato-grossense e organizam nuvens carregadas. Segundo informações do aeroporto local, Campo Grande, que hoje comemora 115 anos, tem pancadas de chuva com intensidade moderada ao longo da tarde de terça-feira (26).

Imagem de satélite do canal do infravermelho realçado

As áreas de instabilidade perdem força rapidamente sobre o centro-sul de Mato Grosso do Sul. O tempo firme já volta com força a partir da quarta-feira (27). No entanto, as temperaturas seguem um pouco mais baixas por conta dos ventos vindos de sul que ainda transportam um pouco de ar polar.

Ar mais seco e frio em MS nesta 5ªfeira
quinta-feira, 14 de agosto de 2014

A passagem de uma frente fria do Sul para o Sudeste fez aumentar a quantidade de nuvens em Mato Grosso do Sul, entre a noite da terça-feira e ao longo desta quarta-feira. Choveu em várias cidades, inclusive em Campo Grande. E o ar polar que veio atrás do sistema frontal fez derrubar a temperatura e a máxima em Campo Grande não passou dos 24,7 graus nesta quarta-feira. Nesta quinta-feira, o ar volta a ficar mais seco e a nebulosidade diminui em todo o Estado. Mas mesmo com a presença do sol, o ar polar ainda vai manter a temperatura amena principalmente no centro-sul e oeste do Estado. A partir de sexta-feira, o ar fica ainda mais seco e volta a esquentar. No domingo e na segunda-feira, podem voltar a ocorrer pancadas rápidas de chuva no sul do Estado, por causa de áreas de instabilidade que avançam do Paraguai.

Contraste térmico em Mato Grosso do Sul
sexta-feira, 8 de agosto de 2014

O avanço de uma frente fria pelo oceano e a entrada do ar polar favorecem o aumento da nebulosidade e a queda de temperatura no sul e oeste de Mato Grosso do Sul nesta sexta-feira. Nas outras áreas do Estado, o ar quente e seco predomina, deixando o tempo aberto e a temperatura elevada nesta tarde.

Segundos dados dos aeroportos locais, a temperatura nesta tarde não passou de 18°C em Ponta Porã e de 19°C em Corumbá. Já na capital Campo Grande foram registradas temperatura de 30°C e umidade relativa do ar de 29%, que já é considerado estado de atenção.

No final de semana, o ar seco volta a predominar em todo o Estado, deixando o tempo ensorolado, as tardes quentes e com baixa umidade relativa do ar, podendo atingir valores abaixo de 30%.

Frio bate recorde em Cuiabá (MT) e Campo Grande (MS)
sexta-feira, 25 de julho de 2014

Novos recordes de frio em Cuiabá (MT) e Campo Grande (MS)

O ar polar entrou forte sobre o Mato Grosso do Sul e o Mato Grosso derrubando a temperatura. As duas capitais dos estados, Cuiabá (MT) e Campo Grande (MS) registraram novos recordes de frio nesta sexta-feira. Pela medição do Instituto Nacional de Meteorologia, a temperatura mínima em Cuiabá foi de 12,5°C. O recorde anterior era de 13,9°C, em 24 de maio de 2014. Em Campo Grande, a mínima foi de 7,7°C, igualando o recorde do dia 30 de junho.

 

A grande frente fria que avançou sobre o Brasil provocou chuva volumosa e em generalizada sobre Centro-Oeste, como não se via há muito tempo. Mas o ar polar que veio com esta frente fria também foi muito forte e invadiu Mato Grosso do Sul e quase todo Mato Grosso provocando uma queda da temperatura muito acentuada. O ar polar também começou a sentido com força no sul de Goiás.

Não deve haver mais recordes neste sábado. A nebulosidade tende a aumentar sobre Cuiabá e Campo Grande, o que vai evitar um resfriamento mais acentuado na madrugada.

Geada em Mato Grosso do Sul

O frio foi intenso em Mato Grosso do Sul nesta quinta-feira, com temperaturas abaixo dos 5°C no sul do Estado. Há condições para geada neste sábado. A temperatura sobe no domingo e não deve haver geada.

 

Frio aumenta e bate recorde em MS e MT
quinta-feira, 24 de julho de 2014

A grande frente fria que está avançando sobre o Brasil deixou sua marca profunda em Mato Grosso do Sul e também no centro-oeste e sul de Mato Grosso. A chuva veio forte e volumosa, especialmente em Mato Grosso do Sul, com muito vento. A ventania causou estragos em Rondonópolis (MT).

O ar polar da frente fria também chegou forte e as temperaturas baixaram muito entre quarta e quinta-feira. Às 19 horas desta quinta-feira, hora de Brasília, o aeroporto de Cuiabá, capital de Mato Grosso, marcava 13°C, mas a sensação térmica era de apenas 8°C. Estava fazendo mais frio nesta hora em Cuiabá em muitas áreas do Sul. Em Campo Grande, capital de Mato Grosso do Sul, a temperatura às 19 horas era de 11°C, mas com sensação térmica de 4°C. Em Ponta Porã, na fronteira com o Paraguai, a temperatura no aeroporto local era de 9°C, com sensação de 2°C.

Mas o frio vai aumentar nesta sexta-feira. O ar polar atua forte sobre o Mato Grosso do Sul e também no centro-sul e oeste de Mato Grosso. Vai esfriar mais no sul de Goiás. As capitais Campo Grande e Cuiabá devem registrar novos recordes de frio nesta sexta-feira. No sul de Mato Grosso, o frio intenso poderá provocar geada.

 

 

Confira a previsão para o Centro-Oeste.

Será que o frio polar chega forte até Brasília? Veja o comentário da meteorologista Josélia Pegorim

 

Frente fria muda o tempo em Mato Grosso do Sul
quarta-feira, 23 de julho de 2014

A organização de áreas de instabilidade pela presença de uma frente fria mudou o tempo sobre o centro-sul de Mato Grosso do Sul. O ar mais seco deu lugar a nebulosidade que já provoca pancadas de chuva. As rajadas de vento se intensificam, em Dourados os ventos já chegam aos 70 km/h.

As áreas azuladas da imagem de satélite mostram uma grande densidade de nuvens, que por sua vez acabam acarretando em chuva forte. As áreas em verde mostram nuvens com profundidade menor na atmosfera e por consequência uma chuva um pouco mais fraca.

Imagem do satélite no canal do infravermelho realçado

 

E ainda há o risco de chuva forte em todo Estado de Mato Grosso do Sul na quarta-feira. As áreas de instabilidade se espalham e podem provocar temporais. Na quinta-feira (24) são esperados grandes volumes acumulados de chuva, o que pode acarretar em alagamentos em algumas áreas.  A chuva começa a diminuir na sexta-feira (25), mas o ar polar pode provocar geada no extremo sul mato-grossense.

MS: chuva e frio no decorrer da semana
domingo, 20 de julho de 2014

Este fim de semana está sendo marcado por muito sol em Mato Grosso do Sul, mas o tempo vai mudar no decorrer da semana.

Na terça-feira (22), áreas de instabilidade vindas do Paraguai provocam chuva já pela manhã no sul do Estado. Entre a tarde e a noite, a chuva avança para a região de Campo Grande e para o Pantanal.

Entre quarta (23) e quinta-feira (24), as condições de chuva aumentam devido a influência de uma frente fria que reforça a instabilidade. Há risco de chuva forte e a temperatura diminui.

Na sexta-feira (25), a chuva dá trégua, mas a chegada de uma massa de ar polar irá derrubar a temperatura. O dia vai começar muito frio, com condições para geada no sul do Estado.