Posts com a Tag ‘Mato Grosso do Sul’

+ aumentar e diminuir fonte -
Novo recorde de frio em Campo Grande
segunda-feira, 14 de abril de 2014

Como vinha sendo previsto pela Climatempo, o ar polar entrou com mais força sobre o Mato Grosso do Sul na madrugada desta segunda-feira, 14 de abril, causando forte queda da temperatura no Estado. A capital, Campo Grande, registrou um novo recorde de frio. A madrugada de hoje foi a mais fria de 2014 até agora com temperatura mínima de 14,1°C. A medição foi de Instituto Nacional de Meteorologia e o recorde anterior era de 17,3°C em 23 de março

10°C no sul de MS

O ar polar influencia todo o Mato Grosso do Sul no decorrer desta segunda-feira mantendo a  temperatura amena. Porém, o frio mais intenso é sentido no sul do Estado. O Instituto Nacional de Meteorologia registrou 9,9°C em Sete Quedas, 10,8°C em Ponta Porã, 111°C em Amambaí e 11,5°C em Dourados.

A tendência é de aumento da temperatura a partir desta terça-feira, mas a madrugada ainda será fria

Recorde de baixa temperatura em Campo Grande (MS)
domingo, 13 de abril de 2014

O choque entre o ar frio de uma frente fria e o ar quente que estava no Centro-Oeste formou muitas nuvens sobre Mato Grosso do Sul. Na capital, Campo Grande, o domingo foi marcado por céu nublado, com chuva leve e ou garoa em alguns momentos. A temperatura máxima registrada pelo Instituto Nacional de Meteorologia foi de 22,5ºC, a menor do ano até agora. O recorde anterior de temperatura máxima mais baixa era de 23,8ºC registrado no dia 22 de março.

Madrugada mais fria do ano

O ar polar ainda vai atuar com mais força sobre o Mato Grosso do Sul na madrugada desta segunda-feira, 14 de abril, que poderá ser a mais fria do ano em Campo Grande e em muitas outras regiões de Mato Grosso do Sul. Até o dia 13 de abril, a menor temperatura registrada pelo Inmet foi de 17,4°C em 23 de março.

As cidades do sul do Estado poderão registrar temperaturas em torno dos 10°C. A terça-feira ainda será com temperatura amena em grande parte de Mato Grosso do Sul, mas o ar esquenta rápido a partir de quarta-feira.

O mapa mostra uma previsão da temperatura mínima para 14 de abril de 2014 calculada por simulações físico-matemáticas em super computadores. Os tons em azul indicam temperatura abaixo dos 10°C. Tons em roxo indicam temperaturas entre 10°C e 18°C.

Short de frio
quinta-feira, 10 de abril de 2014

Tem cheiro frio no ar!

Uma nova frente fria chega aoSul do Brasil no fim de semana trazendo não só a chuvarada, os temporais, mas também sua massa polar.  Aliás, preste atenção: uma frente só é fria porque está associada a uma massa de ar polar.

A nova massa de ar polar que vem por aí promete causar uma queda de temperatura acentuada no Sul, em São Paulo, em parte de Mato Grosso do Sul, de Mato Grosso, além da Argentina, Uruguai, Paraguai e Bolívia. Pode até gear nas serras gaúcha e catarinense entre 14 e 15 e abril.

A queda da temperatura começa a ser sentida no Sul já no sábado e vai chegar a São Paulo na tarde do domingo.

Pernas que te quero em meias para continuar usando short!

 

 

 

Os tons em roxo e azul escuros indicam temperaturas abaixo dos 10°C

 

 

 

 

Alerta para temporais em MS e no Sul do Brasil
quarta-feira, 9 de abril de 2014
Tempo instável no Centro-Oeste
sábado, 29 de março de 2014

Áreas de instabilidade se intensificaram sobre o Mato Grosso do Sul e o sábado começou com chuva em várias áreas do Estado como na região de Campo Grande (capital) e Corumbá. As pancadas de chuva também começaram de manhã na região de Coxim e Sonora.

Em Mato Grosso, pelos registros do Instituto Nacional de Meteorologia, já chovia nas primeiras horas da manhã do sábado na região de Paranatinga, Gaúcha do Norte, Nova Maringá, Nova Ubiratã, Santo Antonio do Leste, Confresa, Campo Verde, dentre outras cidades. No período entre 7 horas de sexta e 7 horas do sábado choveu 52 mm em Tangará da Serra, 50 mm em Pontes de Lacerda, 43 mm em Comodoro.

A região de Costa Rica, em Mato Grosso do Sul teve 41 mm neste período. Nos últimos dias choveu forte também sobre o Distrito Federal e em Goiás. Em Brasília e em Goiânia, o acumulado de chuva de março superava a média em 66%, até o dia 28 d março. Cuiabá acumulava 45% de chuva acima do normal.

Mesmo com temporais mais frequentes em março, o mês deve terminar com chuva abaixo da média em grande parte da Região. No mapa, os tons em alarajando e amarelo indicam chuva abaixo do normal para o mês.

 

Quando volta a chover no Sul?
quarta-feira, 26 de março de 2014

A meteorologista Josélia Pegorim mostra como será a evolução de áreas de instabilidade nos próximos dias que devem levar chuva forte para a Região Sul do Brasil, São Paulo e Mato Grosso do Sul.

 

Muita chuva em Mato Grosso do Sul
sábado, 22 de março de 2014

Uma forte área de instabilidade se formou sobre Mato Grosso do Sul e já provocou muita chuva de ontem para hoje. As chuvas mais intensas aconteceram entre a madrugada e o começo da manhã deste sábado. Segundo os dados do Instituto Nacional de Meteorologia, entre às 09 horas da manhã de ontem e às 09 horas da manhã de hoje (horário de Brasília), já foram acumulados 93 mm de chuva em Miranda. Em Nhumirim, no Pantanal, um forte temporal atingiu a região nesta manhã. Em apenas duas horas, entre 07 e 09 horas da manhã (horário de Brasília), foram acumulados aproximadamente 53 mm.

No decorrer deste sábado, outras áreas de Mato Grosso do Sul estão sujeitas a temporais. O maior risco é para as localidades do centro-norte e oeste do Estado, inclusive a capital.

Amanhã, uma massa de ar polar avança sobre Mato Grosso do Sul e afasta as nuvens carregadas. Apenas nas localidades que fazem divisa com Mato Grosso ainda podem ocorrer algumas pancadas de chuva. Nas demais áreas, o sol aparece entre nebulosidade variável e não chove. Porém, devido à influência do ar polar, a temperatura cai especialmente no sul do Estado.

Chuva forte sobre o Mato Grosso do Sul
segunda-feira, 10 de março de 2014

Áreas de instabilidade avançam do Paraguai para o Mato Grosso do Sul espalhando nuvens carregadas sobre o Estado. Fortes pancadas de chuva acontecem em cidades do sul do Estado. O Instituto Nacional de Meteorologia registrou quase 30 mm em Ponta Porã, entre 9h e 10h, hora de Brasília. No mesmo período choveu 24 mm em Amambaí. A região de Sete Quedas também teve chuva moderada a forte no começo da manhã acumulando 24 mm entre 7h e 10 h.

No decorrer desta segunda-feira, as nuvens carregadas se espalham por todo o Mato Grosso do Sul e provocam pancadas de chuva com raios, que podem ser fortes. Há risco de ventos fortes. Pode chover e ventar forte também em Campo Grande.

Chuva forte sobre o Mato Grosso do Sul
segunda-feira, 3 de março de 2014

Áreas de instabilidade se desenvolveram sobre o Paraguai e avançaram sobre o Mato Grosso do Sul espalhando nuvens bastante carregadas sobre o Estado.

Voltou a chover forte nas cidades próximas da fronteira com o Paraguai. Até 10 horas da manhã, pela medição do Instituto Nacional de Meteorologia, o maior acumulado em 24 horas foi observado em Porto Murtinho, que teve 61,6 mm de chuva. Veja no mapa outros volumes acumulados  entre 10 horas do dia 2 e 10 horas do dia 3 de março.

Há risco de temporais na capital, Campo Grande, e em outras áreas de Mato Grosso do Sul no decorrer do dia. O risco de chuva forte permanece alto no Estado por quase toda a semana, pois uma nova frente fria reforçar as áreas de instabilidade entre quarta e quinta-feira.

Temporais no sul de Mato Grosso do Sul
terça-feira, 25 de fevereiro de 2014

Fortes áreas de instabilidade vindas da Argentina e do Paraguai provocam temporais sobre o sul de Mato Grosso do Sul. Segundo informações das estações automáticas do Instituto Nacional de Meteorologia choveu na última hora um total de 40,6mm em Dourados e de 29,6mm em Bela Vista.