Posts com a Tag ‘Minas Gerais’

+ aumentar e diminuir fonte -
Frio de inverno no verão
terça-feira, 16 de dezembro de 2014

Muitas pessoas na Região Sudeste do Brasil sentiram um friozinho na madrugada desta terça-feira tendo que usar até um edredom. Nas vésperas do verão, temperaturas de inverno, próximas dos 10°C, ocorreram em algumas regiões de São Paulo, do Rio de Janeiro e de Minas Gerais. Pela medição do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), das 10 menores temperaturas registradas nas medições automáticas espalhadas pelo país,  seis era em cidades da Região Sudeste.

 

Serra do RJ – lugar mais frio do Brasil

Na madrugada de 16 de dezembro, o local mais frio do Brasil foi a região do pico do Couto, nos arredores de Petrópolis, na serra do Estado do Rio de Janeiro. A temperatura mínima foi de 5,4°C, pela medição da estação meteorológica automática operada pelo Instituto Nacional de Meteorologia. Em A temperatura mínima em Nova Friburgo, também na região serrana do Rio de Janeiro foi de 9,2°C.

 

 

Confira as dez menores temperaturas no Brasil em 16/12/2014 (Inmet)

 

Temperatura em elevação

A madrugada da quarta-feira, 13 de dezembro, ainda será um pouca fria especialmente nas áreas serranas do Sudeste, mas as tardes ficam quentes. Mas a partir de quinta-feira, o ar aquece mais, a umidade aumenta e volta a sensação de abafamento.

 

Subsidência e resfriamento do ar

A temperatura baixa está associada a passagem da uma fraca massa de ar polar pelo Sul e pelo Sudeste, mas principalmente ao efeito de subsidência do ar. A subsidência é um movimento do ar de cima para baixo, que traz o ar seco dos níveis atmosféricos mais elevados para as camadas baixas, próximas da superfície.

Quando secamos o ar, isto é, diminuímos o teor de umidade, menos nuvens se formam sobre uma região. A nebulosidade retém calor. Assim, quando temos muitas nuvens durante a  noite, o resfriamento do ar é menor porque a camada de nuvens evita a perda do calor. É como se a nebulosidade à noite fosse um cobertor, deixa o ar quentinho.

Mas quando não temos nuvens à noite, ou o céu está com poucas nuvens à noite, o calor que foi armazenado durante o dia é rapidamente perdido para o espaço, fazendo com o que o ar se resfrie mais. É isto que acontece quando a atmosfera está subsidente: o céu fica com poucas nuvens também à noite. Uma noite com pouca ou nenhuma nebulosidade é mais fresca em qualquer época do ano.

 Entenda o que é subsidência do ar

Como será o verão na Região Sudeste?  

Fotografeotempo! #É tempo de Natal!  

 Um bom tempo pra você! 

 

 

Muita chuva no litoral da Bahia
segunda-feira, 15 de dezembro de 2014

Chuva forte sobre a Bahia

As áreas de instabilidade se intensificam no litoral da Bahia e provocam chuva forte também Salvador. A chuva complica o trânsito e a imprensa local informou queda de árvores.

 

 

Áreas de instabilidade associadas a presença de um Vórtice Ciclônico nos Altos Níveis Atmosféricos (VCAN) e de uma frente fria provocam chuva forte sobre todo o leste da Bahia. Segundo informações do aeroporto Deputado Luis Eduardo de Magalhães há a presença de chuva moderada acompanhada por trovoadas.

Áreas de instabilidade se intensificam sobre a Bahia por causa da frente fria que já está no litoral sul baiano. Vários aglomerados de nuvens carregadas devem se espalhar pelo litoral e pelo interior da Bahia provocando chuva frequente nos próximos dias.

Para esta terça-feira, a preocupação maior é com a chuva forte no litoral da Bahia, inclusive na região de Salvador, e também o aumento da chuva no litoral de Sergipe e de Alagoas.

 

 

 

 

Bom Jesus da Lapa (BA) em 16-11-2014 por Leo Rodrigues

Muita chuva sobre o nordeste de Minas Gerais

Uma frente fria avançou até o sul da Bahia e estimulou a formação de nuvens bastante carregadas entre o Espírito Santo, Minas Gerais e o sul da Bahia. A semana começou com muita chuva sobre as regiões mineiras do vale do rio Doce e do vale do Jequitinhonha. Entre 10 horas do dia 14 e 10 horas de 15 de dezembro de 2014, o Instituto Nacional de Meteorologia registrou 82,8 mm sobre Governador Valadares, 75,4 mm sobre Mantena e 66,2 mm na região de Aimorés. Caratinga recebeu 62,4 mm de chuva no mesmo período e em Timóteo choveu 62,2 mm.

Choveu muito também sobre a região de Santa Teresa, na região serrana do Espírito Santo. O acumulado no mesmo período foi de 62,8 mm.

 

Mais chuva

A frente fria que ajudou a formar estas fortes áreas de instabilidade permanece entre o litoral da Bahia e do Espírito Santo nesta terça-feira. Nuvens carregadas continuam a se formar sobre o norte de Minas Gerais, no norte capixaba e sobre a Bahia. Há risco de chuva forte e volumosa.

 

O meteorologista César Soares comentou a presença de alguns sistemas típicos do Verão que já começam a provocar chuva em algumas áreas do leste do Nordeste. Quer saber quais? Então veja no Drops Climatempo News

 

 

 

Um bom tempo pra você!

Previsão climática para o verão de 2015 no Brasil

Até 17 de dezembro, mais de 100 estrelas cadentes por hora riscam o céu! Não esqueça de fazer o seu pedido! 

 

Sudeste tem mais calor e menos chuva
segunda-feira, 1 de dezembro de 2014

Sudeste tem mais calor e menos chuva

A primeira semana de dezembro começou com menos instabilidade sobre o Sudeste. Áreas do norte e noroeste de Minas Gerais e do Espírito Santo ainda tiveram chuva frequente e forte, mas na maior parte do Sudeste as pancadas de chuva já ficaram escassas no primeiro dia dezembro. A temperatura em São Paulo chegou aos 31°C e no Rio de Janeiro aos 34°C. Belo Horizonte eve temperatura amena nesta segunda-feira porque ficou com muitas nuvens e chuva, mas vai esquentar rápido a partir desta terça-feira. Vitória teve calor em torno dos 31°C

 

Fim de tarde em São Lourenço (MG), por Rodolfo, 30-11-2014

 

O Instituto Nacional de Meteorologia registrou quase 145 mm acumulados sobre São Romão, no noroeste mineiro, entre 20 horas do dia 30 de novembro e 20 horas de 1 de dezembro de 2014. No mesmo período choveu 41 mm sobre Linhares, no Espírito Santo. Várias áreas no norte-noroeste de Minas acumularam de 30 a 40 mm.

 

http://www.climatempo.com.br/satelite/

Mas a tendência para esta semana  é de que o tempo fique menos instável. As pancadas de chuva ainda vão ocorrer, mas em geral entre o fim da tarde e o começo da noite e em pequenas áreas.

O Sudeste terá menos nebulosidade esta semana e assim, mais sol e mais calor. Uma frente fria vai passar pelo litoral de São Paulo e do Rio de Janeiro entre quarta e quinta-feira, mas com pouco ar polar e que não terá força para esfriar o Sudeste. Esta frente fria é fraca e logo se afasta para alto-mar. As chuvas no Sudeste nos próximos 10 dias vão cair principalmente sobre São Paulo.

 

 

 

Balanço da chuva de novembro

A última semana de novembro deu a muitas aeras do Sudeste grande parte da média histórica de chuva do mês. Várias frentes frias passaram pela Região ajudando a formar e a manter as nuvens de chuva. Novembro deu ao Sudeste temporais que causaram alagamentos e destruição como não se via há muitos meses.

Nas capitais, só por causa da chuva da última semana do mês, Belo Horizonte praticamente atingiu a média histórica e São Paulo chegou perto também. Rio de Janeiro e Vitória tiveram pouca chuva.

 

 

 

Veja também

Balanço de chuva de novembro no Brasil 

Chuva alaga Pouso Alegre (MG)

Você sabe como se formam os raios?

Chuva alaga Pouso Alegre (MG)
segunda-feira, 1 de dezembro de 2014

Em apenas 10 minutos, a chuva forte que caiu sobre Pouso Alegre, no Sul de Minas Gerais, deixou ruas alagadas e a força a água formou correnteza. A internauta Gabriela Cremonesi registrou a situação que ocorreu no meio da tarde desta segunda-feira, 1 de dezembro.

 

Chuva alaga Pouso Alegre (MG), em 1-12-12014 por Gabriela Cremonesi

 

As nuvens carregadas que passaram sobre Pouso Alegre foram formadas pelo calor e grande disponibilidade de umidade em toda a região do sul mineiro.

 

Mais chuva

Muitas áreas de Minas Gerais terminaram o mês de novembro com chuva acima da média. Grande parte da chuva ocorreu na última semana do mês. O mapa mostra a anomalia (diferença em relação à média) de chuva na Região Sudeste. Os tons de azul representam chuva acima da média.

 

Dezembro começa com mais chuva

As pancadas de chuva serão frequentes nesta primeira semana de dezembro, Além do calor, uma nova frente fria passa pelo litoral paulista entre quarta e quinta-feira. A proximidade com esta frente fria vai aumentar as condições para chuva, mas não há previsão de queda da temperatura acentuada. A semana segue com calor e sensação de abafamento.

Novembro dentro da média em Belo Horizonte
segunda-feira, 1 de dezembro de 2014

O mês de novembro terminou dentro da normalidade em Belo Horizonte. O mais importante foi o retorno da chuva, que se concentrou na segunda quinzena do mês. Dos 30 dias choveu em 14 dias, acumulando de 215,5 mm Deste total, 149,0 mm caíram entre os dias 22 e 30 de novembro. A chuva de novembro ficou apenas 5% abaixo da média climatológica que é de aproximadamente 228,0 mm.

O total de chuva de novembro foi o segundo maior de 2014, superado apenas por março, quando choveu 235,3 mm.

Novembro deu a Belo Horizonte dias com muita nebulosidade e a chuva, fatores que foram fundamentais para regular a temperatura. O mês terminou com temperaturas dentro da normalidade.

 

 

Mais chuva em dezembro

O histórico de chuva de 2014 em Belo Horizonte será lembrado pela seca. O ano de 2014 deve ficar entre cinco mais secos já registrados na capital mineira, em 100 anos de medição.  O total acumulado de 1 de janeiro até 30 de novembro foi de 813,4 mm sendo que média anual é de aproximadamente 1466 mm. Até agora choveu 55% da média anual.

Tradicionalmente dezembro é época de muita chuva na região de Belo Horizonte. Na escala anual, é o mês mais chuvoso, com maior média de chuva, aproximadamente 319 mm.

As áreas de instabilidade que já estão sobre Minas Gerais devem enfraquecer nesta terça-feira. Assim, a chance de chuva diminui. Porém, uma nova frente fria avança para o litoral do Rio de Janeiro na quinta-feira e as condições para chuva aumentam novamente.

A previsão é de que a chuva de dezembro seja regular.

Temporais no ES e em MG
sexta-feira, 28 de novembro de 2014

As áreas de instabilidade que desde o início da semana se espalham sobre a Região Sudeste se intensificaram nesta sobre o Espírito Santo e sobre o norte e nordeste de Minas Gerais junto com o deslocamento de uma frente fria para o litoral capixaba.

 

Temporais começaram a ocorrer a partir do fim da tarde desta sexta-feira sobre o Espírito Santo, sobre o vale do rio Doce e outras áreas do norte de Minas Gerais.

Em Santa Teresa, cidade serrana do Espírito Santo, o Instituto Nacional de Meteorologia registrou 62,4 mm chuva em apenas 4 horas, entre 16h e 20h. Metade da chuva caiu entre 18h e 19h. Em Afonso Claudio, também no Espírito Santo, choveu 35,2 mm entre 17h e 18h. Em Aimorés, no vale do rio Doce, foram 15,4 mm entre 19h e 20h. Guarda-Mor, no noroeste de Minas, uma tempestade entre 18h e 20h deixou um acumulado de quase 54 mm. Voltou a chover forte sobre a Grande Belo Horizonte. A região da Pampulha acumulou 23,6 mm apenas entre 18h e 20h.

Confira alguns volumes de chuva registrados pelo Instituto Nacional de Meteorologia entre 20 horas de 27/11/2014 e 28/11/2014. A maior parte do volume total ocorreu após as 15h do dia 28.

 

Mais chuva

O fim de semana é de alerta para mais temporais sobre o Espírito Santo e sobre o centro-norte e oeste de Minas Gerais. As áreas de instabilidade permanecem ativas e vão provocar mais chuva. Há risco de novos temporais especialmente neste sábado. A frente fria se afasta devagar do litoral do Espírito Santo durante o domingo e as áreas de instabilidade enfraquecem. Confira a previsão para a Região Sudeste

 

Muita umidade e nuvens sobre Alto Caparaó(MG) em 28-11-2014 por Eleones Moreira Bastos

Chuva de novembro supera a média em áreas de Minas Gerais

Muitas áreas do Triângulo Mineiro, Alto Paranaíba, do Sul de Minas e da Zona da Mata Mineira vão terminar novembro com chuva próxima ou até acima da média climatológica. As pancadas de chuva foram frequentes e volumosas durante o mês, na maioria das áreas de Minas Gerais.

No centro de Belo Horizonte, o Instituto Nacional de Meteorologia registrou aproximadamente 159 mm em 28 dias. Já choveu 70% da média que é de 228 mm.

 

O ano de 2014 está sendo um dos mais secos de sua história climática. De 1 de janeiro até 28 de novembro de 2014 choveu apenas 757,0 mm, 51% da média que é de aproximadamente 1490 mm.

Em Vitória, capital do Espírito Santo, o acumulado de chuva em 28 dias foi de 22,9 mm. A média é de 170 mm. Mesmo com previsão de chuva forte para este fim de semana, é probabilidade de alcançar a média é pequena.

 

Ajude a Climatempo a melhorar a informação para você! 

É de arrepiar os cabelos! Aprenda como se formam os raios.

Aberta a temporada de temporais

 

Se a sua empresa é afetada diretamente pelas tempestades e raios, conheça o serviço de Monitoramento e Alerta de Tempestades SMACaqui.

RJ e MG tem mais chuva na sexta-feira
quinta-feira, 27 de novembro de 2014

 Atualizado às 09h50 de 28/11/2014

Áreas de instabilidade se intensificam sobre o Estados do Rio de Janeiro e Minas Gerais e  avançam em direção ao Espírito Santo. As nuvens carregadas se espalham  em direção ao norte e noroeste do Rio de Janeiro, para o Espírito Santo e para o norte de Minas Gerais.

 

Nuvens carregadas de uma linha de instabilidade entram em Macaé (RJ), 37-11-2014, por João Pedro Moreira

Chuvas muito volumosas já ocorreram ao longo da quinta-feira em diversas áreas de Minas Gerais e do Rio de Janeiro e  nesta sexta-feira, a preocupação é com temporais que devem ocorrer na parte norte de Minas e sobre o Espírito Santo. 

 


Estas nuvens carregadas que crescem no interior da Região Sudeste se associam com uma frente fria que avança do litoral do Rio de Janeiro e para o Espírito Santo.  Durante o fim de semana, a frente fria se afasta devagar do litoral capixaba. 

 

As áreas de instabilidade no Sudeste vão continuar muito ativas no fim de semana sobre o centro-oeste e norte de Minas Gerais e sobre o Espírito Santo provocando chuvas frequentes e muitas vezes volumosas, que podem causar alagamentos nas cidades.   Há risco de chuva forte inclusive sobre a Grande Vitória e sobre a Grande Belo Horizonte.

 

Nuvens de chuva sobre Carrancas (MG) em 9-11-2014 por Elto Ribeiro da Cruz

A instabilidade enfraquece sobre o São Paulo e também em áreas do sul de Minas e do centro-sul do Rio de Janeiro. As capitais São Paulo e Rio de Janeiro terão mais sol e temperatura em elevação no fim de semana.

 

Confira como vai ficar o tempo no fim de semana no Sudeste

 

Sol reaparece nas praias de São Paulo no fim de semana. Ache a sua onda e a sua tribo no Climasurf. 

É tempo de temporais!

Chuva supera a média em áreas de São Paulo e de Minas Gerais

Mais chuva sobre o Sudeste
quarta-feira, 26 de novembro de 2014

Esta última semana de novembro está sendo marcada por muita instabilidade sobre quase todo o Sudeste. Chuvas fortes e volumosas já aconteceram em muitas áreas de São Paulo e de Minas Gerais. Nesta quarta-feira, choveu forte sobre o Rio de Janeiro. O Espírito Santo vai entrar no risco de chuva forte a partir de sexta-feira com a chegada de uma nova frente fria.

 

Chuva forte entrando em Valinhos 24-11-2014 por Anegla Francisco Marques

 

Frente fria e área de instabilidade

Uma nova frente fria avança para o litoral de São Paulo e do Rio de Janeiro até a noite desta quinta-feira e durante a sexta-feira se desloca-se no mar até o Espírito Santo. Esta será a quinta frente fria de novembro e vai estimular mais chuva ainda sobre os Estados do Sudeste.

Nesta quinta-feira, o risco de chuva forte é maior sobre São Paulo, no Rio de Janeiro e no centro-oeste e sul de Minas Gerais. Na sexta-feira, a chuva diminui sobre São Paulo, mas Rio de Janeiro, Minas e também o Espírito Santo poderão ter vários eventos de temporais.

 

Chuva forte causa enxurrada em Sorocaba (SP) em 26-11-2014 por Antonio Fernandes

 

Apesar da passagem da frente fria, o ar abafado continua a predominar. O fim de semana também terá mais pancadas de chuva e períodos com sol. Para começar dezembro, outra frente fira trazendo mais chuva para a Região Sudeste.

 

Chuva acima da média

A chuva desta última semana do mês está fazendo diferença. Chove forte em áreas de São Paulo e de Minas Gerais fazendo com que várias regiões destes estados já estejam com chuva próxima ou até acima da média para o mês de novembro.

 

Com a previsão de mais chuva até o fim da semana, os acumulados vão se aproximar ainda mais da média e podem até superar em algumas áreas. Confira alguns valores registrados pelo Instituto Nacional de Meteorologia e também o mapa de anomalia. O tom azul indica chuva acima da média.

 

 

 

É tempo de temporais!

 

Dezembro começa com mais chuva no Sudeste

Chuva forte para Belo Horizonte
quarta-feira, 26 de novembro de 2014

Decisão da Copa do Brasil

Esta é uma noite especial para os belohorizontinos e para o futebol brasileiro. A decisão da Copa do Brasil acontece no estádio do Mineirão, em Belo Horizonte, e entre dois times mineiros, Cruzeiro e Atlético Mineiro, com longa história de rivalidade.

Um aglomerado de nuvens carregadas deve passar sobre Belo Horizonte durante o jogo e o risco de chuva é bastante alto.

A noite desta quarta-feira começou com chuva em várias áreas da Grande Belo Horizonte. Por volta das 20 horas, chovia fraco na região do aeroporto da Pampulha, na capital mineira. A região de Lagoa Santa tinha chuva forte.

O tempo vai ficar mais instável no decorrer da noite sobre a Grande Belo Horizonte e há risco de chuva forte e volumosa que poderá causar alagamentos, inclusive na capital. O motivo da intensificação da chuva é a passagem de um aglomerado de nuvens carregadas que avança para a Grande Belo Horizonte, como mostra a animação de imagens de satélite. As nuvens mais carregadas, com maior potencial para chuva forte, aparecem como manchas vermelhas.

A passagem deste aglomerado sobre a região de Passos provocou 16 mm de chuva apenas entre 19h e 20h.

 

 

 

MG: Triângulo registra 100mm em 12 horas
terça-feira, 25 de novembro de 2014

A chegada de umidade trazida pelos ventos vindos de noroeste favorecem a formação de áreas de instabilidade e provocam chuva desde a tarde da segunda-feira (24). A manhã de terça ainda é com céu carregado de nuvens em diversas áreas como pode ser vista na imagem do satélite meteorológico.

Os tons em vermelho indicam a formação de grandes nuvens que são capazes de provocar pancadas de chuva forte. Estas áreas se concentram principalmente sobre o Triângulo Mineiro e avançando em direção à Região Metropolitana de Belo Horizonte.

O internauta Bruno Pueyo registrou a presença de chuva forte em Belo Horizonte na segunda-feira (24). Clique na foto e veja mais imagens do Brasil.

Os volumes de chuva se elevaram bastante. Segundo informações das estações automáticas do Instituto Nacional de Meteorológica, a cidade de Campina Verde, no Triângulo Mineiro, registrou um total de 100mm entre a noite de segunda-feira e a manhã da terça-feira.

 

Semana será marcada por mais chuva no Sudeste

A mudança no padrão dos ventos, que passam a transportar um ar de origem mais úmida e quente para a Região Sudeste, e a maior passagem de frentes frias já favorecem a formação de nuvens carregadas e pancadas de chuva.

As áreas de instabilidade vão se intensificar a partir da quarta-feira (26) por conta da formação de uma frente fria na costa de São Paulo e organizar muitas nuvens também sobre o centro-sul de Minas Gerais. São esperados temporais principalmente ao longo da tarde.

O risco e intensidade da chuva começa a diminuir sobre o Estado de Minas Gerais a partir do sábado (29) dia em que a frente fria se desloca para o norte do Espírito Santo. Ainda pode chover a qualquer momento, mas o risco de chuva forte diminui.

A chuva que acontece no Triângulo Mineiro, norte de São Paulo e sul de Goiás é bastante importante para a geração de energia elétrica. Confira a explicação e previsão com a meteorologista Aline Tochio.