Posts com a Tag ‘Nordeste’

+ aumentar e diminuir fonte -
Mais duas frentes frias até o fim de novembro
terça-feira, 18 de novembro de 2014

Novembro marcou a volta das pancadas de chuva mais frequentes e volumosas sobre o Brasil, mas principalmente a regularidade das frentes frias. Com o calor e a umidade aumentando, o fluxo de ar úmido voltando a movimentar do Norte para o centro-sul do país, as pancadas de chuva estão ocorrendo em número cada vez maior à tarde e à noite. Esta é a chuva típica dos dias quentes e úmidos e podem ocorrer em qualquer lugar, porém de forma aleatória, em pequenas áreas. Mas com a passagem das frentes frias aumenta a chance de formação de grandes áreas de instabilidade e a ocorrência de chuva generalizada.

No mapa, os tons alaranjados indicam menos chuva que a média. A chuva acima da média aparece em tons de azul.

 

Três frentes frias já avançaram com força sobre o Brasil em novembro e mais duas devem passar pelo Sul e alcançar o Sudeste até o fim do mês.

 

Pancada de chuva na praia - Caraguatatuba (SP) por Vanessa Simões em 23-01-2014

 

A meteorologista Josélia Pegorim comenta quando e como estas frentes frias vão atuar sobre o país.

 

Chuva no Nordeste já supera a média em novembro
terça-feira, 18 de novembro de 2014

Duas frentes frias avançaram até o Nordeste do Brasil no espaço de apenas uma semana causando chuvas de forte intensidade em vários estados. A Bahia foi o estado que mais sofreu com a chuva volumosa. Várias cidades baianas tiveram ruas alagadas e enchente por causa do excesso de chuva.

Chuva forte de uma frente fria alagou parte de Canarana (BA) 18-11-2014 por Romeu Xavier de Sousa

A primeira frente fria atuou no começo da semana passada e segunda frente fria atingiu o sul da Bahia no último sábado e nesta terça-feira, 18, era observada entre o litoral de Sergipe e de Alagoas. Não é comum a presença de frentes frias nestes estados nesta época do ano.

 

Chuva forte de frente fria alagou Euclides da Cunha (BA) 16-11-2014 por Erivaldo Silva

Nesta quarta-feira ainda vão ocorrer pancadas de chuva frequentes sobre o Nordeste e com risco de chuva forte  no interior dos Estados. No litoral, a chuva pode ser moderada a forte entre Salvador e Maceió. A chuva enfraquece e diminui a partir de quinta-feira com o afastamento da frente fria.

Imagens de satélite da noite do dia 18 de novembro mostravam nuvens carregadas (manchas em tons de azul), com potencial para a chuva forte em muitas locais do Nordeste. Os temporais se espalharam até pelo sertão do Rio Grande do Norte e do Ceará.

 

Noite com trovoadas em Caico (RN) por Avaron 18-11-2014

Chuva acima da média

Não é comum frentes frias avançarem até Sergipe e Alagoas como aconteceu esta semana. Por causa das duas frentes frias que chegaram ao Nordeste nos últimos dias, choveu forte em locais onde é raro chover em novembro. Mas também choveu muito em lugares da Bahia onde as pancadas de chuva já são frequentes nesta época, Assim, a chuva dos últimos dias superou a média histórica em vários locais do Nordeste. O mais comum é que grande parte do Nordeste quase não tenha chuva nesta época. Em geral, as pancadas de chuva são frequentes no centro-sul do Maranhão, do Piauí e no oeste da Bahia.

As fortes pancadas de chuva ainda ocorreram nesta terça-feira. Em Esperantina, no norte do Piauí, choveu quase 30 mm em 1 hora, entre 17h e 18h, hora local, segundo medição do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet). Ainda pela medição do Inmet, no período entre 19h do dia 17 e 19h do dia 18 de novembro de 2014 choveu 113 mm em Ibotirama (BA), 50 mm em Gilbués (PI), 41 mm em Jacobina (BA) e em Santa Rita de Cássia (BA). Em Sergipe choveu 30 mm na região de Itabaianinha e de Poço Verde.

 

 

Chuva continua no Nordeste
terça-feira, 18 de novembro de 2014

A frente fria segue sobre a costa da Bahia organizando áreas de instabilidade e trazendo chuva de forma generalizada. As imagens do satélite meteorológico mostram a presença de grandes nuvens provocam temporais (áreas em azul), principalmente sobre o oeste da Bahia e no Ceará.

A cidade de Ibotirama-BA registrou um total de 81mm entre a madrugada e tarde desta terça-feira (18). A cidade de Giubués-PI registrou um total de 28,0mm em 24 horas.

Chuva perde força ao longo da semana

Depois de diversos dias com muita chuva a tendência é de enfraquecimento das áreas de instabilidade ao longo dos próximos dias. Na quarta-feira (19) ainda há o risco de chuva com grande volume por conta da presença de um sistema de baixa pressão atmosférica entre a costa norte baiana e Sergipe. Com o afastamento do sistema ao longo da quinta-feira (20) a tendência é de enfraquecimento da chuva e o sol já começa a aparecer com mais força ao longo do dia.

Caju do Piauí sofre que a estiagem prolongada
segunda-feira, 17 de novembro de 2014

 A seca prolongada tem causado muitos prejuízos para a produção de caju do Piauí. As flores não se desenvolvem completamente devido a falta de chuva e a área plantada diminuiu. Os produtores também enfrentam problemas com as pragas e mais de 80% da safra foi perdida. Confira qual será a tendência do acumulado de chuva para os próximos dias em todo o Brasil.

Bahia terá mais chuva no fim de semana
sexta-feira, 14 de novembro de 2014

A frente fria que organizou instabilidades e chuva sobre a Bahia já se afastou. Com isso a chuva já perdeu intensidade e o sol voltou a aparecer. A temperatura sobe e ao longo do dia são esperadas rápidas pancadas de chuva.

A imagem do satélite meteorológico já mostra o avanço de algumas áreas de instabilidade sobre o oeste e sul da Bahia. A frente fria vai avançar do Espírito Santo em direção à costa do Estado baiano. Essa condição vai trazer uma melhor organização das áreas de chuva e manter o céu carregado de nuvens durante o fim de semana. Há condição para chuva a qualquer momento, e a persistência da chuva pode acarretar em elevação nos acumulados de chuva.

Os grandes acumulados de chuva tanto no sábado quanto no domingo podem acarretar em alagamentos e extravasamentos de rios. Somente as áreas do Nordeste Baiano que terão um tempo com mais sol e pouca chance de chuva.

Frente fria leva chuva forte para o sertão do Nordeste
quarta-feira, 12 de novembro de 2014

Em menos de uma semana, duas frentes frias avançam até a Bahia aumentando a umidade e ajudando formar muitas nuvens de chuva. A primeira frente fria chegou ao sul da Bahia no domingo passado e a segunda vai chegar nesta região no próximo sábado. Mas esta nova frente fria terá mais força e deve se deslocar no começo da semana que vem até altura do litoral de Sergipe e de Alagoas. Nesta posição, a frente fria estimula a formação de áreas de chuva também sobre o sertão do Nordeste.

 

A partir de sexta-feira, e a próxima semana, deve chover forte até no sertão. O mapa mostra a estimativa de chuva sobre o Nordeste para os próximos 15 dias, até 27 de novembro. Os tons de verde escuro indicam uma previsão de 200mm de chuva.

 

 

Temporais

Se engana que acha que a chuva de frente fria no Nordeste é só garoa. Com o aumento da umidade e o calor que já existe naturalmente sobre a Região, nuvens muito carregadas podem se formar produzindo temporais com chuva forte, raios e ventania. Mesmo sem frente fria, havendo condições favoráveis, intensas áreas de instabilidade crescem pelo interior do Nordeste.

Foi o que ocorreu nesta quarta-feira.Em Balsas, no sul do Maranhão, o Instituto Nacional de Meteorologia registrou 124 mm de chuva entre 6 horas da manhã e 3 horas da tarde. Mais da metade da chuva, 90 mm, caiu entre 8 e 10 horas, hora local.

 

Em Teresina, capital do Piauí, também choveu nesta quarta-feira com rajadas de vento de 55 km/h, como registrou o aeroporto local. Em Bom Jesus da Lapa, no oeste da Bahia, choveu 48 mm em 2 horas.

 

Nuvem cumulonimbus provoca chuva sobre Jequié (BA) 11-11-2014 por Rodrigo Souza

 

Agricultura de RO ainda sofre com a cheia do Rio Madeira
quarta-feira, 12 de novembro de 2014

As lavouras que ficavam às margens foram devastadas e o movimento de cargas nos barcos que fazem o transporte na região também foi prejudicado. Agora os moradores locais temem plantar novamente às margens do Rio com medo de outra cheia.

Confira qual será a tendência do acumulado de chuva para os próximos dias em todo o Brasil.

 

Semana será de chuva na Bahia
segunda-feira, 10 de novembro de 2014

A chegada de uma frente fria ao sul da Bahia provoca o desenvolvimento de grandes nuvens e chuva sobre algumas áreas. A imagem do satélite meteorológico mostra a presença das de nuvens bem carregadas nos tons em azul e branco.

A estação automática do INMET em Amargosa registrou volumes de 4,8mm acumulado apenas em uma hora. A tendência é de mais chuva sobre todo o centro-sul do Estado do longo da tarde e noite da segunda-feira. De forma pontual, há o risco de chuva forte. Em Salvador é esperado chuva rápida.

Grandes volumes de chuva sobre a Bahia

A presença a frente fria e a grande organização da chuva, vai provocar grandes volumes acumulados na maior parte do Estado da Bahia ao longo dos próximos 15 dias. Até o fim da semana, a previsão é de céu carregado e pancadas de chuva acontecendo ao longo do dia. Não estão descartados os temporais.

Até mesmo Recôncavo Baiano terá tem instável e chuva constante já a partir da tarde da terça-feira (11).

Nordeste segue com pouca chuva
domingo, 26 de outubro de 2014

Já há meses o Nordeste do Brasil vem recebendo pouca ou nenhuma chuva. No começo de outubro, um evento de chuva volumosa causado por uma frente fria estacionária levou muita chuva para o Alagoas e leste do Pernambuco, o que gerou transtornos nessas áreas e fez com que a chuva acumulada em apenas 3 dias ultrapassasse a média climatológica do mês. Todas as outras regiões nordestinas estão com chuva muito abaixo do normal.

 

Nesta semana a situação não vai ser muito diferente para a maior parte da Região. Apenas a Bahia é que vai receber pancadas de chuva devido ao avanço de áreas de instabilidade, que neste fim de semana influenciaram o Sudeste e o Centro-Oeste. Durante os próximos dias as nuvens carregadas se deslocam para o Estado baiano e causam chuva em quase todo o Estado, e essa chuva pode ser forte. Os maiores volumes acumulados estão sendo esperados para as regiões sul e sudeste da Bahia, entre terça e quarta-feira.  Já as outras regiões do Nordeste continuam com o tempo quente e seco.

Chuva aumenta na costa leste do Nordeste
segunda-feira, 6 de outubro de 2014

A recente passagem de uma frente fria pela costa leste do Nordeste provocou ventania e também deixou áreas de instabilidade que ainda provocam chuva volumosa em áreas de Alagoas e de Pernambuco. Esta frente fria chegou muito forte ao Brasil e avançou até a altura do litoral de Alagoas e de Pernambuco

A situação mais preocupante é em Maceió onde, em 48 horas, entre a manhã do sábado e a manhã da segunda-feira, choveu mais do que normalmente chove durante todo o mês de outubro. A chuva forte causou queda de barreiras e elevou o nível de rios.

 

 

Maceió: chuva supera a média de outubro em 48h

Em Maceió, choveu em 48 horas mais do que normalmente chove durante todo o mês de outubro. O Instituto Nacional de Meteorologia registrou 110 mm de chuva acumulados entre 9 horas do dia 4 e 9 horas de 6 de outubro. A média de chuva para este mês é de aproximadamente 73 mm. Em outro local da cidade, o volume de chuva acumulado entre 19 horas do domingo e 19h desta segunda-feira chegava a 81 mm. No mesmo período choveu 54 mm em São Luis do Quitunde e 38 mm em Palmeira dos Índios.

 

Chuva continua em Alagoas e aumenta em Sergipe

A chuva não vai dar trégua no leste do Nordeste nas próximas  48 horas. As áreas de instabilidade vão continuar sobre Alagoas e devem se fortalecer sobre Sergipe. O litoral e zona da mata alagoana ainda terão muita chuva até a quarta-feira. Há risco de mais deslizamentos e os rios e alagamentos.

Em Sergipe, a chuva começa a se intensificar ainda na manhã desta terça-feira e deve persistir moderada, às vezes forte, até a tarde de quarta-feira.

 

 

Chuva diminui no leste de Pernambuco

As áreas de instabilidade que estão no leste de Pernambuco provocaram muita chuva no litoral, na zona da mata e no agreste. Mas a tendência é de enfraquecimento da chuva a partir da tarde desta terça-feira. Ainda há previsão de chuva até o fim da semana, mas a partir de quarta-feira, a chuva será de curta duração e em geral com a presença do sol.

Em Recife, o Instituto Nacional de Meteorologia registrou 44,2 mm entre 9 horas de 5 de outubro e 9 horas de 6 de outubro. Este volume de chuva representa 67% da média normal para este mês que é de 66 mm.

A chuva não dá trégua no agreste. Em Palmares choveu quase 76 mm entre 19 horas do domingo e 19 horas desta segunda-feira. NO mesmo período choveu 39 mm em Garanhuns. Para outubro, estes volumes de chuva são bastante elevados.

Salvador e litoral norte da Bahia em atenção

As áreas de instabilidade que provocam muita chuva no leste de Pernambuco de Alagoas tendem a se expandir para o litoral norte da Bahia chegando até Salvador. A previsão é de que o aumento da chuva comece no litoral norte baiano durante tarde e noite desta terça-feira e se intensifique também em Salvador até durante a quarta-feira.