Posts com a Tag ‘santa catarina’

+ aumentar e diminuir fonte -
Sul tem duas frentes frias até domingo
quinta-feira, 31 de julho de 2014

Áreas de instabilidade se formaram entre  Paraguai e o oeste da Região Sul do Brasil provocando pancada de chuva com raios. Por volta das 15 horas, nuvens carregadas se espalhavam sobre o sudoeste do Paraná, oeste de Santa Catarina e noroeste do Rio Grande do Sul. Mas até por volta das 15 horas, não havia grandes volumes de chuva acumulados. O Instituto Nacional de Meteorologia registrou quase 11 mm sobre Novo Horizonte e 7 mm em São Miguel do Oeste, as duas cidades no oeste catarinense.

 

Duas  frentes frias

Duas novas frentes frias avançam da Argentina para o Sul do Brasil até o domingo. A primeira passa pelo Rio Grande do Sul entre sexta-feira e sábado e reforça as áreas de instabilidade no Sul sobre este estado. Há possibilidade de chuva também em parte de Santa Catarina nesta sexta-feira, mas o sol e o tempo seco devem predominar no Sul no fim de semana.

 

 

A segunda frente fria, mais forte, entra no Rio Grande do Sul no domingo e até a segunda-feira provoca chuva em grande parte da Região. Nova queda da temperatura acentuada está sendo esperada para o Sul na semana que vem

A chuva das duas frentes frias devem ocorrer principalmente sobre o Rio Grande do Sul. O mapa mostra o volume  de chuva esperado para o Sul até o dia 5 de agosto.

 

Possibilidade de neve na serra do RS e de SC
quinta-feira, 24 de julho de 2014

Possibilidade de neve na serra do RS e de SC

Está mantida a possibilidade de nevar nas serras do Rio Grande do Sul e de Santa Catarina entre a noite desta quinta-feira e a manhã desta sexta-feira, 25 de julho de 2014. Mas desta vez, se o fenômeno ocorrer, será apenas nas cidades com maior altitude, como São José dos Ausentes (RS), São Joaquim (SC), Urupema (SC) ou Urubici (SC). As cidades de menor altitude da serra gaúcha como Canela, Gramado ou Caxias do Sul estão fora desta possibilidade.

Umidade alta e temperatura em declínio

Para nevar é preciso que a atmosfera esteja muito úmida e fria. Por volta das 11 horas da manhã, estava chuviscando nas regiões serranas do Rio Grande do Sul e de Santa Catarina,  mas a temperatura ainda estava elevada, em torno dos 10°C. Mas o ar polar que já está forte no norte da Argentina avança sobre o Sul do Brasil no decorrer desta quinta-feira. Assim, as serras gaúcha e catarinense vão esfriar mais até a noite.

A umidade só deve começar a diminuir no decorrer da manhã desta sexta-feira. Aí, apesar do frio intenso, já não teremos mais condições para neve. No fim de semana, o frio será muito intenso e com geada que pode ser forte.

 

Temporais se espalham pelo Sul
quarta-feira, 23 de julho de 2014

A frente fria finalmente se posiciona ao largo da costa da Região Sul do Brasil e organiza nuvens carregadas na maior parte do Estado do Rio Grande do Sul, oeste de Santa Catarina e sudoeste do Paraná.

Radar meteorológico de Santiago-RS às 08h26 (REDEMET)

 

As áreas em vermelho indicam chuva forte, as em amarelo indicam chuva moderada. Em verde e azul há a presença de chuva fraca ou muito fraca. As pancadas de chuva vêm acompanhadas de raios e ventania. Em Santa Marta e Xanxere ambos em Santa Catarina, as rajadas de vento já alcançaram os 70 km/h.

E na quarta-feira (23) ainda há condições para novas pancadas de chuva em toda a Região Sul do Brasil. Na quinta-feira (24) a frente fria avança para o Sudeste, mas ainda segue a condição de chuva fraca em algumas cidades principalmente do norte gaúcho até o sul do Paraná. Há uma chance de neve entre a noite de quinta-feira (24) e a madrugada de sexta-feira (25), mas a neve ocorre nas cidades mais altas da serra gaúcha e catarinense, como por exemplo Urupema e Urubici.

Temporais se espalham pela Região Sul
quinta-feira, 17 de julho de 2014

A passagem de uma frente fria pela Região Sul já provocou temporais em diversos municípios do Rio Grande do Sul durante a manhã da quinta-feira (17). Os acumulados de chuva subiram bastante e podem ser observados na tabela abaixo.

 

 Ao longo da tarde as áreas de instabilidade se espalharam pelos demais Estados da Região Sul. As rajadas de vento se intensificaram tanto sobre Santa Catarina quanto sobre o Estado gaúcho.

 

O oeste do Paraná também tem um aumento de nebulosidade, em Planalto choveu 15,6mm em apenas uma hora. Ainda há previsão de chuva em todo a Região Sul durante a próxima noite, até mesmo Curitiba terá pancadas que podem ocorrer com forte intensidade.

Na sexta-feira (18) a frente segue m direção ao Sudeste e a chuva fica concentrada entre o centro-leste de Santa Catarina e no Paraná, principalmente ao durante a manhã. O Rio Grande do Sul terá alguma variação de nebulosidade. que não encobrirá completamente o sol, não há previsão de chuva.

Quinta-feira com tempo instável no Sul
quinta-feira, 17 de julho de 2014

Um sistema de baixa pressão na costa gaúcha vai formar uma nova frente fria ao longo desta quinta-feira. O sistema frontal vai deixar o tempo carregado em grande parte das áreas gaúchas e há condições para pancadas de chuva. A temperatura ainda não vai cair muito e a sensação será de abafamento para esta época do ano. Em Santa Catarina e no Paraná, as nuvens também aumentam ao longo do dia e chove até o fim do dia. Amanhã, sexta-feira, a frente fria já vai se afastar rapidamente do Sul e muda o tempo em São Paulo. No Rio Grande do Sul, no sul e centro-oeste de Santa Catarina e no sudoeste do Paraná, uma forte massa de ar seco ganha força e o tempo abre. A temperatura começa a cair ao longo do dia nessas áreas com a entrada do ar polar. No final de semana, essa massa de ar polar vai dominar as condições do tempo no Sul do país e vai fazer bastante frio. Os dias começam com geada nas áreas da Campanha gaúcha, no centro e norte do Rio Grande do Sul e além das áreas de serra. Tanto o sábado como também o domingo também amanhecem com geada no centro-oeste de Santa Catarina e no sul do Paraná. No domingo, o frio aumenta ainda mais no Paraná, e pode gear inclusive em Curitiba.

RS e SC com mais frio e geada nesta terça-feira
segunda-feira, 7 de julho de 2014

A massa de ar seco polar que ganhou força no Sul do País favoreceu a diminuição de nebulosidade e trouxe de volta o frio mais acentuado para o Rio Grande do Sul e parte do interior de Santa Catarina. A segunda-feira (07) amanheceu bem fria em muitas áreas gaúchas, até com registro de geada em Santa Maria, Encruzilhada do Sul e em Pelotas de acordo com as observações do Instituto Nacional de Meteorologia (INMET). Essa massa polar ainda vai influenciar grande parte da Região nesta terça-feira. O resfriamento será um pouco intenso na próxima madrugada e há previsão de geada fraca a moderada em muitas áreas do interior gaúcho e também em regiões de serra e de planalto catarinenses. No Paraná a temperatura também cai bastante, especialmente no sul e no oeste do Estado, porém não há risco de geada.

Feira vai ficar mais cara em Santa Catarina
quinta-feira, 3 de julho de 2014

por Patrícia Pinheiro

As chuvas que castigaram o oeste de Santa Catarina no mês de junho tiveram forte impacto no setor agrícola.  Segundo levantamento da Federação do Trabalhadores na Agricultura do Estado de Santa Catarina (Fetaesc), os prejuízo aconteceram nas lavouras, no transporte e no   armazenamento dos produtos.

O trigo, as verduras e os legumes foram os mais afetados e o aumento no preço de produtos como o alfece, o brocólis, a couve-flor, o tomate e a cebolinha já deve ser sentido no bolso dos consumidores já nos próximos dias.

No caso do trigo, alguns produtores até recuaram no plantio. Nas prateleiras o aumento estimado do grão é de 5%. Outro setor afetado foi a produção leiteira. Segundo dados da Fetaesc, o preço do leite também sofrerá um aumento projetado em 5%.

Nos próximos Santa Catarina volta a ter chuva com o avanço de uma frente fria. Porém desta vez, não são esperados volumes elevados que possam causar maiores danos.

Veja também:

>> Rio Grande do Sul em alerta de novo <<

Mais chuva sobre o Rio Grande do Sul
quarta-feira, 2 de julho de 2014

O Rio Grande do Sul e Santa Catarina foram os estados que mais sofreram com a chuva forte e volumosa na última semana de junho. A chuva parou na segunda-feira, mas o sol reapareceu forte só na terça e nesta quarta-feira. Mas a trégua da chuva para o Rio Grande do Sul já está acabando. A partir desta quinta-feira, uma nova frente fria começa a estimular nuvens carregadas sobre o Estado que vão provocar mais chuva. A situação é preocupante, pois a circulação dos ventos e o padrão de pressão sobre o Brasil nos próximos dias vai força a concentração da chuva sobre o Rio Grande do Sul. Os estados de Santa Catarina e do Paraná serão poupados desta vez.

A meteorologista Josélia Pegorim explica como ocorre este bloqueio da chuva sobre o Rio Grande do Sul.

Balanço da Defesa Civil

O governo do Rio Grande do Sul em parceria com o Ministério da Integração Nacional já começou a repassar aos municípios atingidos pelas chuvas volumosas e transbordamento do Rio Uruguai e afluentes, os kit de assistência humanitária. São kits que contém alimentos não perecíveis, colchão, cobertor, lençol, fronha e travesseiro, artigos de higiene pessoal e limpeza.

Segundo último boletim da Defesa Civil Estadual, serão repassados quase 8 mil kits totalizando R$ 700 mil. “Neste momento estamos com prioridades no auxílio ás famílias com a distribuição de kits que minimizam parte do sofrimento das pessoas atingidas pela chuva no Estado”, declarou o secretario chefe da Casa Militar e coordenador estadual de Proteção e Defesa Civil, coronel Oscar Luis Moiano.

Estão sendo atendidos os municípios que decretaram situação de emergência no começo da semana, entre eles Porto Xavier, Porto Mauá, Porto Lucena, Pinheirinho do Vale, Porto Vera Cruz, Irai, Barra do Guarita, Caiçara, Vicente Dutra, Tiradentes do Sul, Crissiumal e Esperança do Sul. Até o momento, 25 cidades decretaram emergência, 3.074 pessoas estão desabrigadas e 5.524 desalojadas.

-

Gosta de futebol?  -> Acompanhe o Tempo no Jogo, o canal da Climatempo na Copa 2014. De olho na bola e no tempo! Participe!

Clique o tempo na Copa: #temponojogo

Chuva começa a dar trégua em SC
domingo, 29 de junho de 2014

O sistema de baixa pressão se deslocou e agora está no mar, ao largo da costa do Rio Grande do Sul. Aos poucos a massa de ar polar avança pela Região Sul e as nuvens carregadas estão saindo de Santa Catarina.

Neste domingo há previsão de pouca chuva para o Estado. O alerta hoje é para o mar agitado e ventos de moderada a forte intensidade na serra e litoral.

Por causa do avanço do ar polar a temperatura tende a cair muito nos próximos dias.

Por causa do frio, na terça (01) e na quarta-feira (02) há condições para a formação de geada na serra e no planalto catarinense. O frio também vai favorecer a formação de nevoeiro no começo das manhãs. Mas logo que o nevoeiro se dissipar o predomínio será de sol.

Chuva forte no Vale do Itajaí e litoral de SC
sábado, 28 de junho de 2014

Nuvens carregadas de um sistema de baixa pressão estão avançando sobre Santa Catarina e se deslocam pelo Vale do Itajaí e litoral.

A imagem do radar meteorológico das 14h45 (horário de Brasília), mostra muitas áreas de chuva nestas regiões.

No decorrer desta tarde e noite de sábado, a chuva será constante no Vale do Itajaí e no litoral catarinense. Há condições de chuva forte e que pode acumular grandes volumes até o final do dia. A Climatempo alerta para o risco de alagamentos e deslizamentos de terra. A população deve seguir as orientações da Defesa Civil.

Chuva diminuiu no Oeste do Estado

Durante esta semana a chuva foi frequente em Santa Catarina. Os maiores acumulados foram registrados sobre o oeste do Estado e provocaram muitos problemas. Segundo a Defesa Civil, 29 municípios decretaram Situação de Emergência.

A chuva ainda não parou no oeste catarinense, mas já diminuiu muito em intensidade e não mais risco de temporais nesta região. No domingo, pode apenas chover de forma leve pela manhã. Na segunda-feira o sol predomina e o tempo fica seco, mas com frio intenso na região. Há condições para geada na madrugada de terça-feira.