Posts com a Tag ‘santa catarina’

+ aumentar e diminuir fonte -
Santa Catarina e Paraná terão mais chuva
quinta-feira, 5 de março de 2015

Todos os estados do Sul do Brasil tiveram eventos de chuvas fortes e volumosas esta semana, mas Santa Catarina e Paraná tiveram um maior número de ocorrência de temporais. Nesta quinta-feira, voltou a chover forte sobre a Grande Florianópolis e Grande Curitiba. Na capital do Paraná, o Instituto Nacional de Meteorologia registrou 45 mm de chuva apenas entre 15h e 22. Em Itajaí(SC) no mesmo período choveu 49 mm.

 

Nos próximos dias, a intensificação de áreas de baixa pressão entre o Paraguai, o Brasil e a Argentina e também no mar, entre São Paulo e Santa Catarina, vai estimular a formação de mais áreas de instabilidade sobre o Sul. Porém, a maior quantidade de nuvens carregadas deve passa sobre o Santa Catarina e Paraná provocando vários temporais.

 

A meteorologista Josélia Pegorim analisa a chuva sobre o Sul nos próximos dias e alerta para a chuva forte.

 

Chuva forte e raios entre SC e RS
sábado, 21 de fevereiro de 2015

Nuvens carregadas voltaram a crescer entre Santa Catarina e Rio Grande do Sul nesta tarde. O radar meteorológico do Morro da Igreja, operado pela Aeronáutica, mostra áreas de chuva forte nas áreas de Planalto e Serra dos dois Estados, além de chuva moderada a forte no leste de Santa Catarina. Sensores de descargas elétricas mostram grande incidência de raios nessas regiões.

Carnaval termina com sol no litoral de SC
segunda-feira, 16 de fevereiro de 2015

A chuva já causou muitos estragos neste Carnaval em diversas regiões de Santa Catarina, mas especialmente no litoral catarinense. Estradas bloqueadas, deslizamento de terra, enchentes e um grande prejuízo financeiro para o setor de turismo do Estado são alguns dos efeitos negativos da chuva intensa do Carnaval.

Voltou a chover forte sobre o litoral do Paraná no fim da tarde da segunda-feira, 16. Segundo o Instituto Nacional de Meteorologia choveu 56,4 mm na Ilha do Mel etre 17h e 19h

Segundo o Epagri-Ciram, órgão de monitoramento meteorológico e hidrológico do governo de Santa Catarina, em 120 horas, entre 07h do dia 11/02/2015 e 07h do dia 16/02/2015 choveu 291 mm de chuva sobre Florianópolis, mais do que a média normal de chuva para todo o mês de fevereiro que é de 218 mm.

 

 

As áreas de instabilidade que provocaram a chuva forte e volumosa já enfraqueceram bastante sobre o Sul do Brasil. Além de Santa Catarina, o Paraná também sofre com temporais. O Rio Grande do Sul não teve problemas com a chuvarada desta vez.

A instabilidade enfraqueceu e a chuva diminui. O Carnaval 2015 termina com pouca chuva em Santa Catarina e na maioria das áreas do Sul. Apesar da nebulosidade o dia todo, o sol aparece também nas praias. Pancadas de chuva ainda devem ocorrer na tarde e noite desta terça-feira em quase toda a Região Sul, mas só há preocupação com chuva forte no norte e leste do Paraná.

Uma nova frente fria avança sobre o Sul ente quinta e sexta-feira mas não deve trazer muita chuva.  O mapa mostra a estimativa de chuva para o Sul até o dia 21 de fevereiro. O tom de vermelho-terra indica pouca chuva acumulada, abaixo de 50 mm no total.

 

Confira a análise da distribuição de chuva sobre o Brasil para os próximos 15 dias, com meteorologista César Soares.

 

 

 

Falta de chuva aumenta a procura por energia solar

Dê seu depoimento na campanha BR: vida sem água

Alerta para alagamentos e deslizamentos no PR, em SC e em SP
sábado, 14 de fevereiro de 2015

Alerta válido até as 22h do dia 15 de fevereiro de 2015

 

A passagem de uma frente fria e a formação de um sistema de Baixa Pressão favorecem a formação de nuvens carregadas sobre o leste do Paraná, no sul e no litoral de São Paulo e no Vale do Itajaí em Santa Catarina.

Com a chuva persistente, e com até forte intensidade em alguns momentos, é alto o risco para alagamentos e deslizamentos nessas regiões. A seguir os mapas de chuva acumulada prevista entre a tarde deste sábado e a noite de domingo.

 

 

 

 

Chuva preocupa em Santa Catarina e no Paraná
sexta-feira, 13 de fevereiro de 2015

A chuva preocupa neste Carnaval no Paraná e em Santa Catarina. Os dois estados tiveram uma semana marcada por temporais, apesar das muitas horas com sol forte. Além da chuva volumosa, as nuvens carregadas que passaram sobre os dois estados provocaram ventania e muitos raios.

Durante o fim de semana de Carnaval, o risco de novos temporais é bastante elevado. Uma frente fria fica próxima ao litoral paulista e áreas de baixa de pressão atmosférica se intensificam sobre o Paraguai e também sobre o mar, na costa de São Paulo. Nesta situação, a circulação dos ventos gerada por estas baixas pressões vão ajudar a formar grandes áreas de nuvens carregadas em toda a região entre o Paraguai, o Mato Grosso do Sul, São Paulo e Santa Catarina.

 

As áreas de instabilidade ficam ativas durante todo o fim de semana e devem provocar muita chuva em diversas áreas de todos estes estados. Com a chuva que já foi acumulada nos últimos dias, o risco de alagamentos e deslizamento de terra é grande.

No Paraná, o risco de chuva volumosa e que poderá causar transtornos é alto em todo o Estado. Em Santa Catarina, a maior quantidade de chuva é esperada para a o planalto norte, vale do Itajaí e litoral norte. Há risco de chuva intensa também sobre a Grande Florianópolis.

As áreas de instabilidade devem enfraquecer na segunda-feira, mas fortes pancadas de chuva ainda poderão ocorrer até a terça-feira.

Chuva volumosa

Só no fim da tarde de sexta-feira, 13, o Instituto Nacional de Meteorologia registrou quase 70 mm sobre Morretes, no litoral paranaense, sendo que 52,8 mm caíram em apenas 1 hora. É um volume de chuva extremamente elevado para um período de tempo tão curto.

Em Santa Catarina, o Epagri-Ciram registrou mais de 40 mm acumulados em 24, entre os dias 12 e 13 de fevereiro, em muitas áreas catarinenses. Em Concórdia choveu 108 mm.

 

 

Mar agitado

Durante o domingo, 15, o mar começa a ficar agitado na costa sul do Brasil.  Descubra a melhor onda e a sua tribo no Climasurf.

Confira a previsão com a meteorologista Josélia Pegorim

 

Participe do Desafio #Fotografeotempo! É tempo de folia!

Confira como será a distribuição de chuva sobre o Brasil nos próximos 15 dias

Confira a previsão para o Carnaval em todo o Brasil

Sexta-feira com mais temporais no Sul
quinta-feira, 12 de fevereiro de 2015

A semana tem sido marcada por calor no Sul do Brasil, manhãs de sol,  tardes e noites com temporais.

A chuva volumosa preocupam durante o Carnaval e deve causar transtornos especialmente sobre o Paraná e Santa Catarina. Nesta sexta-feira, uma nova frente fria avança pelo litoral da Região Sul e se junta com outra frente fria que passou a quinta-feira quase parada ao largo do Rio Grande do Sul e de Santa Catarina.

 

A nova frente fria formada desta união avança então para o litoral paulista durante a sexta-feira, 13, mas deixa parte de sua instabilidade sobre o Sul. Grandes áreas de instabilidade voltam a se formar sobre o Sul e os temporais devem se espalhar novamente, mas em especial sobre Santa Catarina e Paraná.  Curitiba e Florianópolis devem sofrer de novo com a chuva intensa.

As áreas de instabilidade desta frente fria vão ficar bloqueadas sobre parte do Sul durante quase todo o Carnaval mantendo o Paraná e Santa Catarina com muitas nuvens e chuva no fim de semana. Há risco de chuva forte e volumosa que pode causar alagamentos e queda da barreira no litoral e Grande Curitiba.

O Rio Grande do Sul é o estado que menos sofrerá com a chuva neste Carnaval. Só a sexta-feira será de alerta. De sábado e até a terça-feira, os gaúchos vão poder contar com sol em grande parte do dia. As pancadas de chuva serão mais prováveis nas cidades serranas pelo litoral.

 

v

 

Mar agitado

Atenção com o mar agitado durante o Carnaval. Confira as informações com a meteorologista Josélia Pegorim.

 

 

Região de Itapoá (SC) tem alto risco de chuva forte no Carnaval. Foto de Neusa Lopes em 13-1-2015

Frente fria ainda provoca chuva no Sul
quarta-feira, 11 de fevereiro de 2015

Fortes áreas de instabilidade associadas a passagem de uma frente fria trouxeram chuva para o Estado do Rio Grande do Sul na terça-feira (10).

Nas imagens do satélite meteorológico é possível ver um enfraquecimento das áreas de chuva. O aeroporto Salgado Filho, em Porto Alegre, registrou chuva fraca ao longo da manhã de hoje.

Clique na imagem e veja imagens de satélite de todo o Brasil

Ao longo do dia mais áreas de instabilidade vão se espalhar pela Região Sul e há o risco de temporais especialmente sobre Santa Catarina e no Paraná.

A chegada de uma nova frente fria vai organizar melhor as áreas de instabilidade e trazer a condição de chuva persistente sobre o Rio Grande do Sul a partir da quinta-feira (12). Na sexta-feira (13) grandes volumes de chuva serão esperados no norte gaúcho, Santa Catarina e sudoeste do Paraná.

Frente fria muda o tempo no Sul
terça-feira, 10 de fevereiro de 2015

As áreas de instabilidade começam a avançar pela Região Sul do Brasil e já provocam temporais na Fronteira Oeste gaúcha. Nas imagens do satélite meteorológico é possível ver o avanço das nuvens carregadas em tons de azul e branco.

Clique na imagem e veja imagens de satélite de todo o Brasil

Até o final da terça-feira (10), as áreas de instabilidade se espalham por toda a Região provocando pancadas de chuva que podem vir com  forte intensidade.

 

Mais chuva nos próximos dias

A frente fria se afasta para o oceano, mas a umidade no ar ainda vai provocar chuva principalmente sobre o Rio Grande do Sul. Há o risco de temporais em toda a Região Sul a partir do período da parte.

Uma nova frente fria vai passar pela Região a partir da quinta-feira (12) e aumentar o risco dos temporais e os volumes acumulados de chuva. Há previsão para alagamentos e inundações.

Mais chuva na Região Sul
quarta-feira, 4 de fevereiro de 2015

Áreas de instabilidade ainda se espalham por algumas áreas da Região Sul e provocam pancadas de chuva com forte intensidade nas Missões Gaúchas e em algumas áreas do centro catarinense, sul e leste do Paraná. Nas imagens do satélite meteorológico é possível ver o avanço das nuvens carregadas que se deslocam do oeste em direção ao leste, como encontram uma atmosfera aquecida há o favorecimento da formação de nuvens carregadas que podem ser vistas nos tons em branco e azul.

Clique na imagem e veja o satélite de todo o Brasil

A cidade de Palmeira das Missões no Rio Grande do Sul registrou um total de 68,5mm em apenas duas horas. Durante os próximos dias, a tendência é de enfraquecimento das áreas de instabilidade. A chuva ainda vai acontecer, mas de forma localizada e rápida, o que é típico do verão. Somente o centro-leste catarinense e do Paraná tem uma condição de tempo instável e chuva a qualquer momento, mas as instabilidades desta vez serão organizadas pela circulação de ventos do mar e não do interior como o observado até o momento.

A presença da Alta da Bolívia também pode organizar instabilidades, saiba como funciona o sistema com o meteorologista César Soares.

Sul tem mais chuva
terça-feira, 3 de fevereiro de 2015

Atualizado às 23h de 3/2/2015

Nuvens bastante carregadas voltam a crescer sobre o Sul do Brasil trazendo mais chuva forte, com raios e intensas rajadas de vento. Além do ar quente e úmido que predomina sobre a Região, há uma tendência de gradual queda da pressão atmosférica , o que facilita a formação de nuvens carregadas.

Os temporais nesta quarta-feira devem ser observadas principalmente sobre o Paraná e sobre Santa Catarina.

A presença de um sistema de baixa pressão atmosférica vai favorecer a organização de mais instabilidade especialmente sobre o Paraná, onde são esperados grandes volumes acumulados de chuva a partir da quinta-feira (05). Porém, todo o litoral da Região Sul deve ficar em atenção para fortes rajadas de vento entre entre os dias 5 e 7 de fevereiro, por causa da intensificação deste sistema de baixa pressão sobre o mar.

O mapa mostra a estimativa de chuva para os próximos 5 dias no Sul do Brasil.

Durante a terça-feira, áreas de instabilidade avançaram da Argentina e do Paraguai para o oeste da Região Sul do Brasil e provocaram temporais na Fronteira Oeste Gaúcha.

Clique na imagem e veja imagens de satélite de todo o Brasil

Ventou forte no litoral. Segundo informações das estações automáticas do INMET, em Mostardas as rajadas de vento chegaram aos 57 km/h.

O ar seco vai ganhar força especialmente sobre o Rio Grande do Sul, onde o risco de chuva diminui a partir da quarta-feira (04).

Perobal (PR) 3-2-2015 por Rodrigo