Posts com a Tag ‘Vale do Rio Doce’

+ aumentar e diminuir fonte -
Frente fria provoca chuva forte no vl. do Rio Doce (MG)
domingo, 25 de maio de 2014

Uma frente fria avançou pelo leste da Região Sudeste mudando o tempo no Espírito Santo e também no leste e nordeste de Minas Gerais. O ar quente que predominava sobre a região em choque com o ar úmido e frio que veio com a frente fria gerou nuvens carregadas que provocaram chuva moderada a forte.

O Instituto Nacional de Meteorologia registrou 52 mm sobre Caratinga ente 1 hora da madrugada e 9 horas da manhã deste domingo. Isto é a mais do que a média de chuva normal para todo o mês de maio, que varia de 30 mm a 40 mm. Em Timóteo choveu 40 mm no mesmo período e por volta das 7horas a chuva se intensificava sobre Aimorés, que acumulou quase 4 mm entre 7 e 8 horas.

 

 

 

O domingo segue instável sobre o Espírito Santo e no vale do rio Doce, com céu nublado e chuva de fraca a moderada intensidade. A temperatura segue amena. Houve uma grande queda devido ao aumento da nebulosidade, chuva e entrada de ar polar.

Confira a previsão para os próximos dias,pois outra frente fria deve atingir o Espírito Santo e o nordeste de Minas Gerais.

ES: muito sol e pouca chuva no fim de 2013
sábado, 28 de dezembro de 2013

Nesta última semana, a Zona de Convergência do Atlântico Sul (ZCAS) perdeu sua configuração e permitiu a entrada de uma massa de ar mais seco sobre o Espírito Santo. A ZCAS é um sistema muito comum de ser observado no verão do Hemisfério Sul, e todos os anos acontece sobre o Brasil. Sua posição é que muda conforme as condições atmosféricas. Dessa vez o sistema ficou parado entre o Espírito Santo e Minas Gerais por quase duas semanas, provocando volumes excepcionais de chuva, que acarretaram em alagamentos, transbordamentos e deslizamentos de terra em várias áreas do Estado capixaba e também na região do vale do rio Doce, no leste de Minas Gerais.

O volume de chuva que caiu sobre Vitória em dezembro foi impressionante. Pela medição automática do Instituto Nacional de Meteorologia foram acumulados quase 722 mm, do dia 01 até o começo da manhã do dia 27 de dezembro. A média normal de chuva para dezembro em Vitória fica em torno de 195 mm. Somente entre os dias 22 e 23 de dezembro, o Instituto Nacional de Meteorologia registrou 178 mm de chuva na capital.

Mas a notícia é boa. Para os próximos dias uma massa de ar seco ganha força sobre o Espírito Santo e praticamente não chove no Estado até o dia 10 de janeiro. Com a entrada desse ar mais seco, a formação de nuvens é inibida e permite mais horas de sol. Isso ajuda a secar o solo e evaporar a água que está acumulada. No entanto, esse é um processo demorado.

Vale do rio Doce e norte/noroeste do Rio com menos chuva

A partir da semana que vem essa massa de ar seco ganha força e se expande, avançando também sobre o leste de Minas Gerais. O rio Doce transbordou e inundou as cidades de Colatina, Linhares e Governador Valadares. O norte e o noroeste do Rio de Janeiro também sofreram com inundações. No dia 23 de dezembro, o rio Muriaé em Laje do Muriaé e em Itaperuna entrou em “alerta máximo” devido ao transbordamento. O rio Pomba transbordou em Santo Antônio de Pádua e o rio Itabapoana transbordou em Bom Jesus do Itabapoana. A partir desta segunda-feira (30) o leste mineiro já fica com tempo mais aberto devido à massa de ar seco, e nos primeiros dias de janeiro esse sistema vai avançando também em direção à parte norte do Rio de Janeiro. Esse tempo mais seco deve permanecer até o final da primeira quinzena de janeiro.

Mais chuva sobre o ES até o fim da semana
segunda-feira, 23 de dezembro de 2013

A meteorologista Josélia Pegorim analisa os volumes de chuva que já ocorrera sobre o ES em dezembro e mostra que a previsão ainda indica chuva forte e volumosa para esta semana.

Chuva não dá trégua a Minas Gerais
quinta-feira, 19 de dezembro de 2013

Fortes pancadas de chuva voltaram a ocorrer no início da noite desta quinta-feira no nordeste de Minas Gerais. Em Serra dos Aimorés, o Instituto Nacional de Meteorologia registrou quase 78 mm de chuva em apenas uma hora, entre  18h e 19 h. Este volume de chuva é extremamente elevado para um período tão curto de tempo e com potencial para grande alagamento.

A região nordeste de Minas Gerais, onde estão os vales dos rios Doce e do Jequitinhonha que tem muitas cidades alagadas devido ao grande volume de chuva que vem caindo há uma semana, com a atuação da ZCAS – Zona da Convergência do Atlântico Sul.

Mas nesta na tarde desta quinta-feira, as áreas de instabilidade começaram a ganhar força também sobre o centro-sul de Minas Gerais. Em Passos, no Sul de Minas choveu quase 49 mm em apenas 2 horas, entre 17h e 19h.

A situação é de alerta para chuvas fortes e volumosas no fim da semana em diversas regiões mineiras. Há risco de chuva forte, mais enchentes e deslizamentos no estado nos próximos dias. No Natal, a chuva enfraquece sobre o Jequitinhonha e sobre o Doce, mas ainda poderá será forte nas outras áreas de Minas Gerais, inclusive sobre a Grande Belo Horizonte.

Confira a previsão do volume de chuva estimado para os próximos dias. O tom verde-escuro indica mais de 200 mm.

 

Impressionantes volumes de chuva sobre MG e ES
quinta-feira, 19 de dezembro de 2013

A atuação da ZCAS (Zona de Convergência do Atlântico Sul) sobre o norte de Minas Gerais e sobre o Espírito Santo vem provocando chuva forte e muito volumosa. Desde o dia 11 de dezembro, tem chovido mais 100 mm por dia em várias áreas destas regiões. O grande volume de chuva que vem caindo sobre as bacias dos rios Doce e Jequitinhonha causou o transbordamento de muitos rios, deixando cidades debaixo d´água.

O gráfico mostra alguns volumes de chuva registrados em 19 dias de dezembro pelo Instituto Nacional de Meteorologia, na medição automática, e a comparação com a média de chuva normal para dezembro. Em Linhares (ES) já choveu aproximadamente 470 mm, sendo que a média é de 190 mm. Em Vitória, capital do Espírito Santo, choveu quase 440 mm, para uma média de 195 mm. A cidade recebeu mais do que o dobro da média normal de chuva para dezembro.

A situação vai piorar,  pois há previsão de mais chuva até o domingo e com forte intensidade.

Rio Doce baixa em Linhares (ES)
segunda-feira, 16 de dezembro de 2013

Segundo o boletim emitido pelo Serviço Geológico do Brasil às 13 horas desta segunda-feira, 16 de dezembro, o nível do rio Doce, em Linhares, no Espírito Santo, baixou da cota da inundação. Ao meio-dia, a cota aferida foi de 375 cm, mas este valor ainda estava acima da cota de alerta que é de 350 cm.

Mesmo tendo baixado,  situação do rio Doce ainda é preocupante, pois há previsão de muita chuva no decorrer desta semana e o nível das águas poderá aumentar novamente.  Além da, presença de uma frente fria semi-estacionária entre o Espírito Santo e o sul da Bahia, a circulação dos ventos sobre o Brasil vai colaborar para a formação de nuvens carregadas,  que vão provocar muitas pancadas de chuva sobre a bacia do rio Doce no decorrer a semana. Há risco de chuva  forte.

Confira a previsão para a Região Sudeste 

Gráfico do rio do Doce em Linhares até 12 horas de 16 de dezembro de 2013

  Gráfico do rio do Doce em Linhares até 17 horas de 15 de dezembro de 2013

O mapa mostra a previsão do volume de chuva para a Região Sudeste até o dia 21 de dezembro. Muitas áreas da bacia do rio Doce devem receber de 100 a mais de 200 mm.

 

 

Vale do rio Doce terá mais chuva
sexta-feira, 13 de dezembro de 2013

Grandes volumes de chuva caíram sobre a bacia do rio Doce nas últimas 48 horas. Apenas entre 11 horas do dia 12 e 11 horas do dia 13 de dezembro de 2013, o Instituto Nacional de Meteorologia registrou 112 mm sobre Aimorés (MG) e 107 mm sobre Governador Valadares (MG). Capelinha (MG) registrou 82 mm e Linhares (ES), 74 mm.

A frente fria que trouxe a chuva forte desde a quarta-feira está entre o Espírito Santo, o norte de Minas Gerais e a Bahia e deve permanecer parada nesta região por vários dias. Isto vai manter e fortalecer as áreas de instabilidade que já provocam chuva sobre o vale do rio Doce.

O mapa mostra o volume de chuva previsto para os próximos 15 dias. A expectativa é de mais de 200 mm. Os rios da bacia do rio Doce vão receber muita chuva e a tendência é de elevação do nível dos rios.

Veja a previsão para a Região Sudeste

Muita chuva sobre o ES e vale do rio Doce (MG)
sábado, 7 de dezembro de 2013

Muita chuva sobre o Espírito Santo e vale do rio Doce (MG)

A chuva poderá causar grandes transtornos para a população do vale do rio Doce, em Minas Gerais, e também do Espírito Santo. As mais recentes simulações atmosféricas indicam que poderá chover em torno de 100 mm neste domingo em várias áreas. Se as previsões se confirmarem, vai chover em 24 horas mais ou menos metade da média de chuva normal para dezembro. Pelos registros do Instituto Nacional de Meteorologia, a média de chuva para dezembro no vale do rio Doce e em sobre o Espírito Santo varia de 150 mm a 250 mm.

Confira alguns valores:

Caratinga: 210 mm

Aimorés: 212 mm

Governador Valadares: 198 mm

Teófilo Otoni: 186 mm

O mapa mostra a estimativa dos volumes de chuva para até 12 de dezembro de 2013. O tom de verde escuro representa mais de 200 mm de chuva acumulados no período.

Em Vitória, capital do Espírito Santo, a média de chuva para dezembro é de aproximadamente 195 mm e para Linhares é d 190 mm.

A chuva deve ser forte e volumosa também em outras áreas da bacia do rio Doce, o que deve ocasionar uma grande elevação do nível dos rios.

Uma frente fria está próxima ao litoral do Espírito Santo e associada a áreas de instabilidade que já deixam muitas nuvens de chuva sobre Minas Gerais. A circulação dos ventos vai colaborar para intensificar estas áreas de instabilidade, gerando a chuva forte sobre o vale do rio Doce e também sobre o Espírito Santo.

Confira a previsão para a Região Sudeste. Vejas outras médias de chuva.

Mapa da bacia do rio Doce (Fonte: CPRM – Serviço Geológico do Brasil)

Dias úmidos no ES e no nordeste de MG
terça-feira, 10 de setembro de 2013

Tempo úmido no ES e no nordeste de MG

O ar está secando na maioria das áreas o Sudeste do Brasil, mas sobre o Espírito Santo e sobre o nordeste de Minas Gerais, a tendência é de aumento da umidade.

A circulação dos ventos em diversos níveis da atmosfera injeta mais umidade marítima nestas áreas e também concentra a umidade gerando nuvens de chuva fraca. Estas nuvens crescem no mar e avançam para o Espírito Santo, mas também se formam sobre o interior capixaba.

Embora com menor intensidade, o ar úmido do mar também para a região dos vales dos rios Doce e do Jequitinhonha, o que facilita a formação de muitas nuvens, mas com pouca chuva.

Esta situação deve persistir até a sexta-feira. Até lá, estas regiões no Sudeste terão sempre muitas nuvens e condições para alguma chuva fraca, principalmente nas áreas próximas do mar.

Umidade diminui no Sudeste
terça-feira, 20 de agosto de 2013

Uma massa de ar seco (sistema de alta pressão nos níveis médios e altos da atmosfera) se intensifica sobre o Sudeste do Brasil nos próximos dias. Isto vai fazer com que os níveis de umidade do ar voltem a baixar em toda a Região, dificultando o crescimento das nuvens e a ocorrência de chuva.

Nesta terça-feira observar-se muita umidade e nuvens sobre o Espírito Santo e sobre o nordeste de Minas Gerais, região do vale do rio Doce e do vale do Jequitinhonha. Durante esta próxima quarta-feira, a umidade tende a diminuir nestas áreas a medida que o centro de alta pressão se intensifica sobre o Sudeste.