Climatempo

Climatempo Meteorologia

Obter

ESPECIAL INVERNO 2016

publicidade

Entenda como o calor pode afetar o metabolismo

28/12/2015 às 09:32
por Redação
Atualizado 17/01/2016 às 14:25

Temperaturas mais altas favorecem o aumento de enxaquecas e de outros incômodos

Logo quando acordamos geralmente sentimos frio, e após o café da manhã, calor, reações que fazem parte do funcionamento do nosso metabolismo. Esse “sistema” possui basicamente duas funções: mudar ou produzir moléculas no nosso organismo.


O corpo humano é homeotérmico, ou seja, mantém a temperatura regulada em aproximadamente 36,1ºC, mas esse valor muda constantemente, ainda mais no verão quando as temperaturas são mais elevadas. Por isso, o metabolismo e o funcionamento dos órgãos são tão afetados nessa época do ano.

Os dias mais quentes afetam nossa vida mais do que imaginamos. As altas temperaturas podem ajudar a desencadear dores de cabeça, ou até mesmo enxaquecas, com mais frequência, já que o calor favorece a desidratação, a hipoglicemia e altera a pressão e os batimentos cardíacos. Para evitar esses problemas é recomendado manter-se bem hidratado, procurando lugares frescos e com sombras, além da ingestão de alimentos leves.

O calor afeta também o dia a dia de quem tem pressão arterial baixa. Com os termômetros nas alturas, ela tende a baixar ainda mais, chegando, às vezes, ao limite inferior. Por conta disso, essas pessoas são mais sujeitas a desmaios, tonturas e até crises convulsivas. Beber bastante líquido e comer alimentos com um pouco a mais de sal são boas opções para evitar que a pressão fique baixa. 

No verão, o corpo perde calor de uma forma mais rápida e, em decorrência disso, a digestão passa a ser mais lenta. Assim, o ideal é consumir alimentos mais leves, como saladas, frutas e carnes magras. Itens mais pesados como massas, pães e carboidratos em geral podem causar náuseas e outros incômodos.