Climatempo

Climatempo Meteorologia

Obter

ESPECIAL INVERNO 2016

publicidade

Saiba como evitar a desidratação em idosos

28/01/2016 às 14:00
por Redação
Atualizado 28/01/2016 às 14:02

Com o calor, aumentam as chances de os mais velhos sofrerem com esse problema; algumas dicas podem ajudar a garantir um verão tranquilo para a faixa etária

 

O verão é ideal para aproveitar as altas temperaturas com muito sol, sombra e água fresca. Porém, com o forte calor recorrente na estação, é preciso prestar atenção na hidratação, principalmente dos idosos. Se os mais jovens já sofrem com a influência dos termômetros nas alturas, o grupo que atende essa faixa etária, acima dos 60 anos, fica ainda mais vulnerável e, por isso, se desidrata com maior facilidade durante os dias quentes.


De acordo com a nutricionista da USP, Jackeline Queiroz, os sinais mais comuns do início da desidratação são pele seca e redução na produção de urina. Já os sintomas mais graves, vão desde a redução do peso corporal e desorientação, até as quedas e o aumento de infecções. “É importante que o idoso seja sempre monitorado por um profissional que esteja apto a reconhecer os primeiros sinais da desidratação e prevenir a evolução do caso”, afirma Jackeline. 



Para ajudar a minimizar os riscos, a especialista explica que, nessa época do ano, é fundamental cortar alguns alimentos do cardápio, principalmente aqueles que apresentam uma alta concentração de sódio. “Alimentos industrializados como embutidos, temperos prontos e pizzas devem ser evitados. Além disso, caso o idoso seja diabético, é preciso tirar também os alimentos que alterem a glicemia, pois muito açúcar no sangue contribui para aumentar o risco de desidratação”, diz. 


No calor, tudo que se implica na perda de água do organismo é um fator preocupante para a saúde dos idosos. Por isso, segundo a nutricionista, beber água é essencial. “Como os idosos têm dificuldades para consumir líquidos, a ingestão precisa sempre ser estimulada. São necessários ao menos 1,7 litros por dia para uma pessoa idosa”, conta.


Se você convive com algum idoso em casa, anote essas dicas e comece a colocá-las em prática o quanto antes. Afinal, um verão tranquilo e saudável é direito de todos, em todas as idades.