Climatempo

Climatempo Meteorologia

Obter

ESPECIAL INVERNO 2016

publicidade

Doenças que você pode pegar em piscinas e praias

08/02/2016 às 10:46
por Redação

Veja dicas importantes para proteger o corpo de verminoses, fungos e bactérias, muito comuns em piscinas e praias

Em um país tropical, as altas temperaturas do verão pedem praias, piscinas, lagos e, com isso, muito cuidado com a saúde também. É nessa época do ano que doenças como micoses, infecções de ouvido e olhos, além de inflamações, costumam aparecer em maior número. E uma das principais vilãs desses casos é a água. Sem tratamento adequado, ela favorece o aparecimento de fungos, bactérias, parasitas e germes que são responsáveis por esses e outros problemas.


Veja abaixo algumas dicas que a Climatempo separou para você se proteger e curtir o verão sem riscos.

Se a diversão for na piscina, um modo simples para se prevenir é confirmar se o clube, a academia ou o prédio onde está instalada exigem exame médico de seus frequentadores. Também é importante checar se há limpeza constante da água e o uso do cloro, que ajuda a matar os micro-organismos.

 

Em meio à ansiedade para dar aquele mergulho, esse processo pode parecer burocrático e chato mas, acredite, é a forma mais indicada para evitar uma série de doenças, como a hepatite A, diarreia, micose, frieira, molusco contagiosa (pequenas bolhas brancas ou rosas por todo corpo, bastante comum em crianças) e ainda infecções, entre as quais a conjuntivite, terçol e blefarite (inflamação nas pálpebras).


Mas e nas praias, rios e lagos? A dica para os banhistas nesses casos é evitar o empréstimo de roupas íntimas, toalhas, maquiagem, pente e até chinelos, pois eles já podem estar infectados. Tente também levar sua própria cadeira para a praia, já que esses produtos que passam por muitas mãos diferentes podem guardar alguns perigos. Se isso não for possível, use panos leves para evitar o contato direto. O mesmo vale ao sentar-se na areia.

 

Independentemente do ambiente, não fique descalço, principalmente em vestiários (nem mesmo na hora do banho) e sempre que puder troque as roupas de banho molhadas, pois a umidade e o calor aumentam a proliferação de doenças.

Se mesmo com todos esses cuidados você começar a perceber manchas na pele, sentir coceira ou inchaço em algum local do corpo procure um médico o mais cedo possível. Só por exame clínico é possível confirmar as doenças e começar o tratamento para voltar a aproveitar o verão novinho em folha.