Climatempo

Climatempo Meteorologia

Obter

ESPECIAL INVERNO 2016

publicidade

Para uma boa noite de sono

19/04/2016 às 11:26
por Redação
Atualizado 19/04/2016 às 11:43

A dificuldade para dormir pode envolver causas psíquicas ou orgânicas. É preciso avaliar a rotina na hora de deitar.

Dormir bem é fundamental para a saúde do ser humano. Segundo a Dra. Christina Tarabay, do Núcleo de Psico-Oncologia do A.C.Camargo Cancer Center, quando a pessoa não dorme o suficiente, há repercussões negativas tanto no aspecto físico quanto no psicológico. "A quantidade de horas necessárias para o repouso físico e mental varia conforme o indivíduo. Os adolescentes, por exemplo, necessitam de cerca de nove horas de sono para se recompor", diz.


A dificuldade de conciliar o sono pode ter causas psíquicas ou orgânicas. Segundo a Dra. Christina, nos dias atuais, uma das razões mais comuns apresentadas pelo paciente que sofre de insônia é o estresse. "A pessoa tenta dormir, mas não consegue desligar-se das preocupações, prejudicando o sono." A especialista alerta que três dias de insônia já são suficientes para prejudicar as atividades do dia a dia. Entre os problemas que o insone pode apresentar estão: cansaço, dificuldade de concentração e irritabilidade.


Antes de buscar ajuda médica, é preciso avaliar se a insônia não está ligada à adoção de uma rotina errada na hora de dormir. De acordo com a Dra. Christina, uma noite de sono tranquila começa com a prática de bons hábitos, como dormir e acordar sempre no mesmo horário, fazer refeições leves à noite e, além disso, não consumir bebidas alcoólicas ou que contenham cafeína, não fazer atividades que exijam concentração, pelo menos, uma hora antes de dormir, tomar um banho morno, deitar-se em uma cama confortável e utilizar cobertas adequadas ao clima.


Se mesmo com a adoção de bons hábitos a insônia persistir, a pessoa deve procurar ajuda médica. Antes de tudo, é preciso avaliar se a origem está em uma causa orgânica ou psíquica. "Os baixos níveis de serotonina, um neurotransmissor envolvido na comunicação entre os neurônios, pode ocasionar alterações do sono. Nesse caso, o médico pode indicar o uso de medicação, com dosagem muito bem controlada", afirma. Mas a causa da insônia também pode ser psíquica e, nesse caso, a psicoterapia ajuda a pessoa a identificar e enfrentar o problema.


Fonte:
A.C. Camargo
Psico. Christina Haas Tarabay - CRP 39983

Titular do Núlceo de Psico-Oncologia do A.C. Camargo