Climatempo

Climatempo Meteorologia

Obter

ESPECIAL INVERNO 2016

publicidade

A relação das bebidas quentes com o câncer

15/07/2016 às 10:53
por Redação

Você costuma tomar bebidas quentes diariamente? Cuidado! Veja nossas dicas.

Quanto mais avança o conhecimento sobre o que faz bem e o que faz mal para a saúde em relação aos hábitos alimentares, mais parece que há uma limitação no prazer de comer. E com as bebidas quentes a história não é diferente: ao consumir café, leite e chás - entre eles o chá verde e o chimarrão - deve-se ter atenção especial à temperatura das bebidas.


Isso porque, dizem pesquisas realizadas no mundo todo, as bebidas com temperaturas acima de 65ºC podem estar ligadas ao desenvolvimento de tumores na cavidade oral (lábios, língua, bochecha, céu da boca), faringe, esôfago e até mesmo estômago. Na outra ponta, a boa notícia é que o chá verde, sobretudo em temperaturas amenas, parece ser protetor contra o mesmo câncer de esôfago, particularmente em mulheres.


O médico titular Dr. André Luis de Godoy, do Núcleo de Cirurgia Abdominal do A.C.Camargo Câncer Center explica que os estudos epidemiológicos ainda não são conclusivos. Porém,  alerta que pesquisas feitas no Irã, em regiões onde o consumo do chá preto é altíssimo e a incidência do câncer de esôfago também, a ligação parece ser mais consistente. Segundo ele, o desenvolvimento do câncer pode estar ligado às inflamações agudas que as bebidas em alta temperatura podem causar na parede interna do esôfago. Se a frequência de consumo é alta, as inflamações podem se tornar crônicas, o que, teoricamente, pode levar a danos celulares e promover a formação do carcinoma epidermoide, tipo de tumor esofágico. 

"Além disso, testes mostram que beber água com temperatura superior a 54ºC pode potencializar o efeito de substâncias cancerígenas em contato com as mucosas da boca, faringe e esôfago, especialmente quando associada ao álcool e ao tabaco, conhecidos fatores de risco para o câncer nestes órgãos", afirma.

Ainda segundo Dr. André, no Rio Grande do Sul, onde o consumo de chimarrão é comum, estão as mais altas incidências de câncer de esôfago do país. A incidência também é alta no nordeste da Argentina e Uruguai, onde a tradição também é frequente. Porém, ainda não é totalmente esclarecido se a alta incidência da doença está relacionada à associação das altas temperaturas na ingestão dessa bebida, à quantidade ou à frequência do hábito, e/ou a um possível efeito carcinogênico (causador do câncer) da erva mate, ainda não comprovado.

Fonte: A. C. Camargo

Dr. André Luis de Godoy - CRM/SP 93115
Médico titular do Núcleo de Cirurgia Abdominal