Climatempo

Climatempo Meteorologia

Obter
publicidade

Chuva de granizo em julho é rara no Sudeste

27/07/2015 às 14:51
por Josélia Pegorim

Atualizado 27/07/2015 às 15:55

Moradores de Juiz de Fora, na região da Zona da Mata de Minas Gerais, viveram uma situação meteorológica muito pouco comum para julho na Região Sudeste: uma tempestade de granizo.

O evento ocorreu na noite do domingo, 27 de julho de 2015, e as fotografias compartilhadas pela população não deixaram dúvida da enorme quantidade de pedras de gelo que caiu em algumas áreas da cidade. Deu até para fazer um grande boneco de gelo!

   

 

 

Por que tanto gelo?

A ocorrência de granizo em julho não é comum no Sudeste porque normalmente temos o predomínio de ar seco sobre a região. A baixa umidade inibe a formação das grandes nuvens cumulonimbus que podem conter o granizo. O ar seco é associado a presença de alta pressão atmosférica que causa a subsidência do ar (movimento de ar de cima para baixo) que é uma condição fortemente inibidora do crescimento de nuvens. A subsidência é o movimento oposto ao necessário para a formação dos cumulonimbus, que precisam de forte movimento ascendente.

Porém, no fim de semana passado, a região de Juiz de Fora, e Zona da Mata Mineira de forma geral, estavam numa situação meteorológica diferente: muita umidade no ar, que começou a aumentar já no sábado, e a proximidade com um centro de baixa pressão atmosférica que estava no mar próximo ao litoral de São Paulo. A baixa pressão ajudou a concentrar a umidade para formar as grandes nuvens.

A imagem do radar meteorológico do Pico do Couto, operado pela Aeronáutica, mostra vários aglomerados de chuva forte (manchas vermelhas) na região entre A Grande Belo Horizonte, a Zona da Mata Mineira e o Rio de Janeiro que provocaram fortes pancadas de chuva.

 

Imagem do radar meteorológico do Pico do Couto (RJ) 26/07/2015 20h35

 

 

Ar seco e alta pressão voltam a predominar

O centro de baixa pressão atmosférica se movimenta em alto-mar afastando-se cada vez mais da costa do Sul e do Sudeste nesta terça-feira. Até a noite de terça-feira, uma alta pressão deve voltar a influenciar o leste de Minas Gerais. O ar seco ganha força sobre a Região no decorrer da semana e o nível de umidade vai baixar.

A semana que começou com chuva de granizo vai terminar com céu azul.

 

Entenda o que é a subsidência do ar

Confira a previsão de chuva para o Brasil para 15 dias