Climatempo

Climatempo Meteorologia

Obter
publicidade

O que vem por aí?

20/09/2015 às 15:30
por Michele Fernandes

A última semana foi marcada por tempo seco, temperaturas elevadas e calor intenso no Sudeste e Centro-Oeste do país. Além disso, por causa do bloqueio atmosférico que se estabeleceu sobre o Sudeste, a frente fria e - consequentemente - as chuvas ficaram restritas ao Sul. Foram observados temporais e elevados acumulados de chuva sobre o Rio Grande do Sul e Santa Catarina, principalmente.

 

Mas e nesta semana? Teremos alguma mudança significativa no tempo? Sabemos que a Primavera começa oficialmente às 5h40 da próxima quarta-feira, dia 23 de Setembro. Será que ela promete alguma mudança já nesta semana?

 

Infelizmente, as chuvas continuarão restritas ao Rio Grande do Sul. A constante formação de instabilidades no interior do continente, associadas a um sistema de baixa pressão atmosférica, vão continuar provocando chuva forte e volumosa no Estado gaúcho. Já em Santa Catarina e no Paraná, a massa de ar seco ganha força e mantém o tempo firme até pelo menos a quinta-feira.

 

No Sudeste e Centro-Oeste, por outro lado, o tempo quase não muda. A partir de quarta-feira, a circulação de ventos em baixos níveis da atmosfera provoca aumento de nebulosidade e pancadas de chuva entre a tarde e a noite em áreas do norte e oeste de Mato Grosso e oeste de Mato Grosso do Sul, mas a chuva ainda acontece de forma irregular e isolada sobre estas áreas. No restante da Região, bem como no Sudeste, as temperaturas continuam muito elevadas e o tempo continua seco, com umidade muito baixa no período da tarde.

 

No Nordeste, a semana será marcada por calor e tempo firme em quase todas as áreas. Só há condições para chuva fraca e isolada no litoral entre o Rio Grande do Norte e da Bahia, apenas. Apesar da chuva, não são esperados acumulados significativos. Já no Norte do país, o tempo vai ficar mais instável no oeste da Região; a chuva acontece com frequência sobre o oeste do Amazonas e Acre, onde são esperados os maiores acumulados de chuva.