Climatempo

Climatempo Meteorologia

Obter
publicidade

Furacão Joaquin (cat 3) deixa as Bahamas

02/10/2015 às 22:59
por Josélia Pegorim

Atualizado 02/10/2015 às 23:03

Depois de passar quase toda a sexta-feira praticamente parado na região das Bahamas, o furacão Joaquin começou a movimentar na noite desta sexta-feira, 2 de outubro, com tendência a se afastar das Bahamas. Mas o informe das 00:00 UTC (21 horas em Brasília) do Centro Nacional de Furacões dos Estados Unidos (NHC, em inglês) matinha quase todas as ilhas das Bahamas no nível de alerta máximo (warning), o que significa que esta região ainda sentia ventos e chuva com força de furacão.

 

 

 

 

Um avião de reconhecimento sobrevoou novamente a área de atuação de Joaquin e mediu ventos sustentados de 205 km/h, com rajadas mais fortes, e pressão mínima no centro de 943 hPa. O furacão Joaquin foi rebaixado para a categoria 3 na escala Saffir-Simpson, que vai de 1 a 5, mas continua sendo um sistema extremamente perigoso.

A análise do NHC das 00:00 UTC, (21 horas em Brasília) previa que Joaquin mantenha um deslocamento para nordeste no fim de semana, ganhando velocidade e perdendo força. Às 00:00 UTC, o furacão ainda estava lento e deslocava-se com em 7 km/h. Joaquin deve baixar de categoria até a noite do domingo.

 

 

 

 

Joaquin segue agora sobre águas oceânicas do Atlântico Norte relativamente afastado do continente, porém vai continuar neste movimento pelo menos até a terça-feira, ao largo da costa leste dos Estados Unidos. O sistema deve alcançar a região da Bermuda ainda no domingo. Novos ajustes na rota de deslocamento indicam que Joaquin vai avançar mais longe da continente do que se previa há dois dias. Mesmo assim, ele deve passar ao largo de Nova Iorque ainda como um furacão, embora enfraquecido.

 

 

 

Lembrança de Sandy

 

Os meteorologistas e nem a população de Nova Iorque querem reviver os estragos provocados pelo furacão Sandy, em outubro de 2012.S  Além do grande prejuízo material, a previsão meteorológica na época foi subestimada.

Joaquim será o segundo furacão a passar nas proximidades da região de Nova Iorque em três anos. Entre 24 e 29 de outubro de 2012, a costa leste norte-americana sentiu os efeitos devastadores do furacão Sandy que alcançou a categoria 3. Sandy afetou a Jamaica, Cuba, Bahamas, o Haiti, a república Dominicana e vários estados da costa leste dos Estados Unidos, entre eles Nova Iorque e Nova Jersey. Sandy se dissipou em 31 de outubro de 2012.

 

A meteorologista Josélia Pegorim comenta o movimento do furacão entre a sexta-feira e o começo da próxima semana.

 

Como o El Niño afeta a temporada dos furacões no Altântico?

 

banner-downburs-tornados