Climatempo

Climatempo Meteorologia

Obter
publicidade

Bermuda em alerta para o furacão Joaquin

04/10/2015 às 02:36
por Josélia Pegorim

Atualizado 04/10/2015 às 21:12

Joaquin volta para a categoria 4 e passa pela Bermuda

O furacão Joaquin segue ativo sobre as águas do Atlântico Norte e teve nova intensificação neste sábado, 3 de outubro. No boletim público das 03:00 UTC (00 hora em Brasília) de 4 de outubro de 2015, o Centro Nacional de Furacões dos Estados Unidos (NHC, em inglês) informou que Joaquin voltou a ser um furacão de categoria 4 na escala Saffir-Simpson (de 1 a 5), após ter sido rebaixado para a categoria 3 na noite de sexta-feira, 2 de outubro.

 

 

 

 

Como foi previsto, a velocidade de deslocamento de Joaquin aumentou muito nas últimas 24 horas. À meia-noite do domingo, 4 de outubro, pelas informações do NHC, a tormenta se deslocava com 31 km/h em direção às ilhas Bermudas. O centro do furacão estava a 620 km das Bermudas, onde já vigora o alerta de furacão (hurricane warning). A situação de “alerta de furacão” para uma região é com 36 horas de antecedência. Isto significa que em no máximo 36 horas, as Bermudas sentirão ventos e chuva com força de furacão.

 

 

 

 

Um avião de reconhecimento sobrevoou Joaquin e mediu ventos sustentados de 215 km/h, com rajadas mais fortes, e pressão mínima no centro de 944 hPa. O furacão Joaquin foi é um furacão de categoria 4 na escala Saffir-Simpson, que vai de 1 a 5 e é avaliado como extremamente perigoso.

A análise do NHC das 03:00 UTC de 4 de outubro de 2015, (00 hora em Brasília) prevê que Joaquin mantenha um deslocamento para nordeste nas próximas 48 horas deve enfraquecer. A previsão indica que o sistema passe ao largo de Nova Iorque ainda como um furacão na noite de segunda-feira, mas em alto mar, afastado continente.

 

 

 

 

Como o El Niño afeta a temporada dos furacões no Altântico?

 

 

banner-downburs-tornados