Climatempo

Climatempo Meteorologia

Obter
publicidade

Muita chuva sobre o Maranhão

01/01/2016 às 15:00
por Josélia Pegorim

Atualizado 01/01/2016 às 15:01

O estado do Maranhão, na Região Nordeste, teve as chuvas mais volumosas do Brasil no início de 2016. Volumes acima dos 40 mm foram observados em várias áreas do Estado. Em Bacabal choveu 71,6 mm, o que representa cerca de 30% do volume médio de chuva para janeiro.

 

 

 

A chuva que se espalhou sobre o Maranhão nas últimas 48 horas ajudou a diminuir os focos de fogo e a fumaça no ar que ainda eram amplamente observados no Estado em novembro e em dezembro porá causa da seca.

 

 

O primeiro fim de semana de 2016 ainda será com muitas nuvens e pancadas de chuva frequentes sobre o Maranhão. Há risco de raios e pode até chover forte novamente nas cidades do centro e norte do estado. Mas a partir de segunda-feira, 4, as condições para chuva aumentam no sul maranhense e diminuem nas outras regiões do estado. Uma frente fria chega ao sul da Bahia na segunda e vai forçar a concentração de instabilidade sobre o este estado.

 

 

 

A falta de chuva e o calor predominaram durante o ano de 2015. Faltou chuva até entre fevereiro e maio que normalmente os meses mais chuvosos no estado. Na capital, São Luís, choveu acima dentro ou acima da média apenas em março e em maio.

Mas as previsões para o verão de 2016 não é das mais animadoras. O fenômeno El Niño ainda está forte e vai comandar a chuva e a temperatura no país durante toda a estação. Um dos efeitos mais marcantes do El Niño é a redução da chuva sobre o Nordeste do Brasil. As modificações no fluxo dos ventos e na pressão atmosférica causadas pelo El Niño vão dificultar a ocorrência de chuva sobre a Região.

 

 

 

El Niño agrava a seca no Nordeste