Climatempo

Climatempo Meteorologia

Obter
publicidade

SP ainda terá muita chuva

13/01/2016 às 21:56
por Josélia Pegorim

Atualizado 14/01/2016 às 10:34

Grandes áreas de instabilidade atuam sobre São Paulo desde o fim de semana passado provocando chuvas fortes e volumosas em praticamente todas as regiões do estado.

Desde o início desta semana diversas cidades paulistas receberam 100 mm ou mais num período de 24 horas. A mais recente foi Ituverava, no norte do estado, onde o Instituto Nacional de Meteorologia registrou 138,0 mm de chuva no período entre 18 horas do dia 12 e 18 horas do dia 13 de janeiro.

Confira as cidades paulistas que acumularam 100 mm ou mais esta semana.

 

 

 

Nos próximos dias, o Estado de São Paulo sentirá a influência de várias áreas de baixa pressão atmosférica que ficarão quase paradas sobre o interior e perto do litoral paulista. A baixa pressão ajuda a formar as nuvens de chuva. Uma frente fria chega ao litoral paulista nesta quinta-feira, mas com pouco ar polar. Os paulistas vão continuar sentido o abafamento.

Chuvas volumosas ainda devem ocorrer até o domingo por todo o estado aumentando o risco de novos trasbordamento de rios e de córregos, incluindo aqueles na Grande São Paulo.

 

 

 

 

Culpa do El Niño

A chuva volumosa desta semana está caindo sobre regiões que já receberam muita chuva nos últimos quatro meses. Os mapas mostram a anomalia de chuva (diferença em relação à média) de setembro a dezembro de 2015. Os tons de azul indicam que a chuva superou a média histórica para o mês

 

Volumes de chuva da ordem de 100 mm em 24 horas são extremamente elevados e provocam grandes alagamentos em centros urbanos podendo também causar transbordamento de alguns córregos. Mas a chuvarada desta semana não pode receber toda a culpa das estradas, pontes e plantações que foram destruídas por causa do trasbordamento de rios e córregos. A maior culpa é da chuva da primavera de 2015. Desde setembro, as mudanças na circulação dos ventos causadas pelo fenômeno El Niño tem ajudado a provocar chuvas regulares sobre São Paulo e muitos temporais.

 

Trecho da rodovia Washington Luiz, sentindo interior -capital, interrompido pela água.

 

 

 

Rio Piracicaba transborda e alaga região da rua do Porto, em Piracicaba, local de lazer e ponto turístico da cidade.

 

 

 

 

 

Bananais alagados em Sete Barras pelo transbordamento do rio Ribeira de Iguape

 

 

 

 

 

Janeiro é o mês com maior média de chuva no Estado de São Paulo, mas nos dois últimos anos, 2015 e 2014, os janeiros foram secos e talvez muitos paulistas estejam agora estranhando toda a chuva de janeiro de 2016. Ela é normal e não dará trégua pelo menos até o domingo..