Climatempo

Climatempo Meteorologia

Obter
publicidade

Chuva diminui sobre BH e sol aparece

20/01/2016 às 21:57
por Josélia Pegorim

Atualizado 20/01/2016 às 21:58

Menos chuva

As imagens de satélite o começo da noite da quarta-feira, 20, ainda mostravam um grande área de nuvens carregadas cobrindo toda a faixa norte de Minas Gerais. Sobre a Grande Belo Horizonte, as nuvens já não estavam tão pesadas, mas a nebulosidade ainda era grande.

 

 

Mesmo com a diminuição da nebulosidade mais carregada, ainda não dá para descartar a chance de chuva sobre a Grande Belo Horizonte nos próximos dias. Porém, a chuva que ocorrer daqui para frente, pelo menos até a segunda-feira, deve ocorrer à tarde e em parte da noite, e não deve se prolongar por tantas horas como nos últimos dias. Há possibilidade de chuvas moderadas, mas os temporais ainda não voltam.

 

Um pouco de sol

As áreas de instabilidade sobre Minas Gerais enfraquecem devagar. O sol reapareceu na região do Sul de Minas e do Triângulo Mineiro e o mesmo deve ocorrer na Grande Belo Horizonte nos próximos dias. Os períodos com sol vão aumentando até o domingo e a temperatura sobe. O fim de semana deve ser com tardes quentes, com sol e as pancadas de chuva com raios à tarde e à noite. Até o domingo, o sol já estará aparecendo em praticamente todo o estado de Minas. A chuva diminui, mas não para e novos deslizamentos de terra poderão ocorrer.

 

 

 

 

Janeiro mais chuvoso desde 2013

Um janeiro normal é um mês de muita chuva (e problemas causados por ela) sobre Minas Gerais. Na escala anual, janeiro tem a segunda maior média de chuva na região de Belo Horizonte. Foram quase seis dias de chuva sem parar. A região da Grande Belo Horizonte ficou debaixo de chuva desde o dia 15 de janeiro e só nesta quarta-feira, 20, a chuva parou e a visibilidade melhorou. Segundo o Instituto Nacional de Meteorologia , do dia 1 até 10h do dia 19 de janeiro de 2016 choveu 272,2 mm sobre Belo Horizonte, na medição feita no bairro de Santo Agostinho, onde o Inmet faz coletas meteorológicas regulares desde março de 1910.

Pelo histórico de medições neste local, janeiro de 2016 está sendo o janeiro mais chuvoso desde 2013 quando choveu 426,8 mm. O volume de chuva já acumulado neste janeiro é o maior desde dezembro de 2013 quando choveu 495,0 mm.

 

 

 

Visibilidade nos aeroportos melhora

A forte névoa que se formou pelo excesso de umidade no ar, prejudicou muito a visibilidade nos aeroportos da Grande Belo Horizonte desde a tarde da sexta-feira passada, 15. O aeroporto internacional de Confins teve dezenas vôos cancelados e centenas de atrasos. Com a trégua da chuva nesta quarta-feira, a visibilidade melhorou e o aeroporto operou quase todo o dia no visual, com boa visibilidade. Mas com o ar ainda saturado de umidade, não se pode descartar a ocorrência de névoas fortes e nevoeiros especialmente no começo da manhã reduzindo a visibilidade. Isto pode ocorrer nas próximas 48 horas.

 

Guanhães registra maior chuva no Brasil em 2016

 

Confira a análise da chuva sobre o BR até o fim do mês