Climatempo

Climatempo Meteorologia

Obter
publicidade

Recordes e extremos de 22/01/16

22/01/2016 às 22:39
por Josélia Pegorim

Numa semana marcada por muita nebulosidade e chuva frequente, o ar esfriou sobre o Nordeste e várias capitais registraram as tardes mais frescas do ano. Na sexta-feira, 22,foi a vez de Teresina, capital do Piauí, ter a menor temperatura máxima até agora.

 

 

Já em Mato Grosso do Sul, a falta de nuvens nos últimos garantiu muitas horas com sol forte e o ar esquentou muito. A tarde de 22 de janeiro foi a mais quente do ano até agora em Campo Grande, capital do estado. Por causa da pouca nebulosidade à noite, a madrugada do dia 19 foi a mais fresca do ano.

 

 

 

A chuva não deu trégua a Minas Gerais e esfriou também em Belo Horizonte, que registrou nesta sexta a menor temperatura do ano.

 

 

 

 

Chuva de janeiro supera a média em MG

 

O Sul do Brasil passou a semana com sol forte e as tardes foram muito quentes em todos os estados. Mas uma mudança na direção dos ventos levou muita umidade para Curitiba, que gerou uma grande quantidade de nuvens. Com o céu nublado o dia todo e até chuva fraca, a tarde do dia  22 de janeiro foi a mais fria do ano na capital do Paraná.

 

 

 

Mas por causa da falta de nuvens durante a noite, com o ar seco predominando sobre o Sul do Brasil, esfriou mais na serra catarinense. Em Bom Jardim da Serra, a temperatura na madrugada do dia 22 foi de 7,1°C. Esta agora é a menor temperatura registrada em 2016 no Brasil. O recorde anterior era de 9,2°C em Nova Friburgo (5/01) e em Bom Jardim da Serra (21/01).

 

 

 

 

A maior temperatura no Brasil no dia 22 de janeiro foi de 37,8°C em Urucará, no Amazonas. Mas logo em seguida veio Pontes de Lacerda, em Mato Grosso, com 37,7°C.

Em Aracaju, capital de Sergipe, choveu 26,4 mm entre 10 horas do dia 21 e 10 horas do dia 22 de janeiro, pelo horário de Brasília. Foi o maior acumulado de chuva em 24 horas na cidade este ano.

 

Em Canto do Buriti, no Piauí, choveu 99,0 mm entre 10 horas do dia 21 e 10 horas do dia 22 de janeiro, pelo horário de Brasília. Foi o maior acumulado de chuva em 24 horas no país neste período.

 

Bahia debaixo d´água