Climatempo

Climatempo Meteorologia

Obter
publicidade

Risco de temporal diminui no Sul e continua no Sudeste

19/02/2016 às 00:19
por Josélia Pegorim

Atualizado 19/02/2016 às 10:56

O excesso de calor vem sendo um importante fator para a formação de nuvens muito carregadas que têm provocado temporais nos últimos dias, especialmente no Sul e no Sudeste. Além de muita chuva, estas nuvens provocaram também queda de granizo e fortíssimas rajadas de vento. Na quinta-feira, Icaraíma, no noroeste do Paraná teve rajada de 100 km/h

Em Ventania, no Paraná, choveu 83,2 mm entre 6h e 14h.

Em Valparaíso, em São Paulo, choveu 70,4 mm entre 13h e 17h.

Em Uberlândia, Minas Gerais, choveu 44,8 mm em apenas 1 hora! Cidade Gaúcha, no Paraná, teve 42,4 mm também em 1 hora de chuva.

A chuva caiu forte em Mato Grosso do Sul nesta quinta-feira. Em Sidrolândia choveu 57 mm entre 19h e 23 horas.

 

A imagem de satélite mostra o aglomerado de nuvens carregadas (mancha vermelha) no oeste do Paraná que gerou a ventania em Icaraíma.

 

 

Nesta sexta-feira, um sistema de alta pressão atua com mais força sobre a Região Sul e a chance de temporais diminui. A fronteira com o Uruguai tem maior chance de temporais por causa da aproximação de fortes áreas de instabilidade que estão vindo do leste da Argentina.

 

 

Mas um cavado permanece entre São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais e vai ajudar a formar mais nuvens carregadas em parte do Sudeste. As pancadas de chuva tendem a ocorrer especialmente à tarde e à noite. Este cavado vem atuando nos últimos dias, mas a tendência é de se afastar no mar no fim de semana.

O calor continua intenso em todo o Brasil nesta sexta-feira e no fim de semana. O Rio de Janeiro poderá registrar até 40ºC.