Climatempo

Climatempo Meteorologia

Obter
publicidade

Qualidade do ar "muito ruim" em SP

07/04/2016 às 19:57
por Josélia Pegorim

Olhando no horizonte, depois do belo dia ensolarado, a notícia ruim: a CETESB registrou qualidade do ar “muito ruim” por excesso de ozônio na zona leste da capital, na região do Itaim Paulista, e também no centro de Cubatão, no litoral.

 

Muitas outras áreas na Grande São Paulo, no litoral e pelo interior de São Paulo terminaram o dia com qualidade ”moderada” a “ruim”, em geral por causa da grande quantidade de ozônio.

 

 

 

Mas o que tem a ver o ozônio com o céu azul? É em dias assim, ensolarados, sem nuvens, que a concentração deste elemento químico aumenta na atmosfera.

O ozônio existe naturalmente na atmosfera, mas se torna um poluente perigoso para a saúde humana quando sua concentração aumenta nas camadas de ar próximas da superfície, que é onde está o ar que respiramos.

Ardência nos olhos, cansaço e irritação nas mucosas são efeitos negativos do excesso de ozônio no ar.

 

Excesso de sol gera aumento do ozônio

O excesso de insolação (número de horas de sol) dos últimos dias é o que vem causando o aumento da concentração de ozônio. O forte sistema de alta pressão que tem influenciado São Paulo nos últimos dias deixa o ar seco e reduz a nebulosidade, o que permite que o sol apareça forte por um número de horas acima da média normal.

É a intensa luz solar, por muitas horas consecutivas, que faz a reação fotoquímica na atmosfera que gera o ozônio.

Esta situação não vai mudar nos próximos dias. O que está ruim pode piorar até o domingo. Para melhorar a qualidade do ar é preciso ventar e chover um pouco. Isto pode ocorrer na segunda-feira, quando uma frente fria estará passando pelo litoral paulista. Mas a previsão é que esta frente fria passe longe do continente e tenha pouca influência sobre o estado de São Paulo.

O vento deve aumentar em várias regiões pelo interior, mas se ocorrer alguma chuva será apenas no sul e leste de São Paulo. A chuva poderá beneficiar a Grande São Paulo, o litoral, áreas no Vale do Ribeira e na região de Sorocaba.