Climatempo

Climatempo Meteorologia

Obter
publicidade

São Paulo pode ter abril mais quente em 73 anos

14/04/2016 às 22:32
por Josélia Pegorim

Atualizado 14/04/2016 às 22:42

 

O calor de abril de 2016 em São Paulo já chegou bem perto do recorde absoluto. No dia 9, a temperatura máxima alcançou 32,9°C, a segunda mais elevada para um dia deste mês desde 1943, quando o Instituto Nacional de Meteorologia iniciou as medições meteorológicas regulares no Mirante de Santana, na zona norte da capital paulista.

Em 14 dias, a temperatura baixou de 29°C apenas uma vez, mesmo assim foram apenas em dois décimos, 28,8°C no dia 4. A madrugada de abril mais fresca até agora teve temperatura mínima de 18,0°C

As temperaturas mínimas e máximas registradas na primeira quinzena de abril ficaram muito acima da média. As mínimas superaram cerca de 3,0°C o valor de referência e as máximas têm estado 5°C acima do valor médio climatológica.

Pelas medições do Instituto Nacional de Meteorologia, a atual média das temperaturas máximas registradas de 1 a 14 de abril foi de 30,7°C, sendo que média de máxima de referência climatológica para abril, no período de 1943 a 2015 é de 25,6°C.

A média das temperaturas mínimas em 14 dias foi de 19,6°C e a referência para abril é 16,3°C, também considerando o período de 1943 a 2015, portanto 73 anos de medidas.

 As tardes paulistanas estão 5,4°C mais quentes do que deveriam ser e madrugadas 3,5°C mais quentes.

 

Segundo o Instituto Nacional de Meteorologia, a maior média de temperatura máxima em um mês de abril, desde 1943, foi de 28,7°C no ano de 2002.

Confira as maiores médias de temperatura máxima em abril no período de 1943 a 2015, no Mirante de Santana, na zona norte da cidade.

 

Abril de 2002: 28,7°C

Abril de 2001: 28,3°C

Abril de 1990: 28,0°C

Abril de 2005: 27,6°C

 

Com este histórico térmico tão quente assim na primeira quinzena de abril, e com a continuidade do que calor que ainda se projeta para quase toda a segunda quinzena do mês, abril de 2016 tem uma chance enorme de ser o abril mais quente já observado em São Paulo desde 1943.

 

 

 

Sem chuva, sem ar polar

A chance de chover é muito baixa pelo menos até por volta do dia 24 de abril e até lá a cidade não vai receber nenhuma entrada de ar frio de origem polar. Além disso, com a tendência de baixa umidade do ar, a região da cidade de São Paulo passará os próximos 10 dias com poucas nuvens e muitas horas de sol forte para aquecer o ar.

A partir do dia 25 de abril há uma possibilidade  de que uma frente fria chegue com força ao litoral paulista trazendo muitas nuvens, chuva e um pouco de ar polar. Isto faria a temperatura ter uma forte queda e poderia manter os termômetros abaixo dos 30°C por uns três ou quatro dias. Mas mesmo que esta frente fria se confirme, chegaria muito tarde para reverter a tendência de alta extrema da temperatura que vem sendo observada até agora.

 

O gráfico mostra as temperaturas máximas registradas no Mirante de Santana de 1 a 14 de abril (linha cheia) e os valores projetados pela Climatempo até o fim do mês (linha tracejada). A linha amarela representa a temperatura máxima média de referência para abril que é 25,6°C (período de 1943 a 2015)