Climatempo

Climatempo Meteorologia

Obter
publicidade

Fim do bloqueio da ASAS está próximo

15/04/2016 às 23:10
por Josélia Pegorim

Atualizado 24/04/2016 às 11:41

Normalmente já ocorre em abril uma grande redução da chuva no Sudeste, no Centro-Oeste, em parte do Nordeste, no Paraná e no Tocantins. Mas este ano esta diminuição está sendo muito acentuada. Em muitas áreas destas regiões praticamente não choveu na primeira quinzena de abril.

A escassez da chuva e o calor excessivo de abril estão relacionados com a intensificação do sistema alta pressão subtropical do Atlântico Sul (ASAS) sobre o país. Os efeitos básicos da atuação prolongada da ASAS é a forte redução da umidade do ar e consequentemente da nebulosidade e da chuva.

 

No mapa de anomalia (diferença em relação à média) de chuva, apenas os tons de azul representam chuva acima da média.

 

 

Fortes correntes de ventos nos níveis elevados da atmosfera pararam nos últimos dias sobre o centro-leste da Argentina impedindo a passagem das frentes frias para o Sul do Brasil. O ar polar está sendo retido no sul da América do Sul.

 

Bloqueio causa enchente na Argentina e no Uruguai

 

Esta é uma situação de bloqueio atmosférico, mas que já tem época para terminar ou pelo menos enfraquecer. Isto deve ocorrer durante o feriado prolongado de 21 de abril. A partir do enfraquecimento do bloqueio, as frentes frias vão entrar de novo no interior da Região Sul e vão chegar também a algumas áreas do interior do Sudeste e do Centro-Oeste. Porém, a chuva que vier com estas frentes frias não será volumosa e não vai repor a chuva que não caiu em abril até agora.

 

A meteorologista Josélia Pegorim comenta sobre o enfraquecimento do bloqueio da ASAS e sobre algumas mudanças que vão ocorrer durante o feriado prolongado.

 

 

 

 

Confira a análise de chuva para o Brasil para os próximos 10 dias