Climatempo

Climatempo Meteorologia

Obter
publicidade

Rio vai esfriar, mas antes bate nos 40°C

22/04/2016 às 23:47
por Josélia Pegorim

Atualizado 23/04/2016 às 17:32

Com temperaturas entre 37°C e 39°C, a cidade do Rio de Janeiro foi não apenas a capital mais quente, mas o lugar mais quente no Brasil entre 16 e 22 de abril.

 

As temperaturas elevadíssimas foram medidas pelo Instituto Nacional de Meteorologia na zona oeste do Rio, onde ocorre um aquecimento extra por causa do relevo local. É o que os meteorologistas chamam de aquecimento adiabático. Mas nas outras regiões da cidade o calor também foi intenso e chegou aos 35°C quase todos os dias, sem chuva e sem a brisa para refrescar um pouco.

O calor intenso vem sendo sentido por toda a população do estado do Rio de Janeiro e só mesmo as cidades serranas têm tido madrugadas frescas.

 

 

O estado do Rio de Janeiro vai esfriar no fim desta próxima semana, mas antes a capital fluminense poderá alcançar os 40°C, o que  não é comum em abril. A queda da temperatura virá com chuva, ventos fortes e uma considerável dose de ar polar durante os dias de influência de uma grande e forte frente fria, mas só no fim da semana que vem, na quinta e na sexta-feira.

Muitos cariocas e fluminenses só vão acreditar na previsão quando o tal do ar polar intenso já estiver atuando, mas a força desta massa de ar frio é até para bater os recordes de frio do ano até agora. Isto significa fazer a temperatura na cidade do Rio baixar de 25°C. A última vez que a temperatura baixou de 30°C foi em 16 de março.

Além da queda da temperatura, a população do Rio de Janeiro deve ficar atentar para situações de chuva forte com ventania que não ocorreram ainda em abril.

 

É hora de dar tchau para o calorão.

 

Antes do frio chegar

Antes desta virada radical, tem um fim de semana com sol forte, muito calor, céu quase todo azul e o mar sem perigo de ressaca. As ondas diminuem e a previsão é que fiquem entre 0,5m e 1,0m. As preocupações com chuva, raios e ventos vão começar na terça-feira.

 

 

Confira o alerta para a mudança no tempo no Brasil