Climatempo

Climatempo Meteorologia

Obter
publicidade

Ar seco predomina na maior parte do SE, CO e NE

04/05/2016 às 15:57
por Angela Ruiz

Nesta quinta-feira o ar mais seco vai predominar sobre quase todo o Sudeste, Centro-Oeste e parte do interior do Nordeste. As temperaturas ficam altas em algumas cidades destas regiões e o alerta é para baixa umidade relativa do ar com índices perto ou abaixo de 30%.

 

Na tarde de terça-feira, de todas as estações medidoras do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), a estação da cidade de Caracol no Piauí, registrou a menor umidade relativa do ar pelo país com 14%, seguido de Jales no noroeste paulista: 19% e Valparaíso, interior do estado de São Paulo, com 16% de umidade.

 

Até o fim de semana, os níveis de umidade vão baixar um pouco mais em áreas do Sudeste, Goiás, Distrito Federal, Tocantins e interior da Bahia, Piauí, Maranhão e Pernambuco. A população vai sentir os efeitos do tempo seco. É recomendável ingerir bastante liquido e evitar praticar exercícios físicos entre 10 e 16 horas.

 

Tempo seco x Queimadas

 

Com o tempo seco outro problema começa a trazer problemas no Brasil Central. O número de focos de queimada aumenta nesta época do ano. Com isso, a fumaça que se espalha com muita rapidez é motivo de preocupação nos estados que registram os focos. Motoristas que trafegam pelas regiões afetadas devem redobrar a atenção. Por conta da fumaça a visibilidade nas estradas fica prejudicada.

 

O desconforto para a população é muito grande. Além dos problemas de saúde causados por ingestão do ar poluído, pela fumaça, a fuligem das queimadas entra nas casas e suja facilmente as roupas. 

 

Segundo o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), que realiza o monitoramento de queimadas nos últimos dois dias, foram registrados 24 focos em Mato Grosso, o estado com maior registro.

 

 

Para se ter uma ideia, do dia 01 de Janeiro até ontem (03), Mato Grosso lidera o ranking com maior número de focos de queimadas pelo Brasil – ao todo, 4449 - 39% a mais se comparado ao mesmo período do ano passado, quando registrou 3193 focos.

 

A falta de chuva em Abril e calor excessivo contribuiu para o aumento expressivo da quantidade de queimadas em Roraima e no Pará. Desde o início do ano até agora, são 3132 focos no estado de Roraima, contra 1194, do ano passado, um aumento de 162%. Já, o Pará, já contabiliza, 1905 focos contra 922 focos de 2015, no período de 01 de janeiro a 3 de maio, um aumento de 107%.