Climatempo

Climatempo Meteorologia

Obter
publicidade

Chuva aumenta ainda mais no PR e em MS

09/05/2016 às 22:11
por Josélia Pegorim

 

A chuva não dará trégua ao Paraná e para a maioria das áreas de Mato Grosso do Sul nesta terça-feira. O tempo permanece muito instável e a previsão é de outro dia nublado, com chuva constante, que deixará grandes acumulados até o fim do dia podendo ocorrer alagamentos nas cidades, transbordamento de alguns córregos e rios e também deslizamento de terra.

Pelas medições do Instituto Nacional de Meteorologia e do Centro Nacional de Monitoramento e Desastres Naturais choveu mais 100 mm em várias regiões do centro-oeste do Paraná e do sul de Mato Grosso do Sul no período entre 21 horas do dia 8 e 21 horas de 9 de maio de 2016. Em Umuarama, no Paraná, o acumulado chegou aos 188 mm, o que representa mais do que a média de chuva normal para o mês de maio, que é de aproximadamente 150 mm.

 

 

O mapa mostra a média de chuva normal para maio no Sul e em no centro-sul de Mato Grosso do Sul.

 

 

Volumes de chuva de 100 mm ou mais poderão ser acumulados no decorrer desta terça-feira em muitas outras no Paraná e em Mato Grosso do Sul. A chuva aumenta nesta terça-feira também sobre Santa Catarina e poder ser forte e volumosa em todas as regiões do estado. As capitais FlorianópolisCampo GrandeCuritiba podem ter chuvas fortes nesta terça-feira.

 

 

 

Nesta terça-feira, as áreas de instabilidade que já estão espalhadas sobre o Sul e sobre o Mato Grosso do Sul são intensificadas por uma frente fria que avança forte sobre o Sul. A chuva deve diminuir só durante a quarta-feira.

 

Queda da temperatura

Esta nova frente fria que avança sobre o Sul do Brasil vem trazendo uma forte massa de ar polar. A temperatura já começar a baixar nesta terça-feira, mas o resfriamento mais acentuado só deve começar a ser sentido na quarta-feira. Desta vez, o frio não será severo como na última semana de abril, mas a população deve se preparar para a brusca queda da temperatura nos próximos dias.

 

Duas massas polares chegam ao Brasil até o dia 18.