Climatempo

Climatempo Meteorologia

Obter
publicidade

Muita chuva de Natal a Maceió

09/05/2016 às 23:06
por Josélia Pegorim

 As capitais João Pessoa (Paraíba), Recife (Pernambuco) e São Luís (Maranhão) começaram a semana sofrendo com os problemas causados pelo grande volume de chuva. As três tiveram várias regiões alagadas, mas a pior situação está na Grande Recife. Em várias da região, em apenas 24 horas, entre 21 horas do domingo,8, e 21 horas da segunda-feira, 9, choveu de 50% a 70% da média normal para maio. Em algumas áreas de Olinda o acumulado chegava aos 233 mm, pela medição do CEMADEN.

 

 

 

 

No mesmo período, a Grande João Pessoa já acumulava de 80m a quase 100 mm. Em São Luís choveu de 70 a 90 mm em algumas áreas também causando grandes alagamentos.

 

 

Fortes áreas de instabilidade continuam ativas sobre a costa leste do Nordeste e vão provocar mais chuva nesta terça-feira entre o Rio Grande do Norte e Alagoas. As nuvens mais carregadas, que provocam a chuva mais volumosa, ficam concentradas no litoral e na zona da mata, mas áreas de agreste também podem ter chuvas moderadas.

 

 

A situação é preocupante, pois choveu demais nesta segunda-feira e o solo já encharcou, o que aumenta muito o risco de deslizamentos daqui para frente. Estas áreas de instabilidade vão continuar ativas sobre costa leste do Nordeste nas próximas 48 horas. A situação é de alerta para muita chuva nas capitais Natal, João Pessoa, Recife e Maceió. A chuva volumosa pode provocar alagamentos e deslizamentos. As condições para chuva diminuem na quinta-feira, mas uma frente fria vai chegar ao litoral da Bahia no próximo fim de semana e a chuva tende a aumentar no litoral baiano.

A figura abaixo mostra o volume de chuva previsto para a Região Nordeste no período entre 10 e 14 de maio.

 

 

A meteorologista Josélia Pegorim comenta sobre o efeito destas áreas nos próximos dias na costa leste do Nordeste.