Climatempo

Climatempo Meteorologia

Obter
publicidade

Região Norte - tendência para o inverno 2016

19/06/2016 às 18:32
por Josélia Pegorim

O outono foi marcado por dias mais quentes e com menos chuva do que o média e temperaturas acima do normal em praticamente toda a Região Norte. A exceção ficou em Roraima e em áreas do noroeste do Amazonas e algumas áreas do Amapá, onde choveu mais do que média histórica durante quase todo o outono. O fenômeno El Niño, mesmo enfraquecido, ainda teve influência na precipitação do outono principalmente sobre o leste do Pará e Tocantins.

A falta de chuva fez com que o calor ficasse muito acima do normal em particular no Tocantins. A capital, Palmas, registrou recorde histórico de calor para junho, com temperatura de 39,9°C no dia 1/06/2016.

Embora as temperaturas tenham ficado acima da média durante a estação em praticamente toda a Região Norte, as fortes massas polares que passaram pelo Brasil entre o fim de abril e a primeira quinzena de junho provocaram três friagens moderadas a fortes no Acre, em Rondônia no sul do Amazonas. O termo friagem é usado para designar quedas de temperatura provocadas por ar polar no sul de Amazônia.

O inverno de 2016 não terá mais a influência do fenômeno El Niño. Dias secos, ensolarados e quentes são comuns em quase toda a Região Norte. É uma estação que marca o início de período de seca. A friagem ainda é comum no inverno e é possível que ocorram outras neste inverno mais fortes do que as do outono.

O que se pode esperar da chuva e da temperatura no inverno de 2016 na Região Norte? Confira a análise do meteorologista Alexandre Nascimento.