Climatempo

Climatempo Meteorologia

Obter
publicidade

Balanço de junho de 2016 no Rio de Janeiro

01/07/2016 às 15:34
por Josélia Pegorim

Atualizado 02/07/2016 às 12:30

 

O balanço do mês de junho no Rio de Janeiro confirmou o que os cariocas sentiram na pele diariamente em junho de 2016: choveu mais do que o normal e fez mais frio do que a média.

As fortes massas polares que invadiram o Brasil no mês de junho mantiveram o Rio de Janeiro com temperatura amena à tarde e deixaram as noites frias. Em junho de 2016, a temperatura à tarde nem passou dos 29°C na região da praça Mauá, no centro da cidade, onde o Instituto Nacional de Meteorologia faz medições regulares desde 2002.

Os cariocas sentiram frio em junho de 2016. A média da temperatura máxima ficou quase quatro graus abaixo do normal para o mês. A média da temperatura mínima ficou cerca de um grau abaixo da média.

O amanhecer mais frio neste local foi o do dia 14 de junho, quando a temperatura mínima foi de 14,3°C. Mas no Alto da Boa Vista, a temperatura no dia 13 chegou a 8,7°C. A tarde mais quente no Rio, na região da Praça Mauá, foi a do dia 2 de junho, quando o termômetro marcou 28,8°C.

 

 

 

Além da forte queda da temperatura, os ventos marítimos provocados pelas grandes massas polares de junho contribuíram para formar muita nebulosidade sobre o Rio de Janeiro, roubando várias horas de sol da capital fluminense. A própria ação dos ventos frios dificultaram a elevação da temperatura mesmo com a presença do sol.

 

 

 

A chuva de junho de 2016 ficou 62% acima da média, mas caiu praticamente toda na primeira semana do mês.

No primeiro fim de semana de julho de 2016, o ar fica mais seco e menos frio no Rio de Janeiro. O ar polar intenso se afasta cada vez do país e a tendência é de elevação da temperatura em todo o país.

Por enquanto, não há expectativa de que frio intenso no Rio. Julho começa até com um calorzinho à tarde, mas as noites seguem frescas.