Climatempo

Climatempo Meteorologia

Obter
publicidade

Geada e mais frio no Sudeste nesta sexta

07/07/2016 às 17:03
por Josélia Pegorim

O ar frio polar que já derrubou a temperatura no Sul do Brasil atua com mais força sobre o Sudeste nesta sexta-feira. Isto significa que a temperatura vai baixar em toda a Região, mas em particular em São Paulo, no centro-sul do Rio de Janeiro e de Minas Gerais.

Não há expectativa que o recordes de frio estabelecidos em junho sejam  batidos, mas as temperaturas vão ficar entre 0°C e 5°C no sul de São Paulo e na Mantiqueira, na divisa de São Paulo, com Minas Gerais e o Rio de Janeiro, favorecendo a ocorrência de geada.

Temperaturas abaixo dos 10°C devem ser registradas em praticamente todas as regiões do estado de São Paulo, no centro-sul de Minas Gerais e do Rio de Janeiro.

 

Além da geada, o frio vai facilitar a formação do nevoeiro no início da manhã e muitas estradas e aeroportos podem ter problemas de sexta-feira e até o domingo por causa da má visibilidade.

 

Por que o frio vai aumentar?

A razão para o aumento do frio é que o centro de uma massa de ar polar estará passando nesta sexta-feira sobre o Sul do Brasil e na madrugada do sábado deve estar sobre o mar, mas próximo ao litoral de São Paulo e do Rio de Janeiro.

O centro de uma massa de ar polar é a região onde o frio é mais intenso. O caminho que a parte central da massa polar fará nas próximas 48 horas vai fazer com que o ar frio entre com mais força sobre o Sudeste e se espalha mais sobre a Região. Mas de todas as áreas da Região Sudeste, São Paulo, o centro-sul de Minas e do Rio de Janeiro serão as que vão ficar mais tempo próximas do centro da massa polar.

 

 

Na animação, o centro da massa polar é representada pela letra A. Entre a madrugada de 8 de julho e a madrugada de 9 de julho, o núcleo do ar polar passa mais perto do Sudeste. As madrugadas de 8 e 9 de julho serão as mais frias. No dia 10 de julho, o cetro polar já começa a se afastar do Sudeste, o que vai facilitar a elevação da temperatura.

                                                      

Outro motivo que vai fazer com que o frio seja maior nas próximas duas madrugadas é a falta de nebulosidade durante a noite. A ausência de nuvens facilita a perda de calor na atmosfera e o ar perto do solo esfria mais.