Climatempo

Climatempo Meteorologia

Obter
publicidade

SP em alerta para temporais nesta tarde

14/10/2016 às 13:32
por Josélia Pegorim

Atualizado 14/10/2016 às 13:33

Uma grande linha de instabilidade (LI) avança sobre o estado de São Paulo com nuvens bastante carregadas, com potencial para provocar chuva volumosa em pouco tempo que podem causar alagamentos repentinos nos centros urbanos. Além da chuva intensa, muitos raios e fortes rajadas de vento acima de 70 km/h poderão ocorrer na passagem destas nuvens. A visão do céu escuro, com nuvens em tom de cinza escuro será comum no horizonte, o que indica muita água acumulada nas nuvens. Há risco de queda de granizo.

A imagem dos radares meteorológicos de Presidente Prudente de Bauru das 13 horas desta sexta-feira indicavam a chuva intensa (manchas amarelas e alaranjadas) passando sobre Nhadeara, José Bonifácio e Promissão, entre outras cidades.

 

 

A linha de instabilidade avança em direção a São José do Rio Preto, Ibitinga, Bauru e outras cidades alinhadas com estas, de norte para sul, onde pode chover forte dentro das próximas 2 horas. Mas depois, a LI continua avançando em direção a Barretos, Ribeirão Preto, São Calos, Campinas e poderá ter efeito também no aumento da chuva sobre a Grande São Paulo.

 

Risco de temporal na Grande SP

Por causa do calor e da umidade do ar elevada, nuvens carregadas voltaram a crescer sobre a Grande São Paulo no início da tarde desta sexta-feira, 14 de outubro, independente da LI que avança pelo interior paulista.

Acompanhe a chuva na Grande São Paulo pelos radares Climatempo-USP

 

 

 

A situação é de alerta também para Grande São Paulo para o risco de chuvas e ventos fortes no decorrer da tarde. Há risco de queda de granizo também.

Na imagem de satélite, as nuvens carregadas da LI aparecem como manchas azuladas alinhadas.

 

 

 

Nuvens da linha de instabilidade que passaram sobre Presidente Prudente na manhã de 14 de outubro

 

 

Linha de Instabilidade (LI) é um conjunto organizado de nuvens do tipo cumulonimbus. O nome “linha” vem justamente da forma em linha como estas nuvens se orientam. As nuvens se deslocam ao mesmo tempo, como se estivessem unidas, o que aumenta seu poder de temporais. É comum termos ventania e chuva forte na passagem deste tipo de sistema. É possível até formação de nuvem funil e tornados. As fortes rajadas de vento provocadas pelos cumulonimbus formam o que se chama de “frente de rajada”. Muitas vezes, uma LI pode provocar chuvas e ventos mais fortes do que a passagem de uma frente fria. O tempo de atuação de uma LI é de no máximo 24 horas, enquanto uma frente fria pode atuar por até uma semana. Uma LI não tem ar polar como uma frente fria. A chuva intensa provoca repentina queda da temperatura, mas depois que a chuva passa, a temperatura volta ao padrão de antes da passagem da LI. Já a passagem do ar polar de uma frente fria pode causar queda da temperatura por vários dias.