Climatempo

Climatempo Meteorologia

Obter
publicidade

Pode chover forte na Grande SP

17/10/2016 às 16:11
por Maria Clara Machado

Atualizado 17/10/2016 às 18:18

 Depois do calor de 34°C, nuvens carregadas cresceram sobre Guarulhos e provocaram fortes pancadas de na região do aeroporto internacional. A chuva e o vento forte derrubaram a temperatura para 24°C por volta das 17h20, quando uma rajada alcançou 61 km/h. Poucos minutos depois, às 17h30, outra rajada atingiu 66 km/h.

Pancadas de chuva ainda podem ocorrer no começo da noite em várias áreas da capital e da Grande São Paulo. Mesmo rápida, pode chover forte e com raios.

O CGE - Centro de Gerenciamento de Emergências registrou 19,4 mm na região da Vila Guilherme apenas entre 16 horas e 18 horas. Entre 16 horas e 17 horas choveu cerca de 10 mm na região do Anhembi.

 

 

O forte aquecimento da tarde desta segunda-feira (17) e a umidade disponível no ar ajudam a formar novamente nuvens carregadas sobre a região metropolitana de São Paulo. Os radares Climatempo-USP já detectam chuva desde às 15h40 na divisa do sul de São Paulo com Embu Guaçu e Itapecerica da Serra:


Outras áreas de chuva ainda vão crescer nas próximas horas e há previsão de mais chuva. Em áreas pontuais essa chuva pode ser forte com raios, avisa a meteorologista Josélia Pegorim. 

 

Uma das tardes mais quentes do ano
A tarde de 17 de outubro foi talvez a tarde mais quente de 2016 até agora na cidade de São Paulo. A temperatura hoje já chegou aos 34°C no aeroporto de Congonhas, mas o Inmet registrou 35,2°C no Mirante de Santana, na zona norte.

Esta temperatura não pode ser oficialmente considerada a mais alta de 2016 na capital paulista porque foi registrada por um termômetro diferente, em um local diferente de onde foi aferido o recorde de calor atual.

O recorde de calor em São Paulo é de 33,6°C, registrado no dia 31 de janeiro e no dia 14 de fevereiro de 2016. 


Acompanhe as áreas de chuva em tempo real sobre a Grande São Paulo pelos radares Climatempo/USP.