Climatempo

Climatempo Meteorologia

Obter
publicidade

Risco de temporal diminui na Grande SP

21/10/2016 às 11:03
por Josélia Pegorim

 A Grande São Paulo ainda terá mais chuva nesta sexta-feira, porém já não são esperados temporais como os de ontem.

As áreas de instabilidade que estão sobre o estado de São Paulo vão manter a Grande São Paulo com muitas nuvens o dia todo. De forma geral, pode chover com fraca a moderada intensidade a qualquer hora. Embora com baixa probabilidade, não se pode descartar completamente a ocorrência de alguma pancada de chuva com raio na Grande São Paulo a partir da tarde.

Nuvens carregadas ainda crescem pelo interior paulista, onde pode chover forte.

 

Na imagem de satélite das 9 horas (11:00Z, no horário universal) de 21/10/16 , as manchas amareladas e esverdeadas indicam nuvens de chuva fraca a moderada.

 

A sequência de imagens de satélite mostra as nuvens carregadas (manchas vermelhas e azuladas) que se espalharam sobre São Paulo na tarde e noite de 20 de de outubro de 2016

 

Mais de 4000 raios sobre a Grande SP

No primeiro evento de chuva intensa, na madrugada até as 8h, a Grande São Paulo teve 2.600 raios. No segundo evento, entre 16 horas e a meia-noite, foram mais 1773 raios. No total, a Grande São Paulo 4.373 raios foram detectados sobre a região metropolitana da capital paulista.

 

Visão das nuvens carregadas que avançavam sobre a zona oeste da capita paulista por volta das 6h30 de 20/10/2016

 

 

Quanto choveu na capital?

Os aglomerados de nuvens carregadas que passaram sobre a Grande São Paulo no fim da tarde e durante a noite do dia 20 de outubro de 2016 provocaram chuva em todas as áreas,

O CGE - Centro de Gerenciamento de Emergências da Prefeitura registrou dois pontos de alagamento, um no Butantã e outro na Lapa, os dois na zona oeste da cidade.

Pela medição do CGE, a maior quantidade de chuva caiu em áreas da zona oeste. No período entre 9 horas do dia 20 e 9 horas de 21 de outubro, choveu 55,4 mm no Butantã, 53,6 mm em Pirituba. Nas outras áreas da capital, o volume de chuva acumulado neste período variou de 1,0°C a 17,0 mm.

 

 

Por que a chuva aumentou ontem?

Todo o estado de São Paulo teve uma semana de muito calor. O ar muito quente e úmido armazenado sobre o estado são condições essenciais para a formação das grandes nuvens que provocam os temporais. Mas ontem, a quantidade de nuvens carregadas aumentou por causa da passagem de uma frente fria pelo litoral paulista e do enfraquecimento da alta pressão que estava sobre São Paulo. A alta pressão vinha dificultando a formação de grandes aglomerados de nuvens carregadas.

Parte da chuva do dia 20 de outubro veio de nuvens que se formaram sobre a própria Grande São Paulo, mas também de nuvens que cresceram no interior e avançaram para a região metropolitana. Além disso, nuvens de chuva forte vieram do Paraná e de Mato Grosso do Sul e ajudaram a aumentar a chuva por todo o estado de São Paulo.

 

Pode chover forte outras vezes?

Os temporais que ocorreram ontem sobre a Grande São Paulo são bastante comuns e são típicos de dias quentes e úmidos. Esta situação se torna cada vez mais comum no decorrer da primavera e durante o verão. Os temporais são comuns nestas estações justamente por causa do aumento do calor e da maior disponibilidade de umidade no ar.

Até o fim do verão, chuvas mais intensas do que as que ocorreram ontem poderão acontecer na Grande São Paulo e muitas outras áreas do interior e do litoral.