Climatempo

Climatempo Meteorologia

Obter
publicidade

Chuva e vento forte no Sul

24/10/2016 às 14:13
por Josélia Pegorim

Atualizado 25/10/2016 às 11:07

Grandes áreas de instabilidade permanecem sobre a Região Sul do Brasil e provocam chuva forte e volumosa no decorrer desta terça-feira nos três estados. Há condições para chuva forte em pouco tempo e também chuva moderada prolongada. No período entre 9 horas de ontem e 9 horas de hoje choveu mais de 80 mm em Caçador  , no oeste de Santa Catarina. A situação é de alerta para temporais. A chuva cai forte em pouco tempo acompanhada por raios e ventania. Também há risco de granizo no decorrer desta terça-feira.

 

 

 

Fortes rajadas de vento já foram observadas em alguns locais da Região Sul. No Rio Grande Sul, o Instituto Nacional de Meteorologia uma rajada de 87 km/h em Cruz Alta à meia-noite da segunda-feira e outra de 75 km/h à 1 hora da madrugada desta terça-feira. Em São Luiz Gonzaga, uma rajada alcançou 79 km/h às 17 horas de ontem.

Nas próximas 48 horas, as rajadas no Sul do Brasil devem ficar ainda mais intensas por causa da formação de um ciclone extratropical. Veja nota abaixo.

 

Como muitas áreas já estão encharcadas por causa da chuva volumosa acumulada na semana passada, o risco de deslizamento de terra e de enchentes é alto especialmente no Rio Grande do Sul e no oeste e no sul de Santa Catarina.

 

  

 

Até a quarta-feira,  várias áreas de instabilidade passam sobre o Rio Grande do Sul e podem provocar temporais em todas as regiões do estado. Confira o alerta para o Sul do Brasil!

A chuva para na quinta-feira por quase todo o estado, mas a ventania ainda poderá causar transtornos no centro-sul e leste gaúcho, incluindo o litoral, a serra e Grande Porto Alegre por causa de um grande ciclone extratropical que estará se deslocando pelo mar

O Rio Grande do Sul ainda sente o efeito da chuva volumosa da semana passada que fez vários rios transbordarem ou se aproximarem perigosamente do nível de extravasamento. A média normal de chuva para outubro no Rio Grande do Sul em outubro não passa dos 200 mm em grande parte do estrado e até o dia 23 já havia chovido mais do que isso em praticamente todas as regiões gaúchas.

 O mapa abaixo mostra a anomalia de chuva (diferença em relação à média normal para o mês) até o dia 23 de outubro. Os tons de azul representam áreas onde já choveu acima do normal.

 

 

Chuva aumenta também em SC e no PR

As áreas de instabilidade que se espalham sobre a Região Sul também trazem mais temporais para Santa Catarina e Paraná.

Até a quarta-feira, 26, o oeste destes estados serão as regiões mais sujeitas a tempestades, com muita chuva, granizo e rajadas de vento acima dos 70 km/h

Pode chover e ventar forte também nas outras áreas catarinenses e paranaenses, mas não da forma persistente como se espera para o oeste dos estados.

 

A chuva volumosa entre ontem e hoje alagou ruas em Peabiru (PR)

 

Ventania

A formação e deslocamento de um grande ciclone extratropical deixa o Sul do Brasil em alerta para ventania, que poderá ocorrer mesmo sem estar chovendo. As rajadas mais intensas e persistentes, que podem passar de 100 km/h em regiões montanhosas do Rio Grande do Sul e de Santa Catarina devem ser sentidas principalmente durante a quarta e a quinta-feira, 27 de outubro.

 

Ressaca

Os fortes ventos do ciclone extratropical vão deixar o mar muito agitado na costa da Região Sul a partir do dia 26 de outubro. Grandes ondas chegam ao litoral do Rio Grande do Sul no decorrer do dia 27 e no dia 28 as fortes e grandes ondas poderão provocar ressaca em todo litoral da Região Sul. O mar segue muito agitado no fim de semana.

 

Frio

O ar polar entra com forte intensidade sobre o Rio Grande do Sul durante a quinta-feira fazendo a temperatura cair bastante. Mas na sexta-feira, 27, o ar frio se espalha por toda a Região Sul. Não são esperados recordes de frio, mas as manhãs de sexta-feira e do próximo fim de semana serão com frio acima do normal, para os padrões comuns do fim de outubro, em toda a Região Sul.