Climatempo

Climatempo Meteorologia

Obter
publicidade

Norte de Minas Gerais entra em estado de emergência

31/01/2015 às 17:22
por Michele Fernandes

O verão é, climatologicamente, a estação das chuvas em grande parte do País. Porém, estamos enfrentando mais um verão atípico, com chuva muito irregular não somente no Sudeste, como no Centro-Oeste e Nordeste.

Uma das causas da falta de chuva sobre o norte e o leste de Minas Gerais, bem como no Espírito Santo, está associada ao tão famoso bloqueio atmosférico, que por sua vez está associado ao posicionamento do sistema de pressão atmosférico conhecido como ASAS – Alta Subtropical do Atlântico Sul.

Quanto mais próxima uma região estiver do centro do sistema de alta pressão, mais seco fica o ar, menor é a velocidade do vento e as nuvens não conseguem se formar. Sem a chuva e a nebulosidade, o sol fica forte por muitas horas e o calor é intenso.

Enquanto os temporais rotineiros das tardes assolam o centro-sul e oeste mineiros, é possível visualizar na imagem de satélite a seguir, que quase nenhuma nuvem se forma sobre o centro-norte e leste do Estado. A região vem enfrentando um longo período quente e seco nos últimos dias. Com a ausência de nuvens, as temperaturas sobem muito rapidamente e o calor segue intenso. Além do calorão, a umidade tem chegado à níveis críticos no período da tarde, ficando abaixo dos 20% em diversos municípios.

Os tons em azul na imagem indicam áreas de chuva de fraca à moderada intensidade, enquanto os tons em branco e rosa, indicam chuva de moderada à forte intensidade.  Já o norte e o leste seguem com ausência de nuvens e baixíssimos índices de umidade. Em Montalvania e Salinas, ambos municípios do norte mineiro, a umidade ficou abaixo dos 20%, chegando a 15% e 17%, respectivamente. Já em Montes Claros, a umidade chegou a 11% às 16h, caracterizando estado de emergência, segundo classificação da Organização Mundial da Saúde (OMS). Em dias típicos como o deste sábado, as recomendações sugeridos pelo órgão são: -interromper qualquer tipo de atividade ao ar livre entre as 10 e 16h; -suspender atividades que exijam aglomerações de pessoas em recintos fechados; -umidificar os ambientes internos, principalmente quarto de crianças, idosos e hospitais.   O ar seco deve persistir nos próximos dias nestas áreas! Apenas a partir de quarta-feira a umidade volta a aumentar e são esperadas pancadas isoladas de chuva não somente no leste e norte mineiros, como também no Espírito Santo, que também vem enfrentando um início de ano crítico.