Climatempo

Climatempo Meteorologia

Obter
publicidade

Alerta de muita chuva no Sul do Brasil

01/08/2009 às 12:20
por Josélia Pegorim

Depois de um julho extremamente frio, o Sul do Brasil entrou no mês de agosto com chuva excessiva. Desde sexta-feira, 31 de julho, a circulação de ventos em vários níveis da atmosfera forçou um grande aumento da nebulosidade sobre a Região, que se intensificou rapidamente. O resultado desta mudança já podia ser observado no começo da manhã deste sábado, com grandes volumes de chuva acumulados, em pouco mais de 24 horas, especialmente sobre o Estado de Santa Catarina. Em algumas áreas, o total de chuva entre a meia-noite de sexta-feira e 10 horas da manhã do sábado foi quase o volume médio que normalmente ocorreria ao longo do mês de agosto. Em Indaial, no vale do Itajaí, o total de chuva neste período chegava a 101,4 milímetros, sendo que a média para agosto é de 131 milímetros. O total de chuva foi medido pela estação meteorológica automática do Instituto Nacional de Meteorologia. A estação automática de Florianópolis computava pouco mais de 48 milímetros, no mesmo período, o que equivale a pouco mais da metade da média de chuva para agosto. O volume médio histórico é de aproximadamente 92 milímetros. O Epagri/Ciram – órgãos de monitoramento das condições agrometeorológicas do governo de Santa Catarina – registrou também volumes de chuva muito altos no vale do Itajaí, no litoral catarinense e nas áreas ao norte do Estado. A Grande Florianópolis acumulava valores entre 44 e 47 milímetros. Confira na tabela abaixo as medições do Epagri/Ciram, entre meia-noite de 31 de julho e 8 horas da manhã deste sábado, 1 de agosto.    
Região / Cidades

(mm)

Região / Cidades

(mm)

Alto Vale do Itajaí

 

Grande Florianópolis  
Ituporanga

47,4

Florianópolis

43,7

Litoral Norte e Médio Vale

 

São José

46,7

Itajaí

93,6

Litoral Sul

 

São Francisco do Sul

47,4

Timbé do Sul

7,2

Indaial

99,9

Urussanga

11,2

Balneário Camburiú

71,8

Laguna

10,6

Meio Oeste e Vale do Rio do Peixe

 

Oeste

 

Joaçaba

56,0

São Miguel D´Oeste

38,0

Campo Belo do Sul

26,4

Concórdia

35,7

Caçador

98,6

Xanxerê

52,4

Campos Novos

48,5

Planalto Norte

 

Curitibanos

51,0

Rio Negrinho

73,0

Planalto Sul

 

Corupá

73,9

São Joaquim

38,0

Major Vieria

78,2

Urubici

35,7

 

 

  A tabela abaixo mostra a quantidade de chuva medida nas estações meteorológicas convencionais do Instituto Nacional de Meteorologia, entre 9 horas de 31 de julho e 9 horas de 1 de agosto de 2009, além dos valores médios históricos de agosto (1961-1990)  
Cidade Total (mm) Média agosto (mm)
Indaial 93,9 131,3
Campos Novos 57,0 -
Lages 45,9 -
Florianópolis 45,8 92,5
São Joaquim 13,8 170,4
  A situação para o domingo é de alerta, porque as condições de vento sobre o Sul do Brasil e a tendência de uma rápida queda da pressão atmosférica vão manter a nebulosidade carregada sobre Santa Catarina. Estas nuvens tendem a se formar também no litoral norte do Rio Grande do Sul, nas áreas serranas do Estado e também sobre a Grande Porto Alegre, ocasionando um grande volume de chuva neste domingo. Os ventos marítimos se intensificam e fortes rajadas de ventos, podendo superar os 70 km/h, poderão ocorrer nos dois Estados, mas principalmente no sul catarinense e no nordeste gaúcho, incluindo a região de Porto Alegre. O mar já estava agitado desde sexta-feira e deve se manter assim neste domingo. A instabilidade que se formou no Sul do Brasil se organiza como uma frente fria e um ciclone extratropical até a segunda-feira, afastando-se da Região. Assim, na segunda-feira, as condições de chuva diminuem e o frio volta a aumentar. Os ventos moderados a fortes sobre o mar gerados pela baixa pressão (ciclone) serão sentidos também no litoral de São Paulo e do Rio de Janeiro.