Climatempo

Climatempo Meteorologia

Obter
publicidade

ALERTA NO BRASIL: O AR ESTÁ SECO DEMAIS

07/08/2009 às 15:11
por Josélia Pegorim

O fi
m de semana será de alerta em muitas áreas do Brasil, especialmente por conta dos baixos índices de umidade e do calor que estão observados no centro-norte do país. Os índices de umidade do ar baixaram muito nesta primeira semana de agosto no centro-norte do Brasil. Nesta sexta-feira, por volta da 14 horas, a umidade relativa do ar baixou para 15% em Brasília e na região de Itumbiara, em Goiás. A região de Cuiabá estava com 16% de umidade.  Muitas áreas no norte de São Paulo, de Minas, dos Estados de Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Tocantins e  Pará registravam níveis de umidade próximos de 20%. A influência desta massa de ar seco é sentida até na região de Manaus. A imagem de satélite abaixo mostra o estado da secura no Brasil por volta das 14 horas. Neste padrão de cores, quanto mais escuro for o tom de marrom, mais seco e quente está o ar. SECURABR_07AGO2009 Durante o fim de semana, esta grande e forte massa de ar seco predomina sobre o Brasil. Algumas áreas no Centro-Oeste, especialmente Goiás e do Distrito Federal, e tampem o Triângulo Mineiro, o norte de Minas Gerais, o oeste da Bahia,  e o Tocantins, poderão ter horas de quase emergência, por conta do ar muito seco. De acordo com os padrões da OMS – Organização Mundial da Saúde – o estado de emergência é caracterizado com índices de umidade abaixo de 12%, como nas áreas desérticas. Níveis entre 12% e 20% determinaram uma situação de alerta e entre 20% e 30%, situação de atenção. Porém, para o corpo humano, 12% ou 16% é praticamente a mesma coisa. De forma geral, o desconforto já muito grande quando a umidade do ar diminui para 30%. A baixa umidade inibe a formação de nuvens e por isso quase todo o Brasil tem um fim de semana com sol, calor e sem chuva. No extremo sul, o alerta é para o tempo severo no Rio Grande do Sul. Uma nova frente fria avança sobre o Estado e as condições meteorológicas serão favoráveis a formação de nuvens muito carregadas. Todas as áreas do Estado podem sofrer com temporais, com ventania e queda de granizo. Áreas serranas, do planalto e do oeste de Santa Catarina e no oeste do Paraná, pode chover com moderada intensidade. Não há expectativa de chuvas intensas nas demais áreas do Paraná.