Climatempo

Climatempo Meteorologia

Obter
publicidade

Ar seco demais no interior do Brasil - Brasília em emergência

09/08/2010 às 15:06
por Josélia Pegorim

Atua
lização 17h15 A tarde desta segunda-feira pode ser considerada uma das mais secas do ano na região de Brasília. Às 17 horas, a umidade do ar chegou a 8%,  na área do aeroporto Juscelino Kubistchek. No dia 22 de junho, esta região da cidade chegou a ficar com 7% de umidade no ar. Uma grande massa de ar seco influencia o Brasil e deixa a umidade do ar muito baixa pelo interior do país. Níveis de umidade menores ou iguais a 20% estão sendo novamente observados nesta tarde em áreas do Centro-Oeste, Sudeste, Norte e Nordeste do país. Às 14 horas, a pior situação era encontrada na região de Brasília, onde a umidade já estava 12% na região no aeroporto Juscelino Kubitschek, mas baixou para 8%, Às 17 horas. Pelos padrões da OMS – Organização Mundial da Saúde – este valor já determina um estado de emergência Em outras áreas do Centro-Oeste, no norte e oeste de São Paulo, no Triângulo Mineiro, no Tocantins e no sul do Pará, os níveis de umidade do ar às 14 horas estavam na faixa do alerta, entre 13% e 20%. O aeroporto de Presidente Prudente registrou 14% neste horário. Em Cuiabá, capital de Mato Grosso, Gavião Peixoto (SP) e em Palmas, capital do Tocantins, a umidade relativa do ar estava em 16%. São José do Rio Preto, no norte de São Paulo, tinha 18% de umidade no ar. Em Minas Gerais, os aeroportos de Uberlândia e de Montes Claros, e também a região de Campo Grande, capital de Mato Grosso do Sul, registravam 19% de umidade no ar. Em Uberaba, no Triângulo Mineiro, e em Conceição do Araguaia, no sul do Pará, o nível de umidade às 14 horas era de 20%. Por conta do ar muito seco, quase todo interior do Brasil está tendo mais uma tarde ensolarada e até quente. A umidade do ar muito baixa impede a formação de nuvens e a ocorrência de chuva. Os índices de umidade do ar podem baixar um pouco mais até o fim desta tarde. Situações como estas podem se repetir nos próximos dias.