Climatempo

Climatempo Meteorologia

Obter
publicidade

Ar seco: estado de alerta no litoral de SP, Triângulo Mineiro e Brasília

17/06/2010 às 13:43
por Josélia Pegorim

ong>15  horas - 17 de junho de 2010 Umidade relativa do ar cai para 13% na região do aeroporto de Brasília 14 horas - 17 de junho de 2010 Os níveis de umidade baixaram ainda mais no Guarujá, no litoral de São Paulo, em Uberaba, no Triângulo Mineiro e em Brasília. Às 14 horas, os aeroportos destas cidades registravam apenas 18% de umidade no ar. Este valor é muito baixo e determina um estado de alerta pelos padrões da Organização Mundial da Saúde. Vale lembrar que índices iguais ou menores do 12% caracterizam o estado de emergência. Na tarde de quarta-feira, 16 de junho, o aeroporto internacional de Brasília registrou 12% de umidade relativa do ar.

Secura no Sudeste e Centro-Oeste

Os níveis de umidade no início da tarde desta quinta-feira estavam baixos demais em várias áreas do Sudeste e do Centro-Oeste do Brasil. O que mais impressionava era situação no litoral de São Paulo.  A base aérea do Guarujá registrava apenas 19%, às 13 horas. Este teor de umidade é baixo demais para qualquer lugar em terra e mais ainda para uma região litorânea, caracterizando uma situação de alerta pelos padrões da Organização Mundial da Saúde. Os limites de alerta por conta de ar seco variam de 13% a 20% de umidade no ar. Na região de Uberaba, no Triângulo Mineiro, às 13 horas, a umidade relativa do ar baixou para 20%. Em Brasília, no mesmo horário,  o aeroporto internacional registrava apenas 22% de umidade relativa. Na tarde de quarta-feira, esta região da capital federam entrou em estado de emergência, pois a umidade relativa baixou para 12%. No sul de Minas Gerais, o aeroporto de Poços de Caldas estava com 24% de umidade relativa à 1 hora da tarde. O aeroporto de Goiânia registrava 25% no mesmo horário. A região de Palmas também já estava bem seca e tinha apenas 27% de umidade neste horário. Os aeroportos de Anápolis e Campo Grande registravam 28% de umidade relativa do ar. Os níveis de umidade nas cidades de São Paulo e do Rio de Janeiro também já chamavam atenção no início da tarde desta quinta-feira. Na zona norte da capital paulista, o Campo de Marte registrava 31% de umidade relativa. No Rio de Janeiro, o ar ainda estava mais seco na zona oeste da cidade, onde o Campo dos Afonsos tinha 29% de umidade no ar, às 13 horas. Em cidades como Uberlândia, Cuiabá, Montes Claros, Belo Horizonte, Guaratinguetá a umidade relativa às 13 hora variavam de 30 a 32%, conforme a medição dos aeroportos locais. Todos estes valores já são baixos e tendem a diminuir um pouco no decorrer da tarde, com o aquecimento do ar. A diminuição dos níveis de umidade esta semana sobre o Sudeste e o Centro-Oeste do Brasil já era esperada, por conta de outra massa polar forte que passou sobre o centro-sul do país. O ar polar é naturalmente seco e sempre que passa por um local ocorre a redução dos níveis de umidade do ar.  Porém, o ar já estava seco no Sudeste e o Centro-Oeste por causa das outras ondas de frio que passaram pelo país desde a virada de abril para maio. A sexta-feira e também o fim de semana serão de secura nas duas Regiões. A imagem deste ar muito seco é a ausência de nuvens. Esta imagem de satélite no canal visível foi captada pelo satélite Goes-12, às 13h28 desta quinta-feira.