Climatempo

Climatempo Meteorologia

Obter
publicidade

Aumento do consumo de sal nos dias mais frios preocupa médicos

20/06/2012 às 19:21
por Redação

Um e
m cada seis hipertensos terá doença renal. Dez milhões de brasileiros sofrem de insuficiência renal, mas apenas 30% sabem que têm a doença. E o sódio, presente no sal de cozinha e alimentos industrializados, é um dos principais fatores de risco. A Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda o consumo diário de até cinco gramas de sal (equivalente a dois gramas de sódio). O consumo médio do brasileiro é de 12 gramas por dia, mais que o dobro do recomendado. A tendência de maior consumo de sal nos dias mais frios, decorrente de refeições mais calóricas e condimentadas, pode afetar a saúde do sistema cardiovascular e, consequentemente, do rim. Embora os rins sejam órgãos fundamentais na eliminação do excesso de sódio ingerido, quando há comprometimento da função dos rins a sua capacidade para filtrar e eliminar o excesso de sal é limitada. "No inverno, as pessoas consomem mais alimentos condimentados e calóricos e 75% do sódio que elas ingerem vêm dos alimentos processados e industrializados", afirma Daniel Rinaldi, presidente da Sociedade Brasileira de Nefrologia. O consumo excessivo de sal provoca a hipertensão, que é reconhecida hoje como uma das principais desencadeadoras de doença renal crônica. O excesso de sal também aumenta os riscos da formação dos cálculos renais ou pedra nos rins.