Climatempo

Climatempo Meteorologia

Obter
publicidade

BR: vida sem água

30/01/2015 às 11:11
por Redação

O problema da crise hídrica só se agravou nos últimos meses e entramos 2015 à beira de um colapso no fornecimento de água no país. A falta de água nas torneiras é realidade de muitos internautas que participaram com depoimentos e denúncias da nossa campanha SP: vida sem água durante 2014.

A crise não é mais exclusividade de São Paulo e o problema atinge com gravidade outros estados do Brasil, entre eles Espírito Santo, Minas Gerais, Rio de Janeiro, Goiás e Bahia.

Abrimos um novo espaço para que você participe e dê o depoimento da sua cidade e do seu estado. A Climatempo quer saber: Você está ficando sem água? A sua região já sofre o impacto da escassez de chuva no país? E ainda, a sua região continua sem água desde quando?

PARTICIPE na nova campanha nacional da Climatempo e nos ajude a preencher o mapa BR: vida sem água.

    03/02/2014 – Osmar Vicnete Sossai de Santa Tereza, Espírito Santo.

O nosso  município tem 35% de sua extensão territorial coberta por mata atlântica e nem isto foi suficiente para manter as nascentes e as águas dos rios e córregos com volumes normais. Isto se deve em grande parte por falta de políticas públicas voltadas para a sustentabilidade dos ecossistemas de forma a garantir a produção agropecuária a curto, médio e longo prazo. A população Brasileira de forma geral valendo-se da máxima de que somos um pais abençoado por deus ainda não acordou para a necessidade da preservação do meio ambiente, nem tão pouco de cobrar de forma organizada uma ação mais séria da classe governamental voltada para este tema que já vem a cada ano nos mostrando que da forma que caminha, vamos ficar sem este recurso natural que é de fundamental importância para a nossa sobrevivência. Os produtores rurais da nossa região já não tem o que fazer para garantir a sua produção e de honrar com os seus compromissos. Não temos mais água para manter a irrigação nas lavouras e manutenção das pastagens. Como o nosso município está acima de 700 m de altitude, dentro de mais 60 dias entraremos no inverso e isto quer dizer que não se conseguiu uma boa recuperação das lavouras no período do verão (sol e chuva) e desta forma a produção agropecuária em 2015 sofrerá ainda mais. Ainda falam que o ser humano é um animal inteligente...Então porque ele é o único animal que destrói o seu habitat?

02/02/2015 – Jonnatas Bastos Eler Ramos de Alto Rio Novo, Espírito Santo.

Minha família vive em Alto Rio Novo, interior do Espírito Santo, e neste último final de semana pude sair da capital e visita-los e tristemente ver a grave situação da falta de água na região noroeste do nosso estado. Já não há água para todos e a distribuição ocorre somente durante poucas horas do dia. No domingo durante um passeio com meu avô pude ver o Rio Novo, onde antes jorrava um pequeno mais belo rio, hoje somente vemos um pequeno fio d'água. Se já não bastasse a seca e o calor escaldante, o pequeno rio sofre com a degradação de suas encostas e pelo uso criminoso por agricultores locais. Somente no final de semana dezenas de agricultores tiveram bombas lacradas e novas barragens fechadas. Também há de se registrar a falta de preparo das instituições que deixaram a situação chegar a esta crise hidráulica. Não se preocuparam em fazer um reservatório para o município ou na educação para o uso correto da água entre a população e agricultores. Vale registrar que a maior seca dos últimos tempos está ocorrendo apenas um ano após a maior enchente que a região já viu.

02/02/2015 – André de Paula Machado de Visconde do Rio Branco, Minas Gerais.

Moro no Bairro São Jorge e a situação da falta da água aqui na cidade é evidente e o prefeito já decretou estado de calamidade publica. Desde ontem estamos sem água. Enquanto espero por caminhão pipa a gente compra água de galão pra beber e tomar banho. Moro nesta cidade há anos e eu nunca tinha visto uma seca tão terrível na cidade. Em outros bairros da cidade falta água há mais de 20 dias. A Copasa é a empresa responsável pelo fornecimento de água aqui na cidade. Viver sem água é quase que impossível, pois o ser humano precisa deste líquido tão precioso que é abençoado por Deus para tanto para alimentação da família, quanto para necessidade diária. Tomara que venha chuva para nossa cidade o mais rápido possível para amenizar o problema de que viver sem água não dá.

02/02/2015 – Agnaldo Vieira da Cruz de Tatuí, São Paulo.

Moro em Tatuí e aqui graças a Deus não está faltando água, só que não chove na cidade, formam aquelas nuvens carregadas e logo após se espalha no céu e, chove apenas nos arredores, entrando em desespero a população, ficando apenas com o sol quente novamente e calorzão de 37 graus.

30/01/2015 - Ana Cristina Ribeiro Alves de Bambuí, Minas Gerais.

Graças a Deus, ainda não estou sofrendo com a falta d'água, mas sei que não vai demorar a acontecer, devido ao comportamento das pessoas em relação a esse bem tão precioso. Meus vizinhos limpam casa todos os dias, lavam carros toda semana, lavam calçada, dançam "créu" debaixo das duchas de piscina, e na semana passada, estava trafegando pela Rua João Miranda, próxima à minha rua e flagrei a seguinte situação de desrespeito: duas senhoras que moram em frente uma da outra, conversavam tranquilamente, enquanto a mangueira jorrava água, jogada no chão, já que ambas lavavam suas calçadas. Meu primeiro ímpeto foi parar o carro e "parabenizá-las" por suas condutas. Mas fui embora... Os alertas sobre o problema da crise hídrica, a meu ver, já contam com mais de quinze anos, e ninguém nunca se importou, com algumas exceções, é claro, como no meu caso: sempre paguei taxa mínima, sendo que há aproximadamente 1 ano minha conta aumentou R$5,00, devido à presença de mais um membro na casa. Parece que a "ficha" das pessoas ainda não caiu na minha cidade. O pior é que, quando faltar, vai faltar para todo mundo, inclusive para os que se sacrificaram e economizaram. As companhias de água deveriam usar de equidade e puxar o histórico de consumo das pessoas, na hora de distribuir a água, quando faltar, fazendo assim justiça aos que agiram corretamente.

30/01/2015 – Franthesco Pandolfi de Águia Branca, Espírito Santo. Moro no Córrego Boa Vista, no município de Águia Branca. Estamos sofrendo com a seca. Aqui não esta faltando água ainda, mas se continuar esse sol que esquenta a cada dia mais por mais uns dez dias, aí vamos ter um sério problema. Eu estava pensando uma coisa, o governo a cada ano que passa ele aumenta o limite de credito rural e assim o produtor investe em irrigação planta mais e assim o consumo de água também aumenta, mas não se preocupa em incentivar o produtor rural a construir barragens para o armazenamento de água. Um exemplo simples, como a gente começa uma casa sem uma boa fundação? 30/01/2015 – Rafael Inácio Rodrigues de Baixo Guandu, Espírito Santo.

Aqui no Espírito Santo não chove em todo o Estado a mais de 40 dias. O Governo do Estado já decretou estado de alerta, recomendou medidas para economia, muitos municípios já estão diminuindo o fornecimento algumas horas por dia. Um ano atrás tivemos a maior enchente da história e agora a pior seca dos últimos 40 anos. Devido a falta de planejamento e ao intenso desmatamento nas bacias hidrográficas, toda aquela água de dezembro de 2013 foi embora, não foi armazenada e pior, aumentou o assoreamento dos rios e córregos. Desperdiça-se as oportunidades na abundância, e sente-se isso nos momentos de crise opostas. Não somente os fenômenos climáticos são culpados, mas principalmente todos nós. Esse é o momento de aprender a economizar e planejar o futuro!

30/01/2015 – Mateus Della Coleta de Torrinha, São Paulo. Estamos pensando somente na água e esquecendo do alimento, com certeza estamos entrando na crise do AA (alimento/água). Na minha região também o volume de chuva está a baixo do esperado, principalmente para a agricultura e pecuária (boi/ave/suíno). Vamos ficar sem alimento com certeza. A não ser que DEUS tenha piedade de nós e mande chuva no inverno. 18/02/2015 – Rogério Souza de São José da Lagoa Tapada, Paraíba.

Aqui em São José da Lagoa Tapada/Paraíba estamos numa seca que já dura 3 anos consecutivos, com chuvas irregulares. O açude que abastece a nossa cidade está com apenas 1% da sua capacidade total, estamos à beira de um colapso! Aqui só tem água de 5 em 5 dias. O gado mal tem água pra beber e pasto pra comer. O maior açude da Paraíba, Coremas está com menos de 20% da sua capacidade! E até agora nada de as chuvas chegarem! E as autoridades não fazem nada pra amenizar essa situação!!! 30/01/2015 – Marco Stuani de Campo Grande, Mato Grosso do Sul.

O córrego Guariroba que é o principal abastecedor de água da cidade já está sendo devastado, por fazendeiros que desmatam as suas margens e deixam o gado usar a água e por estradas construídas as suas margens. O MPE faz termo de conduta, mas não adianta nada e ninguém obedece.

30/01/2015 – Luiz Fernando Pedroso de Goiânia, Goiás.

É isto mesmo: Vida sem água, verdadeira incompetência de "nosso governantes". A começar do Sr. Alckimin, da ministra do meio ambiente até a Presidenta da república! Quanta incompetência. Agora vêm penalizar  a população paulista, a mineira e outras mais, com racionamento e multas. Eles é  que deveriam ser multados e processados pelos ministérios públicos, pois nunca se preocuparam em fazer obras para evitar este caos! Foram gastos bilhões para construir estádios, que agora se tornaram verdadeiros elefantes brancos! Fecharam os olhos para as tantas denúncias sobre os desvios e farras com o dinheiro da Petrobrás e outras empresas. A sra. Dilma, cria do Lula, e seus ministros poderiam ter evitado tudo isto, mas agora só querem punir a população! Como resolver o problema: Água nós temos em abundância no país! Só faltam obras! Façam como a França que construiu canais por todo o país! Que se construam canais por todo o Brasil, e que comecem ONTEM! Serão obras caras, mas o resultado será para toda a vida! Nós temos engenheiros competentes e até mesmo alguns projetos deste em alguns estados. FAÇAM E MOSTREM COMPETÊNCIA PARA GOVERNAR!

Veja como participar passo a passo: Pelas redes sociais 1º Nome 2º Localização (bairro, cidade e estado) 3º Depoimento + #brvidasemágua Pelo site Deixe seu depoimento no espaço para comentários no final desta matéria. Por email Envie um email com o seu depoimento  + bairro, cidade e estado para: redacaogeral@climatempo.com.br VEJA OS DEPOIMENTOS DA CAMPANHA SP: VIDA SEM ÁGUA EM 2014. Confira nossas matérias especiais sobre a crise hídrica no Brasil: - Por que não dessanilizar a água do mar? - Caminhões-pipa não vão dar conta do rodízio de água - Água da chuva não é adequada para o consumo! - Energia solar pode ser solução para reduzir conta de luz - Segunda cota do Cantareira pode zerar no final de abril - A qualidade da água da Billings - Brasil ainda terá chuva irregular em fevereiro - Sem ZCAS e sem ZCIT - RJ: Paraíba do Sul vai receber chuva nos próximos dias - Teremos mais apagões? - Cantareira: chuva só em 2017 - Quanto tempo vai durar o bloqueio de 2015? - Que bloqueio é esse? - Reuso da água pode trazer economia de até 30% - Sem água, Itu depende de caminhões-pipa - Seca pode ser consequência do aquecimento global? - Drone sobrevoa seca histórica de São Paulo - Como fica o Cantareira em 2015? - Seca estimula economia e armazenamento de água - Alto Tietê: crise continua em 2015 - O uso ilegal da água - Itu: a cidade do racionamentoReservatórios de SP: quanto tempo para secar? O Cantareira vai se recuperar?Aquífero Guarani pode ajudar São PauloAlto Tietê também está secandoA água que não cai do céuE se a água acabar em SP?