Climatempo

Climatempo Meteorologia

Obter
publicidade

Brasil com jeito de verão

01/12/2009 às 19:03
por Josélia Pegorim

Fort
es áreas de instabilidade cresceram sobre o Tocantins na segunda-feira e provocaram chuva intensa na capital, Palmas. Foram 4 horas seguidas de chuva constante, moderada a forte, entre 4 horas da tarde e 8 horas da noite. O temporal aconteceu Segundo as medições do Instituto Nacional de Meteorologia, o acumulado até as 9 horas desta terça-feira chegou aos 91,5 milímetros. Para se ter uma idéia da violência com que a chuva caiu sobre a capital do Tocantins, em apenas 1 hora, entre 4 e 5 horas da tarde desta segunda-feira foram acumulados cerca de 71 milímetros de chuva, conforme registro da estação medidora automática do Instituto Nacional de Meteorologia. Este valor já seria muito elevado se a chuva fosse distribuída ao longo de 24 horas. Esta terça-feira foi marcada pelo sol e tempo seco em praticamente todo o Sul do Brasil. Poucas pancadas de chuva ocorreram no litoral e no norte do Paraná. Choveu leve em áreas do sul de Santa Catarina. Todas as outras Regiões do país passaram o dia sob a influência de ar quente e úmido que facilitou a ocorrência de muitas pancadas de chuva. A circulação dos ventos mudou bastante sobre o Nordeste nas últimas 24 horas e a umidade aumentou por quase toda a Região. Isto facilitou a formação de nuvens carregadas que provocaram chuvas fortes em vários Estados. Segundo o Instituto Nacional de Meteorologia, entre 9 horas de segunda-feira e 9 horas desta terça-feira, a região de Floriano, no interior do Piauí acumulou 42 milímetros, quase um terço da média de chuva de dezembro que é de 150 milímetros. No sertão de Pernambuco choveu 23 milímetros em Ouricuri. O interior do Ceará também teve chuvas moderadas a fortes. O maior acumulado foi 49 milímetros na cidade de Barbalha. No Centro-Oeste, a chuva caiu forte na cidade goiana de Formosa, ao lado do Distrito Federal. Foram acumulados 61 milímetros de segunda para terça-feira. No Sudeste, depois da passagem de uma frente fria pelo norte de Minas Gerais, o tempo também ficou instável e chovei forte. As cidades de Arinos e Januária acumularam 65 milímetros. Com o ar muito úmido e quente, e a passagem de uma frente fria pelo litoral paulista, fortes pancadas de chuva ocorreram em áreas da Grande São Paulo na manhã desta terá-feira. A capital paulista chegou a ter 13 regiões alagadas. O verão começa oficialmente no dia 21 de dezembro, às 15h47, pelo horário de Brasília, mas quase todo o Brasil já está com o jeito do verão. Calor não falta nesta época e a circulação dos ventos sobre o país aos poucos favorece a distribuição do ar úmido. Este ar quente e úmido é uma condição básica e fundamental para a ocorrência de fortes pancadas de chuva. Verão significa sol, calor e também muita chuva no Brasil. Este ano, entraremos na estação das águas já com excedente de umidade, depois do excesso de chuva do inverno e da primavera. Um verão com um El Nino para ajudar a chover mais.