Climatempo

Climatempo Meteorologia

Obter
publicidade

Calor e frente fria provocaram temporais em MG e no RJ

15/01/2010 às 18:16
por Josélia Pegorim

ong>Temporal em Barbacena – Zona da Mata Mineira Um temporal ocorreu no fim da tarde de hoje em Barbacena, na zona da mata mineira. Em apenas 1 hora, entre 16 e 17 horas, choveu quase 58 milímetros, de acordo com as medições do Instituto Nacional de Meteorologia. Esta quantidade é elevadíssima para um período de apenas 1 hora e correspondeu a 22% da média de chuva para o mês de janeiro, que é de aproximadamente 264 milímetros. Durante o temporal, o aeroporto de Barbacena registrou uma rajada de vento de 60 km/h. O ar muito quente que vem predominando sobre Minas Gerais, desde o início do ano, e a chegada de uma frente fria, foram os responsáveis pela formação de nuvens muito carregadas sobre várias regiões do Estado. Chuva forte, ventania e granizo foram observados em Belo Horizonte. A chuva caiu forte de ontem para hoje também em Juiz de Fora, uma das principais cidades mineiras. Segundo o Instituto Nacional de Meteorologia, choveu 61 milímetros em Belo Horizonte, das 10 horas de quinta-feira até a 10 horas desta sexta-feira.  A região de Juiz de Fora acumulou 60 milímetros e Machado, no sul de Minas, teve 49 milímetros de chuva. Janeiro com menos chuva do que o normal em Belo Horizonte Apesar dessa chuva forte desta sexta-feira, janeiro tem sido com menos chuva do que o normal em Belo Horizonte, e na maioria das regiões de Minas Gerais. Segundo o Instituto Nacional de Meteorologia, doa dia primeiro de janeiro até as 10 horas da manhã desta sexta-feira, Belo Horizonte acumulou aproximadamente 163 milímetros de chuva, o que corresponde a 55% da média para o mês. Historicamente, janeiro é segundo mês mais chuvoso na capital mineira e média normal de chuva é de 296 milímetros. Na tarde desta sexta-feira, estas grandes nuvens se desenvolveram também em outras regiões de Minas Gerais, provocando pancadas de chuva e ventos fortes. Em Chapada Gaúcha, no noroeste mineiro, na divisa com a Bahia, e em Capelinha, no vale do Jequitinhonha, o vento chegou a 77 km/h, às 17 horas. Em Passos, na divisa com São Paulo, as chuva do final da tarde veio com rajadas de vento de 65 km/h. Rio de Janeiro - quase 100 mm de chuva em 24 horas A frente fria que entrou no Rio de Janeiro provocou temporais em várias localidades do Estado. As fortes pancadas de chuva começaram na tarde de quinta-feira e prosseguiram até a manhã desta sexta-feira. Na cidade do Rio de Janeiro, o Instituto Nacional de Meteorologia registrou um acumulado de 99 milímetros na Praça Mauá, região central da capital fluminense, onde muitas ruas ficaram completamente alagadas. De acordo com as medições da Georio, que monitora as precipitações e encostas no Grande Rio, os volumes de chuva acumulados entre a tarde de quinta-feira, dia 14, e o começo da tarde desta sexta-feira. 16 de janeiro, variaram de 50 a 80 milímetros em muitas áreas da cidade. Porém, no bairro da Saúde, foram acumulados quase 92 milímetros e em Cachambi, 94 milímetros. Frente fria se afasta do Sudeste no fim de semana Esta foi a primeira frente fria que conseguiu alcançar o Rio de Janeiro e Belo Horizonte desde a virada para 2010. Algumas pancadas de chuva poderão ocorrer até no Espírito Santo, onde tem feito muito calor e não tem chovido há quase duas semanas. Em Vitória, o último registro de chuva do Instituto Nacional de Meteorologia foi de entre os dias 31 de dezembro de 2009 e 1 de janeiro. Esta frente fria vai se afastar do Sudeste no fim de semana. As áreas de instabilidade tendem a enfraquecer gradualmente, o que vai diminuir a nebulosidade e a frequência das pancadas de chuva. Toda a Região terá mais sol e calor especialmente no domingo. Porém, com o rápido aquecimento e a umidade ainda alta, a chance de pancadas de chuva a partir da tarde permanece alta. Praias do Sudeste terão mais sol e calor no fim de semana Nas praias do Espírito Santo, mesmo com a possibilidade de pancadas de chuva neste sábado, o sol vai aparecer o dia todo.  A chance de alguma chuva no domingo é ainda menor. No litoral do Rio de Janeiro e de São Paulo, o sábado ainda será com grande quantidade de nuvens. A chance de chuva é relativamente alta até de manhã. Mas o domingo deve ser um dia com sol forte e calor, com pancadas de chuva só no fim da tarde.