Climatempo

Climatempo Meteorologia

Obter
publicidade

Temporais no Sul

13/01/2015 às 11:20
por Josélia Pegorim

Atua
lizado às 22h405 de 13/1/2015 Fortes áreas de instabilidade se formaram sobre o Sul do Brasil no decorrer da tarde desta terça-feira por causa do calor intenso e da chegada de uma frente fria ao Rio Grande do Sul. Nuvens muito carregadas que provocam chuva forte, muitos raios e trovões e intensas rajadas de vento cresceram sobre os três estados, mas com maior intensidade sobre o Rio Grande do Sul.   As imagens de satélite mostram a grande área de nuvens carregadas (mancha vermelha) que se espalhou sobre a Grande Porto Alegre e pela fronteira do Rio Grande do Sul com o Uruguai.   O Instituto Nacional de Meteorologia registrou rajadas de vento  de 78 km/h em Chuí e em Dom Pedrito e de 77 km/hem Jaguarão. O aeroporto de Pelotas registrou rajada de 67 km/h. Em Porto Alegre a temperatura chegou a quase 36°C.     No decorrer da noite desta terça-feira, os temporais se espalham sobre o Rio Grande do Sul e devem ocorrer em muitas áreas do Estado nesta quarta-feira e também na quinta-feira, por causa da passagem de uma frente fria pelo litoral gaúcho. Em Santa Catarina e no Paraná, as fortes pancadas de chuva ainda voltam a ocorrer a partir da tarde, mas o sol aparece forte.   Quando calor vai diminuir?   Sensação térmica passa dos 40°C O calor não dá trégua ao Sul do Brasil nesta terça-feira. Durante a tarde, a temperatura real do ar poderá se aproximar dos 40°C em locais dos três estados, mas a sensação térmica volta a superar os 40°C. Antes das pancadas de chuva a partir da tarde, os três estados terão várias horas com sol forte para aquecer o ar. Fortes pancadas de chuva com raios e rajadas de ventos que podem superar os 70 km/h devem ocorrer no Sul não apenas nesta terça-feira, mas também no decorrer da semana. O excesso de calor armazenado na atmosfera e a passagem de frentes frias pelo litoral da Região formam as nuvens carregadas. Temporais Fortes áreas de instabilidade que provocam muita chuva sobre o Uruguai e sobre o centro-leste da Argentina, incluindo Buenos Aires, avançam devagar para o Rio Grande do Sul.  Temporais podem ocorrer na tarde e noite desta terça-feira nos três estados da Região Sul, mas a maior quantidade de tempestades e a chuva mais volumosa deve acontecer sobre o  Rio Grande do Sul por causa da chegada destas áreas de instabilidade da Argentina e do Uruguai.   Frentes  frias e menos calor Até a segunda-feira, 19 de janeiro, três frentes frias vão avançar pelo litoral da Região Sul ajudando a formar nuvens carregadas que vão provocar chuva forte. O ar polar das duas primeiras frentes frias será fraco e não vai dar conta de aliviar o calor em todo o Sul. Somente a terceira frente fria terá ar polar suficiente para baixar a temperatura nos três Estados. A diminuição da temperatura será sentida só a partir do dia 19 de janeiro 12 de janeiro de 2015– Um dos dias mais quentes da história de Florianópolis A tarde de 12 de janeiro de 2015 foi uma das mais quentes já registradas em Florianópolis desde os anos 1920. Segundo o Instituto Nacional de Meteorologia, a temperatura máxima na capital catarinense foi de 38,0°C. Esta foi a segunda maior temperatura já registrada em um dia de janeiro em Florianópolis. A maior temperatura para janeiro medida pelo INMET é de 38,2°C nos dias 24 de janeiro de 1971 e 25 de janeiro de 1936.   Recorde de calor em Curitiba O calor bateu recorde tambpem em Curitiba nesta segunda-feira. O Instituto Nacional de Meteorologia registrou a temperatura máxima de 33,6°C. Foi a maior temperatura para 2015 até agora e também e mais elevada na capital do Paraná desde 13 de outubro de 2014, quando a temperatura chegou aos 34,1°C. Os termômetros superaram os 38°C no sul de Santa Catarina . Das 5 maiores temperaturas registradas pelo Instituto Nacional de Meteorologia no Sul, 4 foram em cidades catarinenses. A sensação térmica no litoral norte e vale do Itajaí ficou em torno dos 47°C   Calor e temporais Os termômetros superaram os 38°C ontem no sul de Santa Catarina. No Paraná, a temperatura chegou aos 40,5°C na medição do Simepar.  Das 5 maiores temperaturas registradas no dia 12 de janeiro de 2015 pelo Instituto Nacional de Meteorologia no Sul, 4 foram em cidades catarinenses. A sensação térmica no litoral norte e vale do Itajaí ficou em torno dos 47°C