Climatempo

Climatempo Meteorologia

Obter
publicidade

Calor e vento em São Paulo: tempo mudando

22/07/2009 às 15:02
por Josélia Pegorim

No c
omeço da tarde desta quarta-feira, os paulistas sentiram um calor incomum e os ventos mais fortes. A temperatura em algumas áreas da cidade de São Paulo chegava aos incríveis 28ºC, sendo que na terça-feira os termômetros não passaram dos 23ºC. Pelo interior, os termômetros passavam dos 30ºC. No litoral, o ar também ficou mais quente. Por volta das 2 horas da tarde, as rajadas de vento chegaram 46 km/h. O calor e os ventos indicam a aproximação de uma frente fria que muda o tempo em São Paulo nesta quinta-feira. Esté uma frente fria especial, que só costumar avançar pelo continente sul americano no alto-inverno. Foi este sistema que provocou ventos de mais 100 km/h no Sul do Brasil na terça-feira e na madrugada desta quarta-feira. Em São Paulo, a nova frente fria também pode provocar ventos e chuva forte até a próxima sexta-feira. O frio polar chega ao Estado com mais força durante a sexta-feira, quando a temperatura na capital paulista já não deve passar dos 17ºC. Até o sábado, os paulistanos poderão viver a tarde mais fria do ano. Muitos dizem que frio com sol é até gostoso. Só que desta vez não será assim: é frio com chuva. A alta umidade será sentida em todo o Estado de São Paulo e vai aumentar a sensação de frio na sexta-feira e no fim de semana. br_22julho2009 No Sul do Brasil, a forte massa polar vai causar muito frio nos próximos dias. Muitas localidades terão novamente temperaturas abaixo de zero. A geada poderá ser forte na sexta-feira e no fim de semana, quando o centro polar, a região mais fria, passará sobre a Região. Depois da chuva forte e da ventania, os argentinos começaram sentir o frio da forte massa polar que gelou o país novamente. Nesta quarta-feira, a neve caiu em locais onde não costuma nevar, até na província de Buenos Aires, onde está a capital portenha. No começo da manhã desta quarta-feira, a sensação térmica em Buenos Aires chegava aos 12ºC abaixo de zero, por conta do vento frio e de forte intensidade. Argentinos e uruguaios, o Paraguai e também a Bolívia passam os próximos dias com temperatura muito baixas, por conta da grande e forte massa polar que entrou na América de Sul.