Climatempo

Climatempo Meteorologia

Obter
publicidade

Calor no Sul aumenta o risco de tempestade

26/09/2009 às 19:02
por Josélia Pegorim

Mesm
o com muitas nuvens e até chuva no começo da manhã, a temperatura subiu muito de ontem para hoje em Foz do Iguaçu, no oeste do Paraná. A temperatura chegou aos 29ºC. O fim da tarde está sendo abafado, ainda com 28ºC. O dia amanheceu com 18º. Ontem, a temperatura em Foz do Iguaçu variou de 7ºC a 25ºC. A elevação da temperatura foi sentida em todo o Estado, com o afastamento do ar polar e a entrada de ventos da direção norte, que trouxeram o calor no centro-norte do país. No norte do Paraná, onde o sol ficou forte, a temperatura chegou aos 30ºC. Em Curitiba, o sábado foi marcado por muitas nuvens, mesmo assim, houve uma significativa elevação de temperatura de ontem para hoje. Os termômetros atingiram os 22ºC. Em Santa Catarina não esquentou muito, pois a cobertura de nuvens era densa no Estado, já pela manhã. Mas o Rio Grande do Sul também registrou grande elevação de temperatura neste sábado. Porto Alegre e várias áreas do interior gaúcho registraram ao menos 28ºC. Sul_26set2009 O aquecimento no Sul do Brasil foi geral neste sábado, mas infelizmente isto vai colaborar para a formação de nuvens pesadas sobre a Região. A expectativa de chuvas intensas vai se confirmando e os primeiros indícios foram dados na manhã deste sábado, quando a nebulosidade começou a aumentar rapidamente na divisa de Santa Catarina com o Rio Grande do Sul. Fortes pancadas de chuva e rajadas de vento foram observadas em localidades do oeste, planalto catarinense e no noroeste gaúcho. No final da tarde, choveu cerca de 17 milímetros em Curitibanos, em apenas 1 hora. A rajada de vento chegou aos 63km/h. Em Joaçaba, o vento chegou aos 53 km/h, à tarde. Erechim, no noroeste do Rio Grande do Sul teve 10 milímetros de chuva em 1 hora. Tecnicamente, estes acumulados são altos, para o curto espaço de tempo. Na maioria das áreas do Sul do Brasil, a chuva acumulada este mês dobrou a média, no mínimo. As condições do tempo para os próximos dias são muito preocupantes.  Agora, com o ar mais aquecido, o impacto com o ar frio polar trazido pela nova frente fria será mais desastroso.  Esta frente fria inicia um novo período de temporais sobre o Sul do Brasil. A chuva e o vento voltam fortes e o risco de granizo é grande. Neste domingo, o risco de temporais é maior sobre norte do Rio Grande do Sul, no oeste e sul de Santa Catarina e do Paraná. Mas até o fim da semana, a umidade permanece alta e as nuvens de chuva vão predominar. A chuva será volumosa nos três estados. Até o dia primeiro de outubro, os acumulados que podem superar os 100 milímetros em grande parte da região. Como o nível dos rios está muito alto e o solo encharcado, mais deslizamentos e transbordamentos devem ser esperados.  Além disso, ventos fortes podem causar mais estragos. acumuladasu7dias O mapa acima mostra a distribuição do total de chuva que poderá ser acumulado na Região Sul, até o dia 2 de outubro.  Esta estimativa é feita por supercomputadores. As áreas em roxo e vermelho indicam um total de 100 a  150 milímetros e abrangem as áreas de planalto e serra do Rio Grande do Sul e de Santa Catarina, mas também o oeste e sul catarinense e do Paraná.